quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

O golpe constituinte vem aí ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Têm sido recorrentes e praticamente diárias as propostas que os políticos fazem para emendar ou substituir totalmente a constituição, vigente desde 1988, por uma nova. A maioria delas têm o objetivo inescondível de dar um golpe político, modificando a constituição para que ela dê cobertura a algum interesse escuso, desamparado no ordenamento jurídico vigente. Nessas circunstâncias, a tentativa de golpe jurídico pode se transformar num golpe político. Essa é a sofisticação do golpe. Não há mais necessidade de uso da força militar, das armas, derramamento de sangue, etc. É o típico golpe “pacífico, quase imperceptível ao observador desatento, feito através da lei, que aparenta todos os traços da “legalidade”, porém viciada na origem, o que lhe tira totalmente a legitimidade. Por isso a bandidagem mais moderna se acostumou a agir dentro da lei, não fora dela, com a plena cobertura dos juízes e do Ministério Público.
Para que se tenha uma ideia no direito comparado sobre a rigidez ou flexibilidade das constituições, os Estados Unidos da América e o Reino Unido podem ser boas referências para comparação, ao lado de alguns outros países também estáveis. A Constituição dos Estados Unidos, por exemplo, aprovada na Convenção de Filadélfia, em 1789, portanto há mais de dois séculos, possui somente 7 (sete) artigos. Os três primeiros organizam cada um dos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), os demais tratam do “federalismo”. Durante todo esse tempo, essa carta teve somente 10 (dez) Emendas, aprovadas em 1791, que inseriu a “Carta de Direitos” (Bill of Rights), em vista de ter havido alguma divergência na original de 1789, e posteriormente mais 17 Emendas, num total, portanto, de 27 Emendas. Todas elas são acrescidas necessariamente à Constituição original de 7 artigos, num só instrumento, de modo a poder ser consultada a qualquer momento, não demorando toda essa leitura mais que uma hora, bastando não ser analfabeto funcional para compreendê-la em toda a sua extensão. Portanto ali não é preciso nem ser “constitucionalista” para entendê-la e interpretá-la. Ela é acessível a qualquer do povo. Provavelmente esteja aí a principal razão da sólida consciência que tem aquele povo sobre os seus direitos fundamentais.
Já a constituição do Reino Unido não está em um só documento. Conhecida como constituição “consuetudinária”, ”não-escrita”, ou “de fato”, ela é o conjunto de leis e princípios que regem o Reino Unido. Seus “pilares gêmeos” são a soberania do parlamento e o princípio da igualdade, pelo qual “todos são iguais perante a lei”, princípio herdado da “Carta Magna”, de 1215.
Já no Brasil essa situação é um “pouquinho” diferente. A corja que constitui a maioria política e que se adonou do poder fez da constituição um verdadeiro pandemônio. Muito extensa e confusa, somente malabaristas formados em direito conseguem decifrá-la. Originalmente ela já é confusa, podendo ser considerada uma verdadeira colcha de retalhos, inclusive em relação ao projeto inicial. Tudo piorou com as “emendas” e “remendos” durante todo esse tempo. Sua versão atualizada, consideradas todas as emendas, desde 1988, contempla 250 artigos, no corpo principal, mais 114 artigos no “Ato das Disposições Constitucionais Transitórias”. Além disso as “Emendas” posteriores totalizam 95. Quem se der ao trabalho de consultar a constituição brasileira no site “www.planalto.gov.br”, terá um quadro fiel do quanto esse documento foi “retalhado” desde que a CF entrou em vigor em 1988. São riscos e mais riscos para todos os lados, que fazem uma legítima constituição toda “riscada”.
Enquanto não se leva mais de uma hora para ler e compreender a constituição do “Tio Sam”, com todas as suas Emendas, muitos dias de “24 horas” seriam necessárias para ler e “não-compreender” a balbúrdia da constituição “tupiniquim”. Não bastasse essa “inflação” de novos dispositivos constitucionais a todo instante, baixados por qualquer “besteira”, também a “fábrica” de leis e outras normas jurídicas infraconstitucionais não dá trégua. A consequência é que se os brasileiros quiserem se atualizar com as leis, certamente terão que ficar mais que o dia inteiro nessa árdua tarefa para se inteirarem das normas “do dia”, não tendo mais tempo para atender os demais compromissos exigidos pela vida. Essa é a burocracia das leis que massacra a sociedade. E ninguém melhor que os operadores do direito para confirmar essa realidade. Ninguém deles (advogados, juízes, promotores, consultores jurídicos, etc) tem mais tempo para trabalhar, o qual é totalmente consumido pela necessidade das atualizações das normas jurídicas baixadas às pencas pelo numeroso exército de burocratas do Governo e do Parlamento. Essa realidade, entretanto, para que não se cometa injustiças, não é de hoje. Ela vem de longe. Antes do Regime Militar, instaurado em 1964, que caminhou junto com a “tecnocracia”, havia anualmente a edição da Revista LEX, com centenas de páginas, que publicava todas as normas jurídicas baixadas no ano anterior. Via de regra, cada ano era publicado num só volume da dita revista. Mas isso era ANTES de 64. A partir daí passaram a ser editadas 4 ou 5 revistas ao ano. Hoje então seriam necessárias verdadeiras enciclopédias anuais.
Dediquei-me a uma das tantas tentativas de golpe (jurídico) no artigo “Golpe à Vista”, em maio de 2013, que versou sobre o projeto da  PEC 33/2011, apresentada por um Deputado do PT. Essa “PEC” pretendia “alterar a quantidade mínima de votos dos membros dos tribunais para declaração de inconstitucionalidade de leis; condicionava o efeito vinculante de súmulas aprovadas pelo STF à aprovação pelo Poder Legislativo e submetia ao Congresso Nacional a decisão sobre a insconstitucionalidade de Emendas à Constituição”. Essa PEC, se aprovada, seria um golpe no Poder Judiciário. Deu entrada em 25.11.2011, e foi “arquivada” (indeferida) somente em 31.1.16. Não teve qualquer repercussão essa tentativa de “vigarice” política porque tantas outras “vigarices” já tinham ingressado e apagado a lembrança daquela.
Portanto as diferenças culturais e comportamentais na expedição de normas jurídicas entre a pátria “pindorama” e os países escolhidos para comparação, são enormes. É que “lá” os respectivos povos são politicamente mais desenvolvidos e têm mais virtudes políticas e democráticas. Por isso eles costumam escolher os melhores para legislar e governar. Já no Brasil acontece exatamente o contrário. O seu povo é muito debilitado em consciência política e democrática. Pratica não a democracia, porém a sua contrária, a oclocracia (democracia degenerada, corrompida, deturpada). É por essa razão, e como consequência, que as escolhas dos parlamentares e governantes em todos os níveis se dá geralmente entre os piores. Não é verdade que “o povo tem o governo que merece”? E também não seria uma verdade o inverso, ou seja, que o “governo tem o povo que merece?” Essa “reciprocidade” sem dúvida é nítida, e pode razoavelmente explicar o desenvolvimento de alguns países e o atraso de outros, em todos os sentidos, ou seja, de ordem moral, política, social e econômica.
Por aí se vê o risco que corre a sociedade brasileira se toda essa “patifaria” se mobilizar para escrever uma nova constituição. E tudo leva a crer que isso está em vias de acontecer. Diariamente “eles” falam nisso. Os políticos se embaralharam tanto nas leis que eles mesmos fizerem, que mais parece que a única saída que eles teriam seria fazer agora uma nova constituição, não fosse por outras razões, para enganar, plantando alguma falsa esperança que “tudo melhoraria”. Aí eles conseguiriam fazer todas as falcatruas legislativas que por qualquer razão não fizeram até agora. Ocorre que nas democracias representativas, que é o caso do Brasil, os mecanismos para fazer leis e constituições são praticamente iguais, no aspecto operacional. Os eleitores nos dois casos passam uma espécie de “procuração” incondicional aos seus eleitos para que eles façam o que bem entenderem, seja em se tratando de uma nova constituição, seja de uma nova lei. As tais de “assembleias nacionais constituintes” sempre são construídas com uma pompa tal que mais parece uma assembleia soberana que reúne “deuses”, jamais admitindo qualquer oposição, por mais justa que seja, submetendo a própria Justiça a seus ditames, que no caso servirá de “cão-de-guarda” para a sua futura obediência obrigatória. Portanto não existe poder maior na política do que aquele outorgado aos chamados “constituintes”, que geralmente não passa de um congresso de golpistas.
Mas haveria alguma esperança de melhora na política do Brasil com a instalação de uma nova Assembleia Constituinte e a consequente elaboração de uma nova carta? Infelizmente a retrospectiva histórica não favorece essa esperança.  Enquanto o Reino Unido nem tem constituição escrita e a dos Estados é aquela mesma de 1789, o Brasil já teve 5 (cinco) constituições, mais precisamente, a de 1824 (monárquica), 1891 (republicana), 1934 (37), 1946, 1967 (69) e a última de 1988, vigente. E para início de conversa, todas elas, sem exceção, se constituíram em verdadeiros golpes contra a constituição substituída, que não admitia essa troca e era em si mesma “pétrea”. Mas sempre tudo foi feito na “marra”. Ademais não se tem qualquer notícia histórica de que alguma das constituições substitutas tivesse melhorado qualquer coisa na vida da sociedade. Inclusive a Constituição “cidadã”, do Sr. Ulysses Guimarães, de 1988, não trouxe nenhum maior resultado positivo à sociedade, se comparada com a anterior, de 1967, escrita em pleno Regime Militar. Então a consequência dessa realidade é que não é preciso novas constituições, porém urge que melhorem as virtudes de cada povo e dos seus políticos. Sem esses requisitos preenchidos, certamente a sociedade jamais prosperará.
Resumidamente, pode ser afirmado com certeza que o Brasil não pode depositar nenhuma esperança mais sólida numa saída “política” para melhorar a sua realidade, pelas razões antes apontadas.  Por isso a única chance que apresenta alguma possiblidade de melhora está no afastamento imediato das cúpulas dos Três Poderes, que juntos formam a “Grande Quadrilha”, mediante uso do poder instituinte e soberano do povo, ”intervindo” por intermédio das Forças Armadas, independentemente da aquiescência, ou não, dos seus comandos maiores, nos precisos termos do artigo 142 da Constituição. Mas o poder a se instalar em substituição aos afastados não poderia permanecer tanto tempo como aconteceu com 64. Teria que ser transitório, pelo tempo necessário para que a sociedade conseguisse se organizar e implantar uma verdadeira democracia, bem diferente daquela falsa que sempre comandou o Brasil, e que sempre atraiu a pior escória da sociedade para comandá-la.
Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo

Direitos Humanos? Que se dane a hipocrisia ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Não se deixe enganar mais. Entenda o que está por trás da guerra de gangues nos presídios. 
CURTA, ESPALHE E COMPARTILHE!!!

A estratégia de Lula de olho na Lava Jato

É elementar, só não vê quem não quer, porque o PT tem pressa para definir a candidatura de Lula em 2018, a ponto de querer já esta semana anunciá-la. 
É que em fevereiro Sérgio Moro volta ao batente e Lula sabe que pode ter más notícias. Lançando logo sua candidatura, Lula acredita que por um lado o fato político pressionará Moro, e por outro prepara o cenário para - em caso de condenação - dizer que é vítima de perseguição daqueles que têm medo de sua candidatura. 
Partindo dessa hipótese, Lula, usando o discurso de vítima, poderá pedir votos para outro petista dizendo que é para reparar a injustiça que lhe fizeram, caso fique inelegível numa confirmação de eventual condenação em segunda instância.

Pelo amor de Deus. Não dá ideia!!!

Inscrições de MILITARES das Forças Armadas para a FORÇA NACIONAL temporariamente suspensas

 
Nessa terça-feira, 17 de janeiro de 2017, os militares temporários das Forças Armadas afastados do serviço a menos de 5 anos que tentaram fazer suas inscrições como voluntários para a Força Nacional tiveram sua intenção frustrada.
A ABA para as inscrições está desativada temporariamente. Desde a abertura haviam alguns problemas com as inscrições de militares nascidos em alguns anos, que não conseguiam completar o preenchimento do formulário.
Espera-se que o site esteja reparado nos próximos dias. As inscrições permanecerão abertas, acredita-se que devem permanecer abertas pois o processo seletivo para a Força Nacional tem caráter permanente.
Para ver o edital das inscrições para a Força Nacional

Alexandre Garcia arrebenta Cármen Lúcia e a ironiza por sugerir soltar condenados

video
Alexandre Garcia arrebenta Cármen Lúcia e a ironiza por sugerir soltar condenados

Crise carcerária: Temer autoriza uso das Forças Armadas nos presídios

O governo federal autorizou hoje (17) a atuação das Forças Armadas nos presídios para fazer inspeção de materiais considerados proibidos e reforçar a segurança nas unidades. O anúncio foi feito depois de reunião entre o presidente Michel Temer e autoridades de todos os órgãos de segurança e instituições militares do governo federal para discutir estratégias de segurança pública.
“Em uma iniciativa inovadora e pioneira, o presidente coloca à disposição dos governos estaduais o apoio das Forças Armadas. A reconhecida capacidade operacional de nossos militares é oferecida aos governadores para ações de cooperação específicas em penitenciárias”, disse o porta-voz da presidência, Alexandre Parola.
Segundo o governo, é preciso que os estados concordem com o trabalho dos militares enviados pelo Ministério da Dfesa, mas a segurança interna continua sob responsabilidade dos agentes penitenciários e policiais. “Haverá inspeções rotineiras nos presídios com vistas a detecção e apreensão de materiais proibidos naquelas instalações. Essa operação visa restaurar a normalidade e os padrões básicos de segurança nos estabelecimentos carcerários brasileiros", disse Parola.
Participaram do encontro, no Palácio do Planalto, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha; da Justiça, Alexandre de Moraes, do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen; da Fazenda, o interino Eduardo Guardia; das Relações Exteriores, José Serra; da Defesa, Raul Jungmann e representantes do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, do Exército, Aeronáutica e Marinha.
Estiveram também presentes no encontro representantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), da Receita Federal, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e integrantes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal. A reunião foi fechada e durou pouco mais de uma hora.
De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, a revista nas celas pelos homens do Exército, da Marinha e da Aeronáutica terá como objetivo a busca de armas e drogas.
Os participantes da reunião integram o Conselho Consultivo do Sistema Brasileiro de Inteligência, a Sisbin, que reúne órgãos para troca de informações de inteligência. A agenda de reuniões entre autoridades de segurança estaduais e federais se intensificou depois do agravamento da crise do sistema penitenciário, que desde janeiro já provocou pelo menos 119 mortes em Manaus (AM), Boa Vista (RR) e Nísia Floresta (RN).
A cooperação entre os entes locais e federais no combate ao crime organizado e na modernização dos presídios é um dos alvos do Plano Nacional de Segurança, lançado pelo governo federal há dez dias. Amanhã (18), Temer receberá os governadores para discutir a implementação das medidas emergenciais de segurança.
Durante o pronunciamento, Alexandre Parola afirmou que os governos estaduais são os "responsáveis constitucionais pelos estabelecimentos carcerários", mas disse que, devido à crise penitenciária ter ganhado "contornos nacionais", é exigida uma "ação extraordinária do governo federal".
Comissão com os Três Poderes
Segundo ele, Temer determinou a criação de uma comissão com o objetivo de reformar o Sistema Penitenciário brasileiro. O órgão, de acordo com o porta-voz, será formado por integrantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e da sociedade civil organizada.
No campo da inteligência, o governo pretende intensificar a integração entre os órgãos da área, inclusive estaduais, a exemplo do que ocorreu durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no ano passado.
"Haverá intensa troca de informações no combate integrado a ação de grupos criminosos que atuem no país. Também se determinou comunicação ainda mais próxima com os setores de Inteligência dos Estados, para dar maior eficiência, foco e resultados concretos no combate ao crime organizado", afirmou Parola.
O porta-voz informou também que está sendo criado um comitê de integração e cooperação na área de inteligência, a ser composto pelos Ministros da Justiça, da Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional.
O encontro no Palácio do Planalto ocorreu após reunião entre Alexandre de Moraes e Secretários Estaduais de Segurança Pública. O ministro da Justiça também recebeu o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, que anunciou a transferência dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) que estão na Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, para presídios federais (LINK).

Capitão Augusto apresentará projeto para proibir radares abaixo de 60 Km/h

Obama perdoa militar que vazou documentos ao WikiLeaks

Chelsea Manning cumpriu quase sete anos de pena em uma prisão militar e será liberada em maio

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, decidiu nesta terça-feira que irá comutar a pena da ex-militar Chelsea Manning, que vazou documentos secretos ao site WikiLeaks, em 2010. Manning está presa há quase sete anos pela quebra de sigilo e, após a decisão de Obama, deve ser liberada em maio de 2017.
A militar transgênero ficou detida por mais tempo do que qualquer outro informante na história americana, depois de ser condenada a 35 anos na cadeia. Manning está em uma prisão militar no Estado do Kansas e já tentou suicídio duas vezes. Sua liberação também facilitará o trabalho do Departamento de Defesa, que vinha sendo pressionado a dar apoio médico e psicológico para a transição de gênero da militar.
O vazamento feito por Manning, analista de segurança do Exército no Iraque, expôs centenas de milhares de telegramas diplomáticos, documentos sobre a prisão de Guantánamo e das guerras do Iraque e do Afeganistão. Em novembro, Manning enviou um pedido oficial de clemência à Casa Branca, por acreditar que era sua última chance “em muito tempo” de conseguir a liberdade.
Nos últimos dias, a Casa Branca deu sinais que Obama estava considerando reduzir a pena de Manning, mas não aceitar o pedido de perdão de Edward Snowden, que também vazou informações confidenciais do governo. Ao anunciar a decisão de Obama sobre a militar, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, comentou que “há uma enorme diferença” entre os casos. Segundo Earnest, Manning passou pela Justiça militar, foi condenada e admitiu o erro. Snowden, por outro lado, “fugiu para as mãos de um adversário”, em referência a seu asilo na Rússia.

Temer e FHC juntos pela maconha Era só o que faltava ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Que zorra é essa?????? Entenda tudo, pessoal!!!

Papa quer distância da politicagem do Brasil, mas recebeu o ditador Maduro no Vaticano

O Brasil comemorará agora em 2017 os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira da nação. Como maior país católico, seria mais do que natural a presença do Papa em data tão importante. Mas ele cancelou a vinda. E a desculpa dada é bem ruim de engolir.
Segundo publicou Gerson Camarotti, o Papa Francisco evita “viagens a países que enfrentam um momento político mais delicado para não ser usado por nenhuma das partes envolvidas no debate“. Mas ele não nega visitas a Cuba, nações bolivarianas, ou mesmo receber no Vaticano um ditador como Nicolás Maduro. Isso em 2016, com a Venezuela ruindo de fome por mais um experimento desastroso do socialismo.
Ou Jorge Mario Bergoglio não seria contra que Maduro usasse as palavras do líder católico em benefício próprio?

Olá, eu sou o Estado. Como posso te atrapalhar hoje

Rodrigo Maia usa avião da FAB para ir a posse de correligionário

Nas asas do contribuinte

E a crise? Que crise? Essa deve ser a resposta do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é outro que usa e abusa dos aviões da FAB. 
Para ir à posse do correligionário José Crespo (DEM), na Prefeitura de Sorocaba (SP), Rodrigo Maia requisitou um avião da FAB. Todo mundo quer mordomias, ninguém quer saber de controlar gastos, só no discurso. Maia está tão deslumbrado com as benesses do cargo que vai se agarrar à cadeira de presidente da Câmara com unhas e dentes. Sabe que não pode ser reeleito para o cargo, mas está contratando pareceres, pagos com o nosso dinheiro, para justificar a possibilidade de reeleição.

Crime no picadeiro ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Governo Temer gasta milhões para fazer brasileiros confiarem que está no caminho certo

Começou no final de semana uma ofensiva publicitária do governo Temer para devolver a confiança aos brasileiros. O objetivo é fazer as pessoas acreditarem que o Brasil foi colocado nos trilhos e que o pior já passou. Mas a realidade é muito diferente da propaganda. O nível de confiança no governo segue em queda livre, píora a cada nova pesquisa que é divulgada. O desemprego, segundo as previsões, ainda vai piorar no primeiro semestre, mais 1,2 milhão de trabalhadores ainda deverão perder o emprego. E por tudo o que o atual governo já fez e mostrou vai ser difícil, sem resultados práticos no bolso das famílias, convencer alguém que merece confiança, devolvendo o otimismo da população. Resumindo é mais dinheiro jogado fora.

Peço que compartilhem essa menina desaparecida

Houve um estupro coletivo no DF, mas pouca gente deu atenção: os estupradores eram menores

Assim como em 2016, o Brasil iniciou 2017 com mais uma barbaridade envolvendo estupro coletivo. Desta vez, no Distrito Federal. A vítima era uma criança com 11 anos de idade. Os estupradores foram presos em flagrante. Toda a violência foi registrada com um aparelho celular, já em posse dos investigadores. Mas, uma semana depois do ocorrido, não há qualquer campanha nas redes sociais contra a “cultura do estupro”. E mesmo a cobertura jornalística é tímida.
Por quê? Quatro dos cinco envolvidos eram menores de idade. E mais uma vez a militância que alega defender o direito das mulheres demonstra possuir interesse maior em defender o discurso esquerdista, aquele que não quer menores de idade na cadeia.
É deprimente.

Lula e o sumiço das câmeras de segurança do Palácio do Planalto desde 2009.

video

Repórter da TV Globo Minas é agredida em transmissão ao vivo sobre motim em presídio

​Larissa Carvalho falava da situação de momento na penitenciária e da superlotação da unidade, 
quando começou uma gritaria entre parentes dos presos.

Durante a cobertura do motim no Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a repórter Larissa Carvalho, da TV Globo Minas, foi agredida, quando fazia um boletim com informações, ao vivo, na GloboNews, pouco depois da meia-noite desta terça-feira (17).
A repórter falava sobre a situação de momento na penitenciária e sobre a questão da superlotação da unidade, quando começou uma gritaria entre os parentes dos presos, que estavam próximos do local onde a repórter trabalhava. Em seguida, uma mulher se aproxima e empurra a repórter, que cai no chão. Um policial aparece e domina a agressora. Ela é mãe de um detento, segundo a Polícia Civil.
Depois da agressão, a polícia isolou a área, e a repórter, já em segurança, pôde completar as informações aos telespectadores da GloboNews.
Larissa Carvalho sofreu ferimento leve no braço direito. A mulher que praticou a agressão foi detida e, após ser ouvida, foi liberada. Uma ocorrência policial foi registrada na delegacia de plantão de Ribeirão das Neves.
Em nota de repúdio, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) considerou intolerável a agressão à repórter de televisão e destacou que a profissional foi empurrada e jogada no chão por uma mulher, parente de um dos presos, enquanto fazia uma entrada ao vivo. "Atos de intolerância como este demonstram a total falta de conhecimento do verdadeiro papel da imprensa, cujo único objetivo é o de informar a população sobre assuntos relevantes que impactam o seu dia a dia. O acesso à informação é um direito garantido e não pode ser violado", diz o comunicado.
video

8º Off-Road - Bataguassu MS

Apresentador da Record chama funkeira Ludmilla de "macaca" ao vivo

Ao comentar o assunto, Marcão fez um comentário pra lá de confuso, além de preconceituoso

Nas últimas semanas, a funkeira Ludmilla vinha sendo atacada por parte do seu público, que a criticava por dificultar o contato com fãs. A cantora já se negou a tirar fotos em algumas situações, segundo relatos. A situação agora é mais grave. O apresentador Marcão, do programa "Balanço Geral", da Record TV de Brasília, chamou Ludmilla de "macaca" ao vivo, segundo informações do colunista Leo Dias.
A declaração polêmica foi dada durante o quadro 'A Hora da Venenosa' recentemente e passou a repercutir nas redes sociais, segundo Dias.
O apresentador parecia inconformado com as desculpas da cantora para não tirar fotos com fãs e atacou Ludmilla com frases de conotação racista.
Ao comentar o assunto, Marcão fez um comentário pra lá de confuso, além de preconceituoso: "É uma coisa que não dá para entender. Era pobre, macaca...pobre, mas pobre mesmo. Eu sempre falo para os meus amigos: eu era pobre e macaco também. Eu era não...eu sou rico hoje, de saúde, graças a Deus", disse.
Não é a primeira vez que a funkeira é alvo de racismo. Em maio de 2016, Ludmilla denunciou um agressor que a atacava nas redes sociais.
A reportagem do UOL entrou em contato com a assessoria da cantora, que afirmou que ela soube do caso nesta terça-feira e irá tomar as medidas legais contra o apresentador. 
Marcão se manifestou através de uma nota. Ele afirma que não foi racista: "O termo 'macaco' é utilizado no Centro-Oeste sem teor pejorativo. Por exemplo: é bastante comum ver pessoas dizendo que 'fulano é macaco velho', pois já tem certa vivência em determinada coisa. É a mesma situação presente no vídeo, com a simples mudança do adjetivo que acompanha o termo. A acusação de racismo não procede".
video

18 de Janeiro - Dia do Pato Laqueado

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Com a Odebrecht algemada e sem palestras, Lula resolveu processar Deus e o mundo

Em cada ação impetrada, ele pede 1 milhão. Logo, das duas uma: vai ficar mais rico ou vai passar um bom tempo comendo milho.

Ainda solto, sem se saber por que, prometendo voltar a ser presidente e, protegido por um batalhão de advogados, que até a presente data, ninguém sabe quem está pagando, o ex-presidente, ex-palestrante, Réu e ator Lula da Silva continua “se achando” e “cantando de galo” num terreiro desmoralizado no qual o povo que o cerca, é taxado, de covarde, incompetente e com claras intenções de derrubá-lo antes das eleições de 2018.
Segundo a imprensa, depois de entrar com ação contra o delegado da Polícia Federal Filipe Pace, o procurador da República Deltan Dalla
Questionado a respeito, o promotor Conserino declarou: “Estou morrendo de medo”. “Só lamento mais essa esdrúxula iniciativa”, completou. “E o valor da ação é ridículo, um milhão? Nem tenho esse dinheiro.” Disse isso e ficou sorrindo.

Piada: Lula quer R$ 1 milhão do Promotor Cássio Conserino ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Sociedade Protetora dos Burros "protesta"
O piadista Lula volta a cena para perseguir investigadores. 
Agora ele quer 1 milhão de reais de Cássio Conserino, o promotor que pediu a prisão do petralha.

Nova mega-delação, desta vez da Camargo Correia, pegará novamente Lula e Dilma

A delação premiada da Odebrecht não é a única que atinge Lula, Dilma e mais os seus aliados antigos, como o presidente Michel Temer, em que ele aparece por ter pedido e recebido R$ 10 milhões do departamento de propinas da empreiteira. 
De acordo com reportagem de Daniel Pereira, na revista Veja, vem aí a delação da Camargo Corrêa, que decidiu seguir os passos da Odebrecht e costurar um grande acordo de colaboração judicial. Ao todo, serão cerca de 40 delatores, que devem atingir cerca de 200 políticos. Lula e Dilma serão os principais protagonistas da lista, que revelará novas e tenebrosas falcatruas da organização criminosa liderada pelo PT. 
Mendonça Filho, ministro da Educação, também deve ser delatado, assim como outros nomes de peso, como Antônio Palocci, Renan Calheiro e Romero Jucá. Toda a alta escumalha petista e seus aliados constará da lista. Caso esta nova mega-delação apanhe o presidente Temer de modo consistente e escandaloso, nova crise política poderá acontecer no Brasil. E as consequências serão imprevisíveis.

Marisa, a inútil, tem a solução para superlotação dos presídios

Lula parece pensar que o Brasil ainda vive no tempo dos 'coronéis' políticos

Havia antigamente em cidades do interior, principalmente no Nordeste, a figura do "coronel" político, quase sempre um usineiro ou fazendeiro. Hoje, existem políticos que pesam e agem como se ainda estivessem vivendo naqueles tempos. A maioria dessas figuras não conseguiria emprego numa empresa de grande porte por estarem enquadrados como "fichas sujas" policiais. Como maior exemplo, surge a figura do ex-presidente Lula falando quase todos os dias que será candidato à Presidência da República em 2018. dizendo que vai voltar ao poder para consertar o Brasil, como se ele não fosse o principal responsável pela crise em que o país se encontra. Convém destacar que as declarações de Lula são feitas em eventos fechados com a presença de militantes e seguidores do "grande guia", ou através de entrevistas a jornais estrangeiros e das redes sociais. E Lula não tem nenhuma vergonha de ser aplaudido por um monte de seguidores idiotas;
É motivo para se saber por qual razão até agora a Justiça não sentenciou a inelegibilidade de Lula, que parece pouco ligar para o fato que ele e a ex-presidente Dilma Rousseff acabaram com a economia do país, provocando a pior crise financeira da História do Brasil. O aparelhamento do Governo pelo PT serviu de modelo para outros governantes parceiros, como Sérgio Cabral, culminando com o massacre aos aposentados e pensionistas do Rio de Janeiro, que passam pela humilhação de receberem doação de cestas básicas e de serem obrigados a cancelar planos de saúde e ameaças de corte de fornecimento de energia elétrica, água e telefonia. A morosidade da Justiça fica mais evidente quando tomamos conhecimento de que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos denunciou a empresa Odebrecht de haver distribuído US$ 1 bilhão em propinas, em 12 países, no período de 2001 a 2016, período no qual o país foi governado pelos petistas Lula - este vai, como sempre, dizer que não sabia de nada - e Dilma. Não podemos permitir que o trabalho realizado pela Operação Lava-Jato não ponha todos os ladrões de dinheiro público atrás das grades.
Airton Leitão

A estratégia do desespero de Lula ✰ Comentário de Marco Antonio Villa

video

Alô Brasília, que vergonha! ✰ Artigo de Percival Puggina

Em artigo anterior, com o título Cria Cuervos, mostrei como o Brasil foi se tornando um criatório de maus cidadãos, de patifes, mentirosos, velhacos, corruptos, traiçoeiros e dirigentes de igual perfil. Os cuervos, afirmei, são criados por quantos chamam bandido de herói e herói de bandido, combatem a polícia, riem da lei, proclamam a morte da instituição familiar, ridicularizam a virtude, aplaudem o vício, enxotam a religião, desautorizam quem educa ou usam a Educação para fazer política, e relativizam o bem e a verdade.
Observe as movimentações para eleição da presidência da Câmara dos Deputados. Quem for escolhido pela maioria de seus pares, além de comandar a Casa e exercer várias outras atribuições importantes, será o substituto eventual do presidente da República. A disputa se trava entre Rodrigo Maia e Jovair Arantes. O primeiro dirigiu aquela sinistra sessão em que - forçando um poquito pero no mucho a expressão - as dez medidas contra a corrupção se transformaram em regras desmedidas a favor dos corruptos. E fez o possível, Rodrigo Maia, para que tudo acontecesse conforme articulado nos bastidores, inclusive o tardio horário em que se desenrolou a escabrosa parte deliberativa da sessão. Do segundo, é dito que representa o centrão, grupo de deputados do baixo clero, cuja principal atividade parlamentar seria usar os votos e o poder do bloco para intercambiar favores que, na maior parte dos casos, não se distinguem de meros negócios. Tudo indica que estamos lidando com títulos de estampado valor de face.
A essas alturas, impõe-se perguntar se não há naquele plenário alguém com estatura para o cargo. É claro que há. E não são poucos, embora não sejam muitos nem em número suficiente, os homens e mulheres que honram seus mandatos e os exercem com integridade, voltados ao bem do país. No entanto, eventuais disposições para concorrer à liderança maior da casa, que entre eles surjam, tropeçam num grande obstáculo. Nesse parlamento dominado por indivíduos de péssimo caráter é muito difícil a uma pessoa de bem articular, ao seu redor, um grupo que viabilize suplantar, em votos, os atuais disputantes. Sei que há iniciativas. Tomara que funcionem. Mas o cenário que desenho é real.
A sociedade que cria corvos é a mesma que os elege. E a experiência já mostrou que, no atual quadro institucional e moral do país, se o Poder Judiciário não afastar do poder os criminosos, não há lei de "fidelidade partidária", nem da "ficha limpa", nem projeto das "dez medidas", nem o que mais ocorra à criatividade nacional, que consiga aprimorar o tipo de representação política da nossa sociedade. Chega a ser ridículo. O Brasil foi levado para essa perdição como um adolescente conduzido por más companhias.
Percival Puggina - membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.

Música de Renato Russo continua sem resposta

Motim no RN resultou em 27 presos assassinados, decapitados e esquartejados

Ao menos 27 detentos morreram na rebelião da Penitenciária de Alcaçuz, considerado o motim mais violento da história do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado no fim da tarde deste domingo.
Os corpos, que estão sendo recolhidos em um caminhão frigorífico alugado, serão levados por equipes do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) do Rio do Grande do Norte para que seja feita a identificação.
Pelo menos seis homens, pertencentes à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), foram identificados como os responsáveis pela rebelião que destruiu parcialmente a Penitenciária Estadual de Alcaçuz e o Pavilhão Rogério Coutinho Madruga, na região metropolitana de Natal. A rebelião foi controlada no início da manhã deste domingo por policiais militares e agentes penitenciários.

Ajuda estúpida ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Militares fazem acordo para comprar novos blindados ao custo de R$ 6,3 bi

O Exército pretende gastar nos próximos anos R$ 6,3 bilhões para atualizar e equipar sua frota de veículos blindados. O governo de Michel Temer fechou em 2016 dois contratos envolvendo os blindados Guarani: um deles com a montadora Iveco e outro com a subsidiária brasileira da fabricante israelense de armamentos Elbit.
O contrato com a Iveco, de R$ 6 bi, prevê a entrega de 1.580 veículos blindados até 2035. Com a empresa Ares, ligada à israelense Elbit, o prazo é mais curto. Serão 215 torres de armamentos para equipar esses veículos, ao custo de R$ 328 milhões, entregues ao longo dos próximos quatro anos.
O Exército informou que os pagamentos dependerão da disponibilidade de recursos do governo federal para esses projetos e que, no caso das torres, o cronograma ainda não foi definido e será montado "conforme a descentralização de recursos" do governo.
Disse ainda que os compromissos com as contratadas podem ser ajustados ao longo da vigência do acordo.
As duas empresas foram contratadas sem licitação.
Questionado sobre a contratação de despesas dessa magnitude em um período de acentuada dificuldade financeira do governo federal e de ajuste fiscal, o Ministério da Defesa orientou a reportagem da Folha a procurar o próprio Exército.
Os valores que serão gastos com os blindados correspondem a mais do que um ano de despesas da Câmara dos Deputados, por exemplo.
O Orçamento do Exército para 2017 foi estimado em R$ 40,8 bilhões –a maior parte para o pagamento de pessoal. Os investimentos para este ano (despesas com aquisição de equipamentos, obras ou instalações), segundo o projeto de lei orçamentária, seriam de R$ 1,8 bi.
Reclamações de militares sobre a escassez de recursos se tornaram frequentes nos últimos anos. O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, disse no ano passado que os cortes do governo federal poderiam provocar "perda de tecnologia" e problemas materiais.
Em mensagem em dezembro, o comandante disse prever para 2017 "o agravamento das dificuldades que assolam o país, com reflexo negativo no nosso orçamento e nos nossos salários".
Os militares, porém, ficaram de fora da proposta de Temer para a reforma da Previdência, uma das principais bandeiras do governo para este ano.
METRALHADORAS
As torres que serão compradas para equipar os blindados são compostas por metralhadoras automatizadas.
A Ares informa em seu site que a torre funciona como uma "estação de armas" que pode ter operação remota, de dentro do veículo, ou manual. Os tiros são intermitentes ou em rajada.
Procurada, a Ares não respondeu perguntas encaminhadas pela reportagem.
O Exército mantém uma parceria com a empresa desde 2006 para desenvolvimento do projeto por meio de seu centro tecnológico.
A corporação informou que o pacote contratado inclui não são só os equipamentos, mas também a manutenção dos conjuntos, ferramentas e treinamento.
Também afirmou, em nota, que a Ares é uma empresa com sede no Brasil e com capital humano nacional.
Os blindados Guarani começaram a ser usados pelo Exército há três anos, em substituição aos modelos Urutu e Cascavel, adotados pelos militares brasileiros desde os anos 1970.
O principal modelo do Guarani tem tração em seis rodas, sete metros de comprimento e capacidade para transportar até 11 pessoas.
Foi desenvolvido com a Iveco em uma unidade em Minas. A empresa integra o grupo Fiat.
Nesta década, o principal investimento envolvendo a Defesa foi a compra de 36 caças Gripen da empresa sueca Saab para a FAB (Força Aérea Brasileira), formalizada entre 2013 e 2014. O valor anunciado à época era de US$ 5,4 bilhões (R$ 17,4 bi em valores atuais)
Felipe Bachtoldf  -  Folha de São Paulo

Jesus disse aos bispos, apóstolos e pastores

O crime organizado faz o povo esquecer os corruptos da Lava Jato

Delegado da PF diz que não existem mais elementos para se prender Lula. EITA! BRASIL DESMORALIZADO.
Perdemos o timing' para prender Lula!

Não se sabe se de propósito ou por mera coincidência, mas o certo é que a imprensa esqueceu as traquinagens de: Renan Calheiros; Lula; Guido Mantega; Aécio Neves; Fernando Pimentel; Dilma e outros peixes miúdos. E até já se propaga que não irão mais prender o famigerado Lula da Silva.
Nas paginas amarelas da Revista Veja desta semana, o delegado Federal e coordenador da Lava Jato, Mauricio Moscardi, depois de reclamar da exclusão da Policia Federal do acordo de delação firmado com Marcelo Odebrecht, afirmou que, o Ministério Publico e a Policia Federal, por não terem mais elementos que justifiquem a prisão de Lula, acredita até, que as duas Instituições tenham perdido o TIMING.
Daí, esse mês, a máfia está ganhando de goleada. Os corruptos estão ouriçados e fazendo festa. As facções do crime organizado disputam território. A imprensa começa a ficar muda, o povo continua omisso e o PT já se prepara para lançar o RÉU como candidato a presidência da Republica. E como o brasileiro ao nascer, recebe uma palmada na bunda e um carimbo na testa: "LADRÃO" – muitos, com o tempo, apagam outros, orgulhosos, passam até um óleo de peroba para o carimbo brilhar mais, com certeza, esses irão votar em Lula.

Tchau, Obama! O ex-presidente e a liberdade ✰ Comentário de Carlos Andreazza

video
Continuamos no terreno da economia a nossa intimista retrospectiva obâmica. Um dos mais memoráveis momentos de presidência de Barack Obama foi um dos raros em que ele deixou a máscara cair.

O massacre dos servidores estaduais

Vejam a situação cada vez mais dramática dos servidores estaduais. Com salários atrasados, sem 13º salário, sem adicional de férias, com o nome sujo na praça porque o Estado não repassa aos bancos as parcelas dos empréstimos consignados descontadas do salário, tendo que pagar juros por atraso em todas as contas, isso tudo já é um massacre. 
Agora imaginem com o novo pacote de maldades de Pezão, que vai reduzir os salários e aumentar a contribuição previdenciária de 11% para 14%, além de outra contribuição provisória de mais 6%. Os servidores vão morrer de fome. 
Será possível que os deputados estaduais vão dizer amém para Pezão e colocar a corda no pescoço do funcionalismo mais uma vez?

Problemas da terceira idade

Ônyx Lorenzoni lançará Caiado para a presidência da República

Candidato declarado ao governo do RS, o deputado Ônyx Lorenzoni já começou a trabalhar o nome do puxador de votos que o DEM apresentará para disputar a presidência da República.
Ronaldo Caiado já autorizou o deputado a articular e lançar seu nome, tudo dentro de uma frente maior. 
O jornalista Carlos Brickmann, que amplificou hoje a informação (o editor já tinha passado a informação) diz que Caiado está prontinho para se candidatar à Presidência da República. Diz Brickmann:
- E jamais hesitou em abrir fogo contra Lula, desde o escândalo da Lubeca, em 1989. Manteve-se como fiel adversário do PT, mesmo quando o PT deu um jeito de buscar novos amigos. Sempre criticou Lula e se manteve na oposição. E agora, quando o PT e Lula sofrem na Justiça, não é Ronaldo Caiado que vai ignorar seus adversários do PT e fingir que não os conhece..

Obama maquiou a crise e a empurrou para o futuro ✰ Comentário de Carlos Andreazza

video
Você já escutou o nome de Bill Ayers? Carlos Andreazza explica que é um comunista envolvido em ataques terroristas nos EUA entre as décadas de 1960 e 1970.
“Ele foi o responsável pela introdução de Barack Obama na política. Este também foi influenciado por Saul Alinsky, um dos responsáveis pela divulgação do pensamento de Antonio Gramsci no país”, relembra o comentarista.

1º Encontro de Carros Antigos de Itabira MG

O navio-petroleiro inaugurado por Lula em Suape afundaria se fosse lançado ao mar

- Em maio de 2010, o então presidente Lula foi ao porto de Suape, Pernambuco, para inaugurar o primeiro navio-petroleiro construído no Brasil, depois de 14 anos. levou Dilma até lá. Ela estava em campanha. As imagens foram usadas por João Santana. A propaganda dizia que o governo do PT ressuscitara a indústria naval do País.
Era tudo mentira.
O navio inaugurado por Lula não estava pronto e se fosse lançado ao mar, afundaria.
Além da mentira, um crime estava sendo cometido:
- A Camargo Corrêa pagou propinas milionárias para ganhar este contrato.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...