sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Público de 1.800 pessoas cantam o Hino Nacional antes da fala de Sérgio Moro na Feevale, Novo Hamburgo RS

Quando veio a Porto Alegre, anteontem a noite, o juiz Sérgio Moro já tinha tomado a decisão de mandar prender o poderoso ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega e mais sete investigados na Operação Arquivo X, a 34ª. fase da Lava Jato.
Moro foi ao teatro da Feevale, Novo Hamburgo, onde falou para 1800 pessoas. O filmete que o editor postou no seu Facebook, mostra o juiz sendo aplaudido de pé antes, durante e depois da palestra. O clima político que se estabeleceu no teatro foi tão forte que todo o público cantou o Hino Nacional, de pé, antes mesmo da apresentação do juiz.
O juiz lembrou que no início da Lava Jato, que era um caso criminal como tantos outros, foi tomando dimensão cada vez maior e agora tem algo a dizer a respeito da qualidade da democracia brasileira:
- A corrupção existe em todo o mundo, como um ato isolado, mas como prática sistêmica, que deixa de ser isolado e passa a ser regra comum, não é normal, como no caso dos contratos da Petrobrás.São dezenas de pessoas envolvidas. É tudo superlativo.
Sérgio Moro lembrou que a corrupção é um crime bilateral. Ele também avisou que o suporte da opinião público pode ser decisivo.

Bolsonaro, Sostenes Cavalcante, Paula Marisa e os 'rapazes' de saia no Colégio Pedro II

video
O tradicional Colégio Pedro II com mais de 180 anos de história de excelência em educação, joga por terra toda a sua credibilidade ao permitir o uso de trajes femininos e masculinos, independente do sexo.
A minha indignação não passa por nenhum tipo de falso moralismo, mas sim, muito mais pelo simbolismo e consequências desastrosas desta conduta que fortalece a pauta asquerosa da esquerda para o mundo.
Se o seu filho estuda lá, retire-o desta escola o quanto antes, o Pedro II está moralmente sepultado.

PT começa a preparar Jaques Wagner para 2018

Outrora plano B, o governador de Minas, Fernando Pimentel, está enrolado com a Justiça na Operação Acrônimo

O Partido dos Trabalhadores começa a preparar o ex-governador da Bahia Jaques Wagner para ser lançado ao Planalto em 2018. Outrora plano B, o governador de Minas, Fernando Pimentel, em evidência no 3º colégio eleitoral do País, está enrolado com a Justiça na Operação Acrônimo.
E a cúpula do partido já espera a condenação do ex-presidente Lula da Silva pelojuiz Sérgio Moro até ano que vem, e em seguida a inevitável confirmação da sentença em segunda instância, o que tira de vez o Barba da corrida presidencial por causa da Lei Ficha Limpa.
Só a La carte
A despeito de escorraçado do Poder, o PT não perde a pose. O ex-ministro José Eduardo Cardozo e grãos petistas freqüentam o caro restaurante Oliver, no Golf Club de Brasília.
Vão continuar com “muita gordura” de polpudas contas bancárias recheadas do nosso dinheiro, para “queimar” ainda por muito tempo . . .!

Quando um comunista miserável te falar de "direitos humanos", mostre a ele esta foto

Lula esperneia, mas não escapa de 'conversar' com Sérgio Moro

A maré não está nada favorável para o ex-presidente Lula. Ele tentou de vários modos fugir do jui Sérgio Moro, mas não teve jeito. O magistrado acatou o indiciamento do Ministério Público Federal (MPF) e dentro de alguns dias vai proferir sentença que poderá levá-lo para atrás das grades. Com ajuda da ex-presidente Dilma foi ministro por algumas horas sendo barrado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no projeto de obter direito a foro privilegiado e não poder prestar depoimento ao comandante da Operação Lava-Jato. Agora, tenta desqualificar os autos do processo recorrendo ao Supremo para barrar tudo. Não vai conseguir e agora está respondendo a dois processos, um no STF e outro na Justiça Federal em Curitiba. Resultado: o homem mais honesto do Brasil vai se ver frente a frente com o juiz concursado Sérgio Moro;
Seria aconselhável que seus advogados - regiamente pagos, é bom que se diga, por serem criminalistas que cobram muito bem pelos seus serviços - orientem Lula para utilizar o recurso da delação premiada para diminuir o tempo de suas "hospedagem" numa penitenciária, lembrando que por não gostar de estudar não tem direito a prisão especial. O grande problema de Lula será entregar muitta gente que se beneficiou do grande esquema de corrupção que comandou, como bem informou o procurador federal conursado Deltan Dellagnol. Talvez isso não seja difícil para ele que quando é acusado de alguma falcatrua sempre joga a culpa para outra pessoa. Resta saber qual será a reação daqueles a quem Lula acusar, uma vez que o tiro poe sair pela culatra e chover uma série de delações contra ele;
De qualquer modo, é hora para que as revelações do MPF sirvam para se tentar dar início a uma campnha para uma mudança na forma de se fazer política no Brasil. Não podemos mais aceitar, por exemplo, que o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, cheio de processos no Supremo trate como exibicionismo o fato de um promotor esclarecer à nação sobre fatos que estão afetando a vida dos cidadãos, nem que se tente anistiar quem cometeu o crime de "Caixa 2", e que muito menos um ministro de estado saia em defesa dessa tese. Realmente, não podemos ficar inertes. A mudança poderá muito bem começar nas eleições municipais de 2 de outubro e se consolidar nas eleições gerais de 2018. 

O ministro-Propina do PT de Lula e Dilma ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Dia que se preze começa com prisão de petista propineiro. Dessa vez, foi Guido Mantega. Espalhe, pessoal!!! Compartilhe!!!

Duas vezes réu - Lula continua falando demais e fazendo o ouvido do povo de pinico

MPF de Curitiba

Quanto mais o tempo passa e a merda é jogada no ventilador, mas o povo tem certeza de que o país estava sendo comandado por uma organização criminosa e, se É uma organização, no seu organograma, com certeza, deve ter um chefe. 
O Ministério Publico Federal, ao invés de enfiar o processo no C.. Como lhe foi mandado, seguiu   em frente e está desmascarando bandido por bandido.
As declarações de Eike batista, mesmo sem ter acordado uma delação premiada, deixa claro que o povo incauto e cercado de Analfabetos Funcionais, estava  sendo enganado e roubado por um bando de larápios que, legislando e administrando em causa própria, só pensavam se manter no poder, para roubar, roubar e ficar cada dia,  mais rico.
A delação do corrupto e líder do governo petista, Delcidio do Amaral e as delações de uma porção de empreiteiros corruptos, presos na Lava Jato, retrata a podridão em que se meteu o Partido dos Trabalhadores – que não trabalham. Acreditem! Todos os tesoureiros do PT estão presos, um deles, inclusive,  era conhecido pelo vulgo de “Moch”,  pois além de usar senhas para roubar, portava uma mochila nas costas para transportar os milhões que eram roubados do povo brasileiro.
E agora, na maior cara de pau, vem o ex-presidente, ex-palestrante, Réu e ator Lula da Silva, dizer em seu perfil no twitter que as pessoas poderiam tratar o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, como ele deveria ser tratado. Ora! Se Mantega fosse tratado como deveria, há muito que precisava estar mofando no xadrez fétido da penitenciaria de pedrinhas no Maranhão. No entanto, o juiz Sergio Moro, dando uma de bonzinho – ele deve saber o que está fazendo – mandou prender o corrupto, mas ficou com peninha e o soltou para que o mesmo acompanhasse a esposa, em processo cirúrgico,  em  hospital.
Segundo o MPF, Mantega teria, em 2012, atuado diretamente junto ao comando de uma das empresas para negociar o repasse de recursos para pagamentos de dívidas de campanha do PT. "Estes valores teriam como destino pessoas já investigadas na operação e que atuavam no marketing e propaganda de campanhas políticas do mesmo partido". Mantega, assim como Lula, Dirceu, Vaccari e outros poderosos do bando, sabe de toda sujeira e não poderá continuar solto.

Ela deu um golpe!

Entenda por que beneficiários do Bolsa Família “doaram” R$ 16 milhões nestas eleições

A ideia era acabar com isso, mas a prática só aumentou.

Dias atrás, noticiamos que beneficiários do Bolsa Família já haviam doado cerca de R$ 9 milhões a candidatos nas eleições deste ano. Pois o número acaba de ser atualizado: agora, são mais de R$ 16 milhões!
Tudo por conta da desastrada nova regra aprovada pelo STF.
Não que o Supremo tenha “culpa”, mas o quadro atual é efeito DIRETO desse tipo de regra proibitiva. Em suma: quando baixam uma norma VETANDO conduta geral, para combater os caso excepcionais ilícitos, as pessoas de bem obviamente pararão, mas os criminosos não estão ligando para o fato de ser ou não proibido (afinal, são criminosos, está na natureza deles não dar muita trela para o que a lei permite).
A ideia foi a seguinte: NENHUMA empresa pode doar, já que ALGUMAS empresas fazem isso por meio de esquemas. O correto, claro, seria investigar os casos errados, sem proibir TODA uma conduta que, a rigor, não é criminosa nem errada. Mas, não. Optaram pela proibição geral. NINGUÉM MAIS PODE.
Resultado? Continua havendo fraude eleitoral e as empresas corretas, que pretendiam fazer suas doações, agora estão proibidas.
É por isso que miseráveis (e, para receber o Bolsa Família, é preciso ser mesmo miserável) aparecem como “doadores” de campanhas eleitorais, entregando a candidatos um total de R$ 16 milhões.
Já passou da hora de mudarem isso. As empresas não podem ser proibidas de doar e, mais do que isso, é preciso fiscalizar esses casos, que OBVIAMENTE não pararam coma tal proibição (ao contrário, só fizeram aumentar).

A prisão de Guido Mantega e o falso moralismo. Menos cocada!!! ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Operações para prender corruptos não podem parar por falso moralismo. Entenda pessoal! Não caia no conto do vigário. 

A Justiça ergue de novo a clava forte sobre o PT ✰ Opinião de Políbio Braga

A prisão de outro ex-ministro de Lula, desta vez seu poderoso ministro da Fazenda, Guido Mantega, é uma resposta dura do Ministério Público, da Polícia Federal e da Justiça Federal aos ataques que o ex-presidente, o PT e seus aparelhos e aliados desfecham diariamente contra a Lava Jato, tentando embaralhar socialmente o contraditório judicial e com isto criar ambiente político golpista, como o que se instalou na segunda-feira na Câmara dos Deputados, quando os líderes de todos os grandes Partidos, inclusive PT, tentaram aprovar anistia para quem usou caixa 2.
Apoiado no que resta da sua organização criminosa, Lula refugia-se nos desvãos dos currais eleitorais mais atrasados do País, tentando erguer a população contra as instituições republicanas.
A foto acima é de ontem, do Ceará. Nela, o fotógrafo oficial do Instituto Lula, Roberto Stuckart, flagrou o momento em que Lula é envolvido por densa massa humana que o aplaude. É a mesma massa humana atrasada que abraçou Lampião e Padre Cícero Romão, bandido e profeta da época dos coronéis nordestinos que fraudavam eleições e roubavam o povo à luz do dia.
"Aqueles meninos vão ter que me pedir desculpas", ameaçou o vociferante Lula no Ceará, provocando os delegados, procuradores e os juízes federais que fecham o cerco em torno dele. E foi adiante: "Estou ofendido por ter a vida futucada por uns meninos do MPF".
Há quem defenda Lula até mesmo com o uso da força física.
"Vou sequestrar Lula e enfiá-lo numa embaixada, caso ele seja ameaçado de prisão", disse em seguida o parlapatão ex-ministro do governo do PT, Ciro Gomes, avisando que cometerá até crimes para interromper a ação da Justiça.
A Operação Arquivo X, hoje, é resposta aos arroubos criminosos de Lula, dos seus aliados e da sua organização criminosa.
A cada provocação do líder petista, um novo ministro do seu governo e do governo Dilma irá para a cadeia.
Até que chegue a vez de Lula e de Dilma Roussef.
A Justiça ergue de novo a clava forte sobre o PT.
Polibio Braga - Jornalista. Trabalhou nos jornais Diário Catarinense, Correio da Manhã, Última Hora, Gazeta Mercantil, Zero Hora, Correio do Povo e Jornal do Comércio, e nas revistas nas Veja e Exame. Também apresentou e participou de programas de televisão na RBS, Band, TV Pampa e TV Guaíba, além de programas de rádio. Atualmente é editor de um site com notícias sobre economia e política.

O Brasil precisa de empregos

Anistia, para políticos envolvidos em Caixa 2, é pura sacanagem

Esse 'artista' concorda com a anistia

A máfia acionou seu bando de marginais, a fim tentar salvar os corruptos que estão ou deverão ser presos pela Operação Lava Jato. Pois é, a ideia que carece de paternidade, foi jogada no ar por algum artista implicado na corrupção e, ao que parece, foi muito bem aceita no Congresso, pela bandidagem,  que roubou a Petrobras e continua roubando outras empresas estatais.
Conforme se comenta, os políticos, na sua maioria, corruptos, estão querendo mesmo sacanear o povo. Acreditem! Isto é algo muito sério! Se o povo não voltar às ruas, eles irão escapar da prisão e, o pior, vão continuar, acintosamente, roubando o dinheiro do contribuinte,  galhofando da Justiça e do povo.
Assim como a morte é o grande mistério da vida, anistiar o pessoal que praticou e/ou pratica caixa 2, é outro. E esse grande mistério perambula hoje, por Brasília! É incrível! Ninguém sabe quem foi o autor da emenda que pretende conceder anistia aos políticos que se beneficiaram de dinheiro roubado nas eleições passadas? Quem se movimentou pra colocar isso na pauta de votações da Câmara? Nenhum deputado admite saber. Mas o risco do projeto voltar a plenário é enorme.
Porém, o que apenas se tem conhecimento, é que: o Ministro Geddel Vieira, “um artista” em potencial e articulador político do governo TEMER, se mostrou totalmente a favor dessa anistia.. Daí, não se saber se ele: faz parte da máfia, tem algum interesse pessoal ou está tentando salvar a pele de alguém.
Enquanto isso, nos  Estados Unidos, o presidente Michel Temer se mostrou surpreso com o posicionamento estapafúrdio  desse seu ministro, que, pelo visto, no circo da política, poderá ser  até, promovido a engolidor de facas ou solucionador de mistérios.

Pedagogo eficaz ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Rede, partido de Marina Silva, derrapa nas eleições municipais

Apesar do terceiro lugar nas eleições presidenciais de 2014, Marina Silva não está conseguindo transferir votos para os candidatos da Rede. Basta pegarmos os exemplos do Rio e de São Paulo. 
No Rio, Alessandro Molon, segundo a última pesquisa do IBOPE, tem 1%. Em São Paulo Ricardo Young aparece com 0%. Em Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador a Rede não tem candidato a prefeito. 
Os planos de crescimento da Rede estão muito aquém das expectativas. 

São pequenos gestos como este que ainda me fazem acreditar na humanidade

Crivella lidera intenção de voto para a Prefeitura do Rio de Janeiro

Bolsonaro, Freixo, Jandira, Pedro Paulo e Índio estão tecnicamente empatados

O Instituto Datafolha divulgou nesta quinta-feira (22)pesquisa sobre intenção de voto para a Prefeitura do Rio de Janeiro. O candidato do PRB, senador Marcelo Crivella, tem 31% da preferência do eleitorado e continua consolidado na liderança, como mostram as últimas sondagens do Datafolha e do Ibope.
O deputado estadual Marcelo Freixo (Psol) tem 10% das intenções de voto, seguido pela deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) e do deputado federal Pedro Paulo (PMDB), ambos com 9% da preferência dos entrevistados. Flávio Bolsonaro (PSC) e Índio da Costa (PSD) vêm em seguida, com 7% e 6%, respectivamente. Levando-se em consideração a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos, os cinco candidatos estão, portanto, tecnicamente empatados.
Na sequência, vem Carlos Osório (PSDB), com 4%; Alessandro Molon (Rede), com 2%; Cyro Garcia (PSTU), 1%; Carmen Migueles (Novo), que não alcançou 1%; Thelma Bastos (PCO) 0%. Votos em branco e nulos somam 15% e os que não souberam ou não responderam somam 6%.
Crivella vence em cinco simulações de segundo turno
O Datafolha também simulou cinco cenários em que os cinco candidatos tecnicamente empatados enfrentariam Crivella. Veja o resultado:
Cenário 1: Crivella 53%, Freixo 26%, Brancos/nulo 18%, Não sabe 3%;
Cenário 2: Crivella 55%, Bolsonaro 19%, Brancos/nulo 23%, Não sabe: 3%;
Cenário 3: Crivella 50%, Jandira 28%, Brancos e nulos 19%, Não sabe 4%;
Cenário 4: Crivella 52%, Indio 26%, Brancos e nulos 18%, Não sabe 3%,
Cenário 5: Crivella 55%, Pedro Paulo 21%, Brancos e nulos 21%, Não sabe 3%.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pela Folha de S.Paulo e ouviu 1.023 eleitores de todas as regiões do Rio, com 16 anos ou mais, no dia 21 de setembro.

PMs detidos sem comprovação ✰ Comentário de Eduardo Bolsonaro

video

O recorde eterno de Mantega

"Bom dia: Mantega preso".
Quando abri meu e-mail, ontem cedo, fui diretamente atraído pelo assunto na newsletter matinal de O Antagonista.
Mantega preso, até que enfim! - foi minha primeira reação.
Eu estava louco para clicar na notícia e entender os motivos.
Por memória, desconfiava já dos 10 mlhões de reais recebidos por Dona Xepa de empresários indicados por Mantega.
E lembrava também do codinome “Italiano” nos códigos da máfia propinocrata.
Antes de clicar, porém, quase por esporte, fiquei imaginando um universo alternativo...
Universo no qual Mantega seria um sujeito de caráter, a despeito das atrocidades que cometeu na Fazenda (atrocidades que bastariam para prendê-lo, sem dúvida).
O famoso universo gauche de tolerância-perdão ao “incompetente, porém honestíssimo”.
Um universo alternativo e imbecil.
O ministro Mantega precisava ser incompetente para ser desonesto, e precisava ser desonesto para ser incompetente.
Não podia ser coisa ou outra; dependia das duas.
E assim logrou a marca de ministro da Fazenda mais longevo da história da República.
Março de 2006 a novembro de 2014.
Torço para que ninguém supere seu recorde.
Rodolfo Amstalden - Ex editor-chefe da revista InfoMoney Ações & Mercados, assessor de assuntos corporativos na International Paper, pesquisador da ANP e professor de Jornalismo Econômico da Faculdade Cásper Líbero. É bacharel em Ciências Econômicas pela FEA-USP, em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e mestre pelo Mestrado Profissional em Finanças da FGV-EESP. Cursa graduação em Física no IF-USP.

Jogada ensaiada???

Aluno agride professora com uma tesoura

Hoje ao abri o Facebbok, fui surpreendido com essa imagem grotesca e embaixo da mesma, o seguinte comentário:
Olha o que um aluno da EMEF Altino Arantes fez com sua professora hoje, 
(22/09/16) de manhã!
Deu uma tesourada na testa da professora. O aluno tem apenas 08 anos! Precisamos mudar essa realidade na rede municipal de ensino de São Paulo!
Analisando o ocorrido, chega-se a conclusão que o ataque somente  deve ter ocorrido, porque o problema nasce  dentro da família. Ou melhor, família mesmo, é algo que não existe mais. 
A sociedade está dilacerada pelo descaso e fraqueza dos pais em não ter autoridade suficiente para conter os seus filhos. Daí, as crianças não respeitam mais ninguém. Quando adolescentes,  se tornam viciados em: televisão; computador; sacanagem e, por fim, drogas. Enquanto isso, afirmando que também têm o direito de viver, a gatinha ou o gatão não se consideram mais responsáveis pelos filhos, o negócio agora é curtir, dançar, beber e mais outras coisas aqui, impublicáveis.
As meninas trazem os namorados pra transar em casa, os meninos também agem da mesma forma e, diuturnamente, vendo e ouvindo o exemplo e sucesso dos corruptos, com algumas exerções, tendem a seguir o mesmo caminho.
MORAL DA ESTÓRIA: O PROBLEMA NÃO É A REALIDADE DO ENSINO MUNICIPAL, ESTADUAL OU FEDERAL. O PROBLEMA COMEÇA EM ALGO QUE PRECISA SER REVISTO, CHAMA-SE: FAMILIA.

23 de Setembro - Dia do Soldador

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

A República de Curitiba e o Plebiscito Independentista do Sul ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Uns dizem que a “história se repete”. Nada mais verdadeiro. A Revolução Farroupilha, em terras gaúchas, teve início em 20 de setembro de 1835. Culminou com a Declaração de Independência da República Rio-Grandense, pelo General Souza Netto, em 11 de setembro de 1836, a partir de quando se transformou em Guerra dos Farrapos (conflito bélico entre dois países independentes), durando até 1º de março de 1845, quando foi assinada a paz de “Ponche Verde”, celebrada entre as tropas farroupilhas, de um lado, e os imperiais, de outro.                                                         .
Particularmente tenho como nulo esse tratado, em vista não só de ter sido assinado, pelo lado Farroupilha, por quem não representava legalmente a República Rio-Grandense, ou seja, pelo General David Canabarro (havendo inclusive versões que teria sido uma traição à causa farroupilha), mas também pelas precárias condições das tropas que enfrentaram as forças militares do poderoso Império do Brasil, em condições absolutamente desiguais, ou seja, a “paz” teria sido assinada mediante COAÇÃO IRRESISTÍVEL, vício de vontade que torna irremediavelmente nulo qualquer ato jurídico, inclusive, no caso, a dita “paz”. Mas essa colocação é feita tão somente para efeitos “didáticos”, uma vez que seria utopia esperar que alguma “justiça” desse provimento a esse tipo de reclamação. O simples fato desse tratado ter sido assinado há 176 anos (em 1845), não implicaria necessariamente em prescrição de um eventual pedido, porquanto a prescrição definitivamente não incide sobre atos nulos. Esse não seria o caso, portanto, o qual se resumiria em ausência de Justiça com “culhões” bastante para julgar essa demanda procedente, reconhecendo a nulidade do tratado.
Repetindo-se a história, de certo modo, quase dois séculos depois, entra em cena a denominada “República de Curitiba”, apelido dado à “Força-tarefa do MPF de Curitiba, que trata da Operação “Lava Jato”, abalando os alicerces de todas as estruturas políticas e judiciais do Brasil, numa postura absolutamente inédita e independente, de certo modo traçando uma nítida fronteira entre a decência e a indecência no trato da Justiça com a coisa pública, ao ponto de denunciar procedimentos irregulares  acobertados pela “oficialidade”, que teria sido a principal responsável  pela calamidade moral que se instalou no país e suas repercussões negativas sobre a  sociedade. A Força-tarefa Lava Jato tem o mérito de nunca ter se submetido aos “carteiraços” de Brasília, onde residem muitos interesses contrários a essa operação.
Tudo leva a crer que a “República de Curitiba”, provavelmente até “sem querer”, mesmo inconscientemente, teria se antecipado ao plebiscito organizado pelo “Movimento o Sul é o meu País”, a ser procedido  por conta e risco desse movimento no próximo dia 1º de outubro, no dia anterior às eleições municipais, com o objetivo de consultar o Povo do Sul, se ele deseja, ou não, independenciar-se do Brasil, formando país próprio, independente, soberano, ampliando, talvez ”um pouco”, a postura já adotada na “República de Curitiba”. O que ambos têm em comum, apesar de trilharem caminhos e metas diferentes, é a consciência de que precisa ser dado um “basta” em toda essa situação, delineando-se uma fronteira “separatista”, cada um a seu modo, entre o bem e o mal, este “encarnado” num Brasil apodrecido, um país que definitivamente “não deu certo”. Neste sentido eu até admitiria, apesar de ser gaúcho, a hipótese de que a iniciativa independentista originada no Rio Grande do Sul em 1835, tenha agora se transferido mais para o norte, para o Paraná, que está tanto quanto ou mais entusiasmado que o próprio Rio Grande com o projeto autodeterminista do SUL. Talvez esse fenômeno decorra da “novidade” que essa causa representaria para os paranaenses, ao passo que os gaúchos de certo modo já “gastaram” esse entusiasmo de tanto comemorar e festejar, anualmente, a Semana Farroupilha, que na verdade só lava a alma e o coração gaúcho, porém não resgata aquela liberdade que está sendo comemorada, somente servindo de “válvula de escape” para aliviar a pressão do seu ânimo originalmente independentista. 
Devo esclarecer que estou usando a expressão “plebiscito” para o evento programado para 1º de outubro próximo, apesar do seu uso ter sido proibido pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina-TRE/SC, motivado pelo fato de que não reconheço nesse tribunal, ou em quer que seja, qualquer legitimidade ou autoridade para se “adonar” do dicionário da língua portuguesa, e mesmo impedir a livre manifestação do meu pensamento.  Julgo mesmo que esse tribunal cometeu crime de “constrangimento ilegal” contra os organizadores do citado plebiscito, pois além da proibição do uso dessa expressão (plebiscito), também os organizadores foram forçados, mediante “ameaça” jurisdicional, de alterar a data que inicialmente estava prevista para 2 de outubro, coincidente com as eleições municipais. Portanto a data passou de 2 para 1º de outubro de 2016 e o plebiscito passou a ser chamado de “plebisul” (???). Esse tipo de arbítrio não pode ser tolerado, ainda mais quando oriundo de órgão da Justiça. Parece então que não são somente os membros dos tribunais superiores lá de Brasília que estão merecendo responder por suas condutas irregulares.
Tenho para mim que os organizadores do plebiscito não deveriam ter obedecido essa ordem arbitrária do Presidente do TRE/SC, ”ajoelhando-se” perante essa determinação ilícita, em vista do princípio de que “ninguém está obrigado a cumprir ordem ilegal”. Se quisermos construir um país sem os vícios que o Brasil acumulou durante os séculos, evidentemente também a covardia, que tanto afeta o povo brasileiro, e também foi responsável por esse caos, deverá ser eliminada.
Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e sociólogo

Homossexuais apoiam Jair Bolsonaro e rechaçam Jean Wyllys e Movimentos LGBT

video

Todo criminoso tem o direito de negar o crime cometido

No entanto, cabe a Justiça, provar e prender o infrator. 

Segundo a imprensa, o juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, que abriu ação criminal nesta quinta-feira, 28, contra o ex-presidente Lula, o ex-senador Delcídio Amaral e outros cinco acusados pelo Ministério Público Federal por tentativa de obstruir a Operação Lava Jato, deu à defesa do petista e de todos os outros réus o prazo de vinte dias, contados a partir do momento em que seus advogados forem notificados, para responder às acusações do Ministério Público Federal.
Nesse processo, o ex-senador Delcídio Amaral já foi preso e durante a delação premiada, e, ao se defender, disse que: ao apostar em obstruir a Justiça tentando aliviar a barra do corrupto, Nestor Cerveró, contudo, como na época era líder do governo petista, apenas cumpriu ordens do ex-presidente Lula.
“Juiz dá 20 dias para Lula se defender”.
Ciente dos processos e, já na condição de réu em Brasília e Curitiba, desesperado, Lula se defende de todas as formas. Uma hora, apregoa a sua honestidade, outra hora, chora, jura inocência, mas ao que parece, dessa ele não escapa. Pois, conforme comentários, a Justiça tem diversas provas contra o chefão de Delcídio e, como todo criminoso goza do direito de negar o crime, com “o Brahma”, não poderia ser diferente.

Lula terá 3 desejos atendidos na próxima reencarnação

SER BRANCO, BEBER MUITA ÁGUA e VER MUITAS BUNDAS.

Vem aí o desarmamento das empresas de segurança e nós avisamos!

Ontem, durante o jornal Bom Dia, Brasil, que sempre se posicionou institucionalmente em favor do desarmamento, uma reportagem sobre a origem das armas dos criminosos, acusando, mais uma vez, a venda legal de armas como responsável pelo armamento da criminalidade. Até aqui nada de novo no front ideológico de Chico Pinheiro. Tal acusação, mentirosa e infundada, foi alvo em todo o capítulo IV do nosso livro Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento e pode ser resumido em: “Tem horas em que o cidadão é chamado sutilmente de idiota pelo governo e pela mídia, e tem horas em que o xingamento é bem mais explícito. Esta mentira é um caso desse último tipo, pois as evidências são tão flagrantemente contrárias, que alguém que ouse falar uma besteira dessas só o pode fazer se for mau caráter e ao mesmo tempo considerar seu interlocutor um completo imbecil.”
A novidade, que nem novidade é, como vocês verão mais à frente, está na acusação de que grande parte das armas nas mãos dos criminosos vêm das empresas de segurança privada e que a arma eleita pelos criminosos ainda é o vetusto revolver calibre .38SPL... Pois, pois... Comecemos pela última afirmação. Fico imaginando um criminoso se dirigindo a um vendedor de armas no mercado negro para comprar uma arma e então segue-se o diálogo:
- Ai, parça, que ferros você tem ai, mano?
- Tenho muita coisa boa! Tudo de primeira! Fuzil AK-47, AR-15 igual dos gringos, pistola 9mm israelense, fuzil de precisão suíço e algumas granadas do exército boliviano. O que vai?
- Mano, não tem um revolver .38 nacional? Não vou querer nada, fica na paz.
Só sendo sarcástico para aguentar essa turma mesmo.
Voltemos às empresas de segurança. Lá pelos ido de 2000 procurei um amigo diretor de uma grande empresa de segurança privada aqui de São Paulo para falar sobre o Estatuto do Desarmamento que começava a ser desenhado. Falei por quase uma hora sobre os malefícios da legislação em projeto e como resposta tive: “Bene, concordo plenamente com você, mas tenho que olhar o lado comercial da coisa e, aqui entre nós, cada dono de padaria que não puder ter um revolver na gaveta vai ter que optar por contratar segurança privada”.
Saí de lá arrasado, mas não sem antes citar ao ex-amigo um ditado muito comum nos Estados Unidos: “Quem ataca uma arma, ataca todas as armas”. O tempo passou e descobri que muitos outros, quase todos empresários deste ramo, pensavam assim. Ao ponto de termos em 2013 um vídeo feito pela ONG Sou da Paz com o uso do estande, de armas, munições e vigilantes do Grupo Protege!
video
O objetivo de desarmar as empresas de segurança não é teoria da conspiração. É política de governo! Duvida? Então vejamos o Programa Nacional de Direitos Humanos, diretriz 13:
“Prevenção da violência e da criminalidade e profissionalização da investigação de atos criminosos
I - Ampliação do controle de armas de fogo em circulação no país
A - Realizar ações permanentes de estímulo ao desarmamento da população.
B - Propor reforma da legislação para AMPLIAR RESTRIÇÕES e os requisitos para aquisição de armas de fogo por particulares e EMPRESAS DE SEGURANÇA PRIVADA (grifo meu).
Bom, é isso! Pau que bate em Chico, bate em Francisco e ao que parece esse pessoal não vai sossegar enquanto não garantir que apenas os criminosos tenham armas no Brasil. Dá vontade de dizer bem feito? Dá! Não o farei por dois motivos: primeiramente por saber que quem vai pagar o pato é o vigilante e; minha capacidade de entendimento do problema de forma ampla e global vai muito dos que acham que estão livres da sanha desarmamentista.

Renan Calheiros trama novo golpe contra Lava-Jato. Ele não desiste ✰ Comentário de Joice Hasselmann

Agora, com a Lava Jato batendo na porta de Lula e já já na dele, Renan articula engessar a operação. 
ENTENDA TUDO PESSOAL!!! Compartilhe!!

Ciro Gomes pretende "sequestrar" Lula para evitar prisão

Ciro Gomes (PDT), que foi ministro da Integração Nacional no primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que se houver indícios de que seu ex-chefe será preso injustamente, ele irá "sequestrar" o petista e colocá-lo em uma embaixada, onde ficará fora do alcance da Justiça brasileira.
Nesse plano, Ciro – que recentemente disse que "será candidato a presidente em 2018 se o Lula não for" – formaria um grupo de defesa do líder do PT. Segundo o ex-ministro, juristas avaliariam quando seria hora de agir para proteger Lula.
“Eu quero me voluntariar para formar um grupo, com juristas nos assessorando, que se a gente entender que o Lula pode ser vítima de uma prisão arbitrária, a gente vai lá e sequestra ele e entrega ele numa embaixada. Isso eu topo fazer”, declarou Ciro Gomes no vídeo abaixo.
video
Réu na "lava jato"
Lula virou réu na operação “lava jato”, junto com a mulher, Marisa Letícia, e outras seis pessoas, nessa terça-feira (20/9), após o juiz federal Sergio Moro aceitar denúncia do Ministério Público Federal contra ele.
Para os procuradores, o ex-presidente cometeu os crimes de corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro ao receber um triplex no Guarujá (SP) e o armazenamento de seus pertences da empreiteira OAS. As vantagens, que somam R$ 3,7 milhões, seriam uma contrapartida pela obtenção fraudulenta de contratos da Petrobras, destaca o MPF. 

A Invasão da Europa

Isto é invasão? Não, são famílias fugindo - 99% são homens solteiros

Advogado da Lava-Jato fala em condenação de 70 anos para Lula

Um advogado que atuou no mensalão e atua na Lava Jato, calculou que, se as sete imputações de corrupção e lavagem de dinheiro da denúncia do MPF forem acatadas, Sérgio Moro deve condenar o ex-metalúrgico Lula a algo entre 50 e 70 anos de prisão.
Ou seja, Lula sairia da cadeia com 140 anos.
Como sabe, este tipo de pena não existe no Brasil, porque na prática o condenado ao máximo estabelecido no Código Penal, mal chega a cumprir 10 anos.
Lula possui várias saídas para evitar a condenação, porque pode ser nomeado para cargo com foro privilegiado, pode fugir ou simplesmente pode trancar as ações ou recorrer ao STF.

Lava-Jato comprova Lula é o maior corruPTo da nossa história ✰ Comentário de Joice Hasselmann

O que eu prenunciei há mais de um ano, agora faz parte da denúncia do Ministério Público Federal. Repito aqui as palavras que geraram tanta perseguição, inclusive dentro da VEJA. Não dobro a espinha!

STF nega habeas para Cesare Battisti. Temer poderá devolver o terrorista ao governo da Itália.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, negou habeas corpus apresentado à Corte no início deste mês pela defesa do ativista italiano Cesare Battisti. A ação é uma tentativa de impedir uma possível extradição para a Itália.
A decisão de Fux abre caminho para que o governo Temer devolva o terrorista à Itália, onde cumprirá pena de prisão perpétua.
Battisti foi condenado na Itália à prisão perpétua por homicídio. Em 2004, ele fugiu para o Brasil e foi preso três anos depois. O governo italiano pediu sua extradição, que foi aceita pelo STF. Em 2010, no último dia de seu mandato, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu que Battisti deveria ficar no Brasil, e o ato foi confirmado pelo STF.

Enfim, uma proposta decente de uma vereadora

Pesquisa aponta Sebastião Melo na frente em Porto Alegre. Marchezan Jr. ultrapassa Pont e Luciana.

A pesquisa de intenções de votos realizada pelo Instituto Methodus para o Correio do Povo, começa a indicar para um inédito segundo turno entre dois candidatos democráticos, desalojando os dois candidatos comunistas para fora da disputa final.
O leitor precisa levar em consideração outros três dados muito importantes sobre o cenário eleitoral atual:
- Pont, Luciana e Marchezan Jr estão tecnicamente empatados, dada a margem de erro da pesquisa.
- Marchezan Jr. vence contra Pont e Luciana, embora Melo seja o único que vence todos os candidatos.
- Os índices de rejeição de Pont (38,4%) e de Luciana (32,8%) são altíssimos, quando comparados com Melo ((20%) e Marchezan Jr. (19,3%.
- Os índices de brancos, nulos e não sabem (35,7%) correspondem a quase metade do eleitorado, o que representa altíssima indefinição em Porto Alegre.
Acompanhe os números da pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados para os eleitores:
Sebastião Melo, PMDB, 21%
Marchezan Júnior, PSDB, 13,7%
Raul Pont, PT, 11,8%
Luciana Genro, Psol, 11,5%
Maurício Dziedricki, PTB, 5%
Os demais candidatos pontuaram aquém dos 1%.
Brancos e nulos, 16,7%
Não sabe, 19%

Bolsonaro fala se fica ou sai do PSC!

video

João Dória, PSDB, já é o segundo na disputa pela prefeitura de São Paulo

A grande surpresa na pesquisa que o Instituto Paraná Pesquisas acaba de encaminhar ao editor é a presença do candidato tucano João Dória na segunda posição do ranking dos candidatos a prefeito de São Paulo.
Na verdade, Dória está em situação de empate técnico com Marta Suplicy.
Acompanhe os números da pesquisa estimulada (com apresentação dos nomes);
Celso Russomano, PRB, 27,7/%
João Dória, PSDB, 21,2%
Marta Suplicy, PMDB, 19,5%
Fernando Haddad, PT, 8,5%
Luiza Erundina, 4,9%
Os demais candidatos possuem pontuações inexpressivas.

Pra que serve a barriga do gordo?

Vereadora do PSB, Séfora Mota, é assaltada em Porto Alegre

 
A vereadora Séfora Mota foi assaltada ontem a noite em Porto Alegre. Ela é mulher do principal apresentador de TV da Rede Record , que trata sobretudo de questões policiais. A vereadora foi rendida mediante o uso de armas por parte dos ladarões, que levaram celulares, dinheiro, cartões de crédito e até a bolsa.
Ela é do PSB.
Leia o protesto da vereadorta, postado hoje no seu Facebook:
A violência em Porto Alegre não escolhe dia ou local, dessa vez eu fui a vítima. Como é injusto, covarde. Eles chegam, altamente armados, nos levam tudo e temos que comemorar por termos ficado vivos! Eu não comemoro, me revolto!!! Levaram meus dois celulares, dinheiro, cheques, talão de requisição de gasolina, cartões de credito, bolsa completa!!!! Junto com a minha as das mães minhas amigas. Não tem dia, lugar, hora. Não tem segurança, não tem governo, não tem educação. Por isso, depois de tudo, ainda temos que agradecer por continuar a viver!!! Viver pra quê?! Pra lutar por um dia essa merda toda mudar!!!!

Os perigos do excesso de liberdade ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Restaurante no Rio de Janeiro cobra R$ 200 pelo uso de carregador portátil de celular

O almoço de um grupo de amigos no restaurante Sushi Leblon, na Zona Sul do Rio, quase saiu R$ 200 mais caro após o uso de um carregador de celular. A médica Michelle Figueiredo, de 35 anos, conta que uma amiga perguntou ao garçom se poderia usar uma tomada no interior do restaurante para carregar a bateria do telefone. O funcionário, então, lhe ofereceu um carregador portátil.

“Quando chegou a conta, a gente foi pagando meio sem conferir. Estava cara, mas como bebemos caipirinha, comemos sushi, achamos que o valor estava correto. O marido de uma das meninas viu na conta o carregador como R$ 200. Reclamamos e o garçom disse que ia estornar. Eu já tinha passado o cartão, minha amiga também”, conta Michelle, que esteve no restaurante com amigos no sábado (17).
A médica destacou que o grupo elogiou a cortesia oferecida pelo garçom, pela comodidade de poder carregar o aparelho na própria mesa. Ela ressaltou, no entanto, que em nenhum momento foi mencionado que o valor seria cobrado ao final do almoço.
“Eu achei a ideia de terem um carregador bacana, porque a maioria dos lugares não tem. Nós éramos quatro pessoas, eu, uma amiga e um casal. Foi um dia tranquilo, não estava muito cheio, o sushi não estava bombando, não tinha motivo pra confusão na conta. Eles não estão vendendo o produto, é emprestado”.
'Caução', diz restaurante
Em nota, o Sushi Leblon lamentou o ocorrido. O restaurante disse que não cobra pelo uso do carregador portátil, mas quando um cliente solicita o equipamento, é lançada na comanda uma caução (R$ 200). Na devolução, segundo o restaurante, o valor é retirado.
"Neste caso específico, por descuido do garçom, a cobrança não foi estornada. Ao perceber o erro, ainda durante a estadia do cliente na casa, a quantia foi devolvida de imediato. Reiteramos com nossa equipe o procedimento correto", diz a nota.
“Não pretendemos entrar com processo porque eles estornaram. Só não pode acontecer com mais gente, com outras mesas. Teoricamente, é pra ficar disponível pra clientes. A gente bebeu, consumiu, não ia olhar muito a conta, não ficamos conferindo muito. Eu acho que se eles cobraram da gente, podem ter cobrado de outros, não tem como saber. Não devia aparecer na conta 'carregador móvel'", conclui Michelle.
De acordo com o Procon-RJ, não há lei que proíba esse tipo de cobrança, mas ela tem que ser informada ao cliente com antecedência e de maneira clara e precisa. "A informação tem que ser prestada de maneira clara e ostensiva ao consumidor", diz órgão.

Lula levará 3 dias e 13 horas de São Bernardo a Curitiba a pé

Bebês dormem em caixas de papelão em hospital na Venezuela

Em meio à severa crise econômica na Venezuela, imagens de recém-nascidos dormindo em caixas de papelão em um hospital do país causaram comoção nas redes sociais. As fotos foram divulgadas pela Mesa da Unidade Democrática (MUD), aliança de oposição ao presidente Nicolás Maduro, e teriam sido tiradas por um funcionário de um hospital em Barcelona, no Estado de Anzoátegui.
De acordo com o grupo opositor, o funcionário que fez as imagens estava revoltado com a falta de berços e estrutura médica precária no hospital. Em resposta, o diretor do Seguro Social venezuelano, Carlos Rotondaro, disse que irá abrir uma investigação para averiguar as denúncias.
Diversos relatos sobre a falta de remédios nos hospitais do país têm vindo à tona nos últimos meses. Em maio, a morte de duas crianças por falta de medicamentos comoveu não só a Venezuela, como a comunidade internacional. Segundo o presidente da Federação Médica venezuelana, Douglas León, clínicas e hospitais estão operando com cerca de 5% dos materiais necessários.
Diante do difícil panorama, cerca de 13.000 médicos deixaram o país nos últimos anos. A Venezuela sofre com uma inflação galopante – a maior da América Latina –, acompanhada de uma crise produtiva, problemas de distribuição de artigos de necessidade básica e um mercado golpeado por medidas de restrição e regulamentação.

22 de Setembro - Dia Nacional do Atleta Paraolímpico

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

A dura vida de Eduardo Cunha nos voos comerciais

Eduardo Cunha já foi hostilizado no aeroporto de Brasília e agora num voo da ponte aérea Rio - São Paulo. E certamente episódios como esses vão se repetir. 
Com o mandato cassado, com o bloqueio judicial das contas e bens, abandonado por antigos "amigos" empresários que costumavam lhe emprestar jatinhos, Cunha agora usa voos comerciais e tem que passar pelos saguões dos aeroportos. Não que não tenha mais dinheiro. Todo mundo sabe que deve ter outras contas no exterior que não foram localizadas pela Lava Jato. Mas como justificar os gastos de aluguel de jatinhos? Esse é o problema. 
Assim resta a Cunha enfrentar a ira popular nos aeroportos e voos comerciais. 
video

Brasil agora VENDE áreas com potencial de NIÓBIO ✰ Pronunciamento de Jair Bolsonaro

video
O atual Governo poderia impedir tal crime, mas ao contrário, envia Ministro à China para ratificá-lo.
O que esperar de uma Nação onde seus inimigos se encontram no próprio Poder?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...