sexta-feira, 30 de março de 2012

Para muita gente, o mundo já se acabou!


Desde que começaram as notícias sobre o câncer do lula eu fiquei com uma pulga atrás da orelha. Desconfiam do câncer em um dia. Diagnosticam o mesmo no dia seguinte. Um ou dois dias depois iniciam o tratamento. Em um mês o câncer está reduzido em dois terços. Feliz, ou infelizmente, talvez em seis meses tenhamos o lula a vociferar abobrinhas outra vez. Conclusão: câncer de rico mata menos do que câncer de pobre.
O aloprado da Venezuela anda espalhando o boato de que há uma conspiração para causar câncer entre os “líderes” da América Latina. Cá entre nós, acho até que algumas pragas pegam! Mas, apesar dos disparates do Hugo, o que nós vemos é: hugo quase curado; dilma, aparentemente curada; cristina, provavelmente curada, em poucos meses; lula quase curado. Não sei quem são os outros dois, pois ao que me lembre, seis líderes foram acometidos da mesma doença, mas... Eles não morrem de câncer! Gozado, a Nonô morreu!
Para quem não sabe quem é a Nonô, ela foi uma paraibana que trabalhou durante quarenta anos na minha casa. Diagnosticada de câncer no intestino, após alguns meses foi operada. Iniciou a quimioterapia e descobriram câncer no fígado. Quatro meses para conseguir passar do Hospital da Lagoa para o Hospital de Bonsucesso, onde deveria ser operada (problemas de burocracia!). Operada em Bonsucesso, ficou mais quatro meses sem atendimento algum, tomando Buscopan, pois o médico de Bonsucesso era APENAS cirurgião e, portanto ela ficou sem ENCAMINHAMENTO para o Hospital da Lagoa. A pergunta não quer se calar: Por que o lula recebeu tratamento em três dias e a Nonô ficou oito meses de lá pra cá, sofrendo feito uma condenada? Por que nossos “líderes” recebem um tratamento ao qual o POVO não tem direito? Por que o lula não foi tratado pelo maravilhoso sistema do SUS, não enfrentou a fila de atendimento e não dependeu de “ENCAMINHAMENTO”?
Diante destas injustiças meu coração sangra e minha voz gostaria de ser tão forte, tão potente, que pudesse alcançar tais “líderes” que se dizem tão generosos e justos para lidar com o POVO. Queria alcançar alguém suficientemente justo e poderoso que impedisse injustiças tão grandes quanto esta. Queria que o próprio DEUS me ouvisse e tomasse as devidas providências. O lula não merece sofrer, mas a Nonô também não merecia, nem o Tião, nem o Zé, nem a Bastiana, nem qualquer um dos cidadãos brasileiros que, sem terem condições de pagar um plano de saúde privado, ficam à mercê da burocracia, da burrice, das limitações de tempo, espaço, medicamentos – enfim, qualquer dessas limitações que impedem um bom atendimento à Saúde pública no Brasil.
Há um deputado, não sei nome, propondo que todos os políticos eleitos deveriam ser tratados pelo SUS, seus filhos deveriam estudar em escolas públicas, e eu diria, também, que todos eles deveriam tomar ônibus para ir ao trabalho, que precisassem enfrentar filas para tirar documentos, pagar multas, receber salários...
Vocês se lembram da história da Maria Antonieta, aquela que, ao ser informada de que o povo estava ficando indignado por não ter pão para comer quando, irresponsavelmente, ela disse: “Não tem pão? Que comam brioche!”. Pois é. A Maria Antonieta foi degolada. Aos nossos líderes, só resta desejar que nossas pragas “peguem”!
Glenda Maier

1º Rallye Paranaense de Veículos Históricos - Curitiba PR

Manifesto em Apoio aos Clubes Militares


A função principal do Presidente de um país é pacificar a sua nação.
No nosso país a própria bandeira nacional conclama, imperiosamente, pela Ordem, para se conseguir o Progresso.
O Duque de Caxias notabilizou-se e ficou para a história, como o pacificador, muito mais pela habilidade e decência de evitar confrontos desnecessários que pelos seus feitos militares.
No atual governo da Presidente Dilma Rousseff assistimos a estimulações provocativas que preocupam a todos os brasileiros.
No exemplo mais recente, o Ministério Público Federal, que tem como finalidade precípua ser o órgão fiscalizador das leis, ignora a Lei da Anistia, reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal. Reabre processos contra os militares e agentes públicos que, durante o regime de exceção, participaram do triste episódio que ceifou vidas de ambos os lados.
Causa-nos preocupação, não pelos processos em si, mas pelo cenário que se reabre em questão, extremamente, intrincada, complexa, que no nosso entendimento deveria estar enterrada, até porque é ilegal: por contrariar a Lei da Anistia, a decisão do STF, a prescrição dos fatos ocorridos entre 1961 a1979, atenta contra o princípio da segurança jurídica, bem como colide frontalmente com a Lei 9.140/95 que criou a Comissão de Mortos e Desaparecidos, a qual reconheceu para todos efeitos legais a morte dos desaparecidos, necessário para que os respectivos parentes pudessem ser investidos nos direitos sucessórios. Oportuno registrar que dita Comissão foi sugerida pelos próprios banidos da época, como recurso de pacificação nacional, permitindo a volta de todos os exilados.
Por outro lado, cria-se a Comissão da Verdade que não sabemos ainda se vai investigar todos os fatos ocorridos durante o regime militar, para ficarem registrados como questão histórica, ou se terá mero cunho político-ideológico, de forma facciosa, visando a consolidar a verdade de um só lado, para fins de retaliação futura.
Se for realmente para convalidar a veracidade dos fatos, para contribuir historicamente com o país e arrefecer o pesar dos familiares, ela é bem-vinda.
Winston Churchill certa vez disse: "A verdade é a história contada pelos vencedores". No presente caso, é "por quem está no poder".
Consta que, o Ministro da Defesa, fora de suas atribuições legais e funcionais, interveio no site dos Clubes Militares, para que fosse retirada uma Nota Conjunta de repúdio das Entidades às declarações desconfortantes das Secretárias de Direitos Humanos e das Mulheres.
A atitude do Ministro motivou a publicação do Manifesto - Alerta à Nação, que ratificou os termos da nota conjunta, cujo teor foi respeitoso, disciplinado, verdadeiro e talvez até incisivo em alguns pontos, mas jamais indisciplinado e ofensivo, no nosso entender.
É bom lembrar que os Clubes Militares são entidades representativas de classe, de natureza civil, de direito privado, que atuam dentro da Lei, no Estado Democrático de Direito, e que a Constituição Federal assegura a todos o direito de manifestação e expressão.
A AOPM posiciona-se em prol do povo brasileiro e das instituições legalistas do País, e no caso presente hipoteca apoio irrestrito aos Clubes Militares.
Somos contra as retaliações, as vaidades e as imposições corporativas, sejam elas políticas ou ideológicas!
O que está ocorrendo atualmente no país não acrescenta nada à sua construção, já que tem graves problemas a serem resolvidos.
Portanto, não aceitamos atitudes irresponsáveis, protegidas e proferidas por arautos da discórdia, sejam eles de que lado forem!
Queremos que a mais alta autoridade da República, a Presidente Dilma Rousseff pelo menos cumpra integralmente, o que prometeu no seu discurso de posse, quando proclamou, pública e literalmente:
"Dirijo-me também aos partidos de oposição e aos setores da sociedade que não estiveram conosco nesta caminhada. Estendo minha mão a eles. De minha parte, não haverá discriminação, privilégios ou compadrio. A partir da minha posse, serei presidenta de todos os brasileiros e brasileiras, respeitando as diferenças de opinião, de crença e de orientação política."
Esse texto, além de verdadeiro, já está inscrito nos anais da história.
Enfim, não existem mais dois lados. Existe um só lado: Brasil.
Luiz Carlos dos Santos,
Coronel PM, é Presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar de São Paulo.

Nas eleições, apague este nome

(Clicar na imagem para ampliar)
betocritica

Motorista vestido de Batman é parado pela polícia nos Estados Unidos


Um homem fantasiado de Batman foi parado pela polícia de Washington, nos Estados Unidos, quando dirigia um Lamborghini preto com placa com o logotipo do super-herói.
De acordo com a reportagem da emissora “WTOP”, a legislação da cidade exige o emplacamento dos veículos. Mesmo assim, o motorista foi liberado pela polícia após informar que iria visitar crianças doentes em um hospital local. Os policiais até posaram para fotos ao lado do "homem-morcego".

video
 opovo

Movimento Vistoria Zero é contra chip e exige o fim da inconstitucional inspeção anual veicular



Ganha força no mundo virtual uma campanha que tem tudo para barrar uma das maiores fontes de pagamento de mensalões – mesadas e comissões pagas a políticos ou servidores corruptos em função de negociatas com a máquina pública. Internautas pedem o fim da vistoria anual de veículos feita pelos Detrans e também exigem que não sejam adotados os chips nos veículos – mais um instrumento de controle do Estado sobre o cidadão e que vai alimentar a indústria das multas de trânsito.
Os autores dos protestos do “Movimento Vistoria Zero” argumentam que a vistoria é inconstitucional. Motivo: viola a competência legislativa privativa da União (Art.22, XI da CF/88) para legislar sobre trânsito. Além disso, não existe qualquer regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que torne obrigatória a realização de vistoria para obter o licenciamento anual. A tese geral é de que os proprietários de veículos com todos os débitos tributários quitados e sem multa de transito ou ambiental não podem ser constrangidos em fiscalização de agentes da autoridade de transito.
A Resolução nº l07 do Contran, de 21/12/99, sacramenta a suspensão, revogando a exigência obrigatória para o licenciamento anual à aprovação na vistoria. Desde setembro de 1999, o Detran-RJ vem descumprindo a Resolução l07/99. Em São Paulo, a Prefeitura beneficia uma empresa privada, sugestivamente denominada Controlar, que faz uma pretensa vistoria ambiental sem a qual o Estado não concede o licenciamento dos veículos da capital. O caso já é alvo de ações do Ministério Público.
O Movimento Vistoria Zero já estuda uma fórmula jurídica para que os proprietários de veículos sejam indenizados com a devolução dos valores cobrados indevidamente nas vistorias que não têm base legal. O mesmo movimento vai encampar uma briga contra a intenção do governo federal de tornar obrigatório que os veículos automotores tenham de trafegar com chips (placas eletrônicas de identificação). O tal de Siniav (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos) deverá ser contestado no Supremo Tribunal Federal, por ser inconstitucional. É um crime de lesa-cidadania.
Com o tal chip veicular, o fato grave é que nossa privacidade será incinerada pelo Estado totalitário em franco processo de ascensão. Primeiro, chips nos carros. Depois, em pulseiras de localização, nos cartões bancários ou nos celulares (neste último caso, uma realidade atual) e nos novos documentos de identidade. Não demora, tal como uma macabra ficção científica, teremos microchips localizadores, ocultos nas vacinas aplicadas em nossas crianças. Eis a triste realidade da Engenharia Social - ciência totalitária estudada no Brasil e no resto do mundo – que só um choque de cidadania pode combater eficazmente.

Jessica Rabbit


Jessica Rabbit, a personagem mais bela e sensual do mundo
dos desenhos, parece existir na vida real.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

quinta-feira, 29 de março de 2012

O Béria de Lula


Lavrenti Béria foi um dos maiores assassinos da História. De maneira resumida contando a sua obra, ele foi o terceiro, e maior, dos chefes do NKVD, a polícia secreta de Stálin (ie, mais tarde denominada KGB). Apesar de um ser maligno, era competente, tanto que foi colocado a testa do equivalente soviético do "Projeto Manhattan" com sucesso e rapidez inédita para comunistas. Como o ser humano é um animal de contradições, este assassino genocida e sádico tinha facetas boas: Depois da morte de Stálin, era a favor de uma abertura do sistema soviético  e reunificação das Alemanhas. Ou seja, em 1953, Béria enxergou quarentas anos no futuro o fim da URSS e as medidas que tinham de ser tomadas. Em vão, porque Kruschev e Malenkov deram cabo dele, o que foi o último dos assassinatos políticos soviéticos.
Contudo Béria tem um mérito: Deu cabo de Stálin. Não que o tenha envenenado, não. Quando Stálin teve seu derrame (não-fatal e por causas naturais, eu suponho), foi Béria que convenceu os demais ministros soviéticos (ajudados pelo temor de Stálin e o desdem que este tinha de médicos) de não chamar pronta ajuda, temendo que o chefe acordasse. Assim Stálin ficou quase 24h sem ajuda médica após o derrame, mijado e entravado em sua cama. Mais tarde, Béria se orgulharia disso, dizendo que liquidou Stálin. Não que Béria, sócio nos crimes de Stálin, fosse muito humano, é que também tinha entrado na lista negra do Supremo. Os predecessores de Béria no NKVD, Iagoda e Iejov, todos tiveram morte violenta, e ocorreria o mesmo com Béria nas garras de Abakumov.
Teria Stálin sobrevivido com pronto-atendimento médico? Não sabemos, mas que aumentariam suas chances, ah sim.
Lula tem seu Béria pelo menos para as questões de saúde. Chama-se ambição política. Não, câncer não se cura. Ele está extremamente fragilizado. Se entrar de novo no jogo político, este Béria vai o matar por negligência. Não é improvável que Lula piore. Não é improvável. Talvez isto o mate de vez.

Ambição! Ambição! Que ficasse convalescendo em casa! Doentes estão se cuidando, não cuidando de candidaturas!

Deus me livre sempre da ambição!

30 de Março - Dia do Futebol Society

EUA anunciam projeto para facilitar passagem de brasileiros pela ‘imigração’

Brasileiros cadastrados e aprovados em programa poderão evitar a fila de controle de passaporte nos aeroportos norte-americanos

Representantes da Missão Diplomática dos EUA no Brasil anunciaram nesta segunda-feira que estão prontos para implementar um projeto-piloto e assim agilizar a passagem de brasileiros pela imigração dos EUA. De acordo com o consulado americano, o programa conhecido como Global Entry (GEP), ou “Viajante Confiável”, permitirá que viajantes cadastrados e aprovados para integrar o programa evitem a fila de controle de passaporte em 20 aeroportos norte-americanos.
A implementação desse projeto ainda depende de aprovação do governo brasileiro e não há uma data oficial para o início do programa. O GEP é um programa do Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA e e se encontra disponível para norte-americanos, holandeses e mexicanos.
De acordo com os representantes da diplomacia norte-americana, o processo de emissão de vistos permanece. A participação no programa só poderá ocorrer após o solicitante ter obtido o visto. Após isso, ele poderá manifestar interesse em participar do programa. Para se inscrever, o passageiro precisa se cadastrar no Sistema Global Online de Inscrição (Goes) (site https://goes-app.cbp.dhs.gov/main/goes), pagar uma taxa de US$ 100 e aguardar uma resposta.
Triagem
Segundo o consulado dos EUA, todos os candidatos passarão por uma checagem rigorosa dos dados. Uma vez que a solicitação tenha sido analisada e pré-aprovada, o passageiro recebe uma mensagem com instruções para agendar uma entrevista em um dos pontos de inscrição no programa – tanto no Brasil como nos EUA. A taxa de US$ 100 não será restituída, mesmo que a solicitação seja negada.
Passageiros aprovados para o Global Entry poderão passar por quiosques automatizados que se encontram nos aeroportos americanos antes da área de imigração para apresentarem digitais, passaporte e declaração a alfandega. O quiosque emite um recibo e o passageiro fica liberado para recolher sua bagagem.
Jaime Ramsey, do adido de alfândega e proteção de fronteiras, explicou que ao chegar no aeroporto o passageiro colocará os dedos na cabine e irá retirar um papel. “O serviço não irá garantir 100% de aprovação na entrada aos EUA. Nossos oficiais ainda se reservam no direito de solicitar uma entrevista com o viajante caso seja necessário”.
Reciprocidade
Segundo o embaixador dos Estados Unidos, Thomas Shannon, que participou da apresentação do programa nesta segunda na zona sul de São Paulo, “existe um grande interesse dos brasileiros para visitar os Estados Unidos e do americano visitar o Brasil. Estamos tentando abrir as portas e facilitar essas visitas nas maneiras possíveis, dentro das leis do Brasil e das leis dos Estados Unidos”.
O acordo com o Brasil envolve também facilitar a entrada de americanos no País. Para isso, os EUA esperam que até as Olimpíadas os aeroportos brasileiros tenham as cabines Global Entry. De acordo com Ramsey, nos próximos dias serão enviados dois documentos para a Polícia Federal. “O memorando com o acordo bilateral deve ser assinado até maio ou junho deste ano”, explicou. A expectativa é que sistema esteja disponível para todos os brasileiros em até 1 ano e meio.
“É o começo da isenção dos vistos”, acredita Ramsey.  Para ele, o programa Global Entry é extremamente rigoroso e já colocaria em evidência os passageiros considerados de baixo risco. “A ideia é tornar esse programa único e uma parceria com o TSA [Transportation Security Administration - que fiscaliza os aeroportos norte-americanos] poderá faciltar até a passagem pelas imigranções, por exemplo”, concluiu.
Viagens de brasileiros
Dados do consulado americano revelam que no ano passado 944.868 vistos foram processados. Tal número indica um aumento de 51% em relação a 2010. A expectativa é que, com a ampliação da equipe e das instalações diplomáticas, 1,8 milhão de solicitações de vistos sejam processados por ano até 2013. Até fevereiro deste ano, 181.318 viajantes receberam vistos norte-americanos. A taxa de aprovação aos brasileiros é de 90%, porém ainda não previsão se o Brasil entrará no Programa de Isenção de Vistos.

Dia dos Causos - Santa Maria Madalena RJ

(Clique na imagem para ampliar)

Sexo e Tiririca


E tudo começou com a frase: “pior que está não fica”. Mentira, pode ficar sim. Tiririca é candidato a prefeito da cidade de São Paulo. Por acaso alguém tem noção do que isso significa? O cara é um analfabeto de pai e mãe. Não possui a menor noção do que seja um orçamento anual de 30 bilhões de reais. Não consegue sequer articular mais do que três palavras sem cometer um erro de interpretação de texto. Isso só pode ser uma brincadeira. Esse partido, o PR, vulgo Partido da República, só tem pinta-brava. A começar pelo seu tutor-mor, Valdemar da Costa Neto, filho de ditador de Mogi das Cruzes, mensaleiro, corrupto e demais outros adjetivos próprios. Aqui em São Paulo o partido tem vereadores da pior espécie, tipo Antonio Carlos Rodrigues, amaldiçoado até por companheiros de fé, traidor, agressor de mulher. Da própria, claro. Suplente de senador da senhora Marta Suplicy, vejam vocês que ironia. A ousadia com que somos acossados por essas propostas absurdas está tornando-se corriqueiro. Sem perceber estamos passando por imbecis do mesmo quilate de suas excelências. É hora de dar um basta à essas pessoas sem moral e caráter. O senhor Tiririca, palhaço por natureza e profissão, está gozando com a nossa cara. E nós estamos rindo, feito platéia abobada de circo.

P.S.: resta saber o que o sexo do título tem há ver com o texto. Estão querendo nos f…se é que ninguém ainda se apercebeu disso…

Penhora em Lisboa

(Clique na imagem para ampliar)

Chico Anysio inventou Tim Tones muito antes dos pastores pentecostais virarem moda


De todos os personagens criados pelo saudoso humorista Chico Anysio, o mais profético (em todos os sentidos) foi sem dúvida o pastor Tim Tones, criado por Chico muito antes dos pastores pentecostais virarem moda no Brasil. Esse tipo de pastor já era moda nos Estados Unidos quando o personagem foi criado. O nome de Tim Tones foi inspirado no controverso Jim Jones, americano que dizendo-se mensageiro divino convenceu uma centena de seguidores de sua seita a cometer suicídio coletivo. Tim Tones aproveitava boa parte de seus cultos para vender toda sorte de produtos e quinquilharias da fé. Sempre acompanhado de sua esposa e de seus sete filhos.
Outra característica importante do quadro de Tim Tones é que era um dos poucos de Chico Anysio em que não havia claques, as gravações de risadas pré-gravadas, que Chico julgava indispensáveis em programas de humor e motivo pelo qual ele criticava todos os programas humorísticos criados a partir da década de 1980 que não tinham claques. O quadro de Tim Tones era para simular um teleculto de verdade, por isso não poderia haver claque. Pelo mesmo motivo da seriedade, o quadro do personagem Profeta também não tinha claque.
A música-tema de Tim Tones no Chico Anysio Show da década de 1980 era hilária. Confira no vídeo.
O bordão mais famoso de Tim Tones foi "vamos correr a sacolinha!", com variações. Sacolinha era a bolsa (ou bolsas) com que os obreiros de Tim Tones recolhiam as doações dos fiéis que apareciam nos cultos.

Dilma no hospício


Dilma vai visitar um hospício e é recepcionada por uma comissão de pacientes.- Viva a Dilma! - Viva a Dilma! - Viva a Dilma! - gritavam eles, entusiasmados.
Ao ver um deles calado, um assessor da Dilma perguntou:
- E você, por que não está gritando: Viva a Dilma?
- Porque eu não sou louco, sou o médico!

Lavando o carro ...

Filhos de militares


Nota do editor:

Eis um texto para ler, guardar e difundir. Recebi pela internet, sem maiores referências, o que não lhe retira o brilho. Parabéns à autora.

Bárbara Miranda

Todo mundo sabe que os filhos de militares têm uma capacidade quase camaleônica de se misturar ao novo meio, somos geneticamente mimados para gostar de tudo a nosso volta, seja frio, calor, elegância, pobreza, água, seca ou qualquer outra condição física, psicológica, geográfica, climática, financeira, etc...
Para quem está de fora, criticar tudo isso é muito bom, ‘’Os pobres coitados dos filhos de militares não tem amigos e nem laços afetivos com lugar nenhum! ‘’ Os fofoqueiros que me desculpem, mas meus laços afetivos são com o Brasil e meus amigos estão espalhados pelo mundo.
Quantas pessoas podem dizer que tem vivência nacional? Aprender sobre a Amazônia no meio da selva, ouvir os dois lados da história e escolher em qual acreditar, ter orgulho de ver seu pai tentar resolver os problemas de outros países. Quantas pessoas podem dizer que seu herói está dentro de casa? E não adianta um civil tentar se comparar com os nossos capitães, sargentos, coronéis, tenentes... Eles nunca vão entender que você se muda sim, mas que dentro da sua casa, onde realmente importa, nada muda.
Os filhos de militares aprendem a amar a distância, a entender o lado bom de tudo, a montar e desmontar uma casa em dois dias, a acolher até quem morou a vida toda na mesma casa, a conservar bons amigos com o carinho, mesmo sem a presença.
A cidade que você mora pode não ser a melhor de todas, pode até ser a pior, mas dentro de casa, lá sim, está o melhor lugar do mundo e os filhos de militares sabem fazer o melhor lugar do mundo em qualquer lugar, não importa aonde você chegue, dentro da casa de um militar sempre haverá um refúgio de carinho e amizade criado pelos nossos laços com o Brasil e pelos nossos amigos espalhados pelo mundo.
Os militares sabem que suas escolhas afetam a vida de suas famílias e sofrem ao ver seus filhos deixando os amigos, namorados e suas casas para trás, mas compensam suas famílias com uma chuva de amor e cultura. Se engana quem acredita que somos ‘’pobres filhos de militares’’, somos orgulhosos, gratos, felizes, ricos, privilegiados e acima de tudo amados filhos de militares, as casas podem mudar, mas nossos lares são construídos em torno de uma família não de um lugar.
O estilo de vida que meu pai me proporcionou fez de mim quem eu sou hoje, uma aspirante a jornalista com uma bagagem cultural gigante, que pode encher a boca e dizer que viveu e não leu toda essa cultura.

Obrigada Pai por escolher ser militar.

Veja o tipo de sapato que era usado no tempo das gueixas...

só vendo mesmo pra acreditar...
 

Retirando a Faixa do PÉ...

Olha o seu dedão!!!

Onde fica os dedos dela!!!
 
 

Viu... agora você ainda vai reclamar dos seus SAPATOS???

Estou sem palavras...

Mano se recusa a fazer teste do bafômetro e tem habilitação apreendida no RJ


Segundo outra informação de policiais que estavam na operação, a esposa do técnico da seleção brasileira voltou para casa e chamou um condutor habilitado para levar o carro.

O técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, se recusou a fazer o teste do bafômetro durante blitz da Lei Seca em frente à sede do Flamengo na Gávea (RJ), na madrugada desta quarta-feira, e teve a carteira de habilitação apreendida, revelou o coordenador-geral da operação, major Marco Andrade.
O treinador teria sido abordado à meia-noite e se recusado a passar pelo teste. Desta forma, Mano recebeu uma multa em R$ 957,70 e perderá sete pontos na CNH - a infração é considerada gravíssima.
Segundo outra informação de policiais que estavam na operação, a esposa do técnico da seleção brasileira voltou para casa e chamou um condutor habilitado para levar o carro.
Mano Menezes não é a primeira personalidade do futebol que foi multada após ter sido parada em uma blitz. No ano passado, os ex-jogadores Romário e Leonardo e o atacante Adriano passaram pela mesma situação ao se recusarem a fazer o teste do bafômetro e sofreram a mesma penalidade que o técnico.

29 de Março - Dia da Fundação da Cidade de Curitiba

quarta-feira, 28 de março de 2012

Parabéns, Campos dos Goytacazes

... a mais linda planície do mundo


No dia 28 de Março do ano de 1835 (há 177 anos) era elevada à categoria de Cidade a Vila de São Salvador (Campos). Antes de  comemorarmos é importante entendermos um pouco mais sobre a história da cidade, que vem bem antes deste período.
As terras dos índios goitacases começaram a ser colonizadas pelos portugueses em 1627, com a chegada dos "sete capitães". Pertenceu à capitania de São Tomé e se tornou, cinquenta anos depois, no dia 29 de maio, a vila de São Salvador dos Campos. Foi elevada à categoria de cidade em 28 de março de 1835.

A história de Campos dos Goytacazes pode ser contada desde meados do século XVI, quando Dom João III doou a Pero Góis da Silveira a capitania de São Tomé, cujo nome, posteriormente, passou a Paraíba do Sul. Com a chegada dos portugueses à região, começou a luta com grupos indígenas da etnia goitacá, porém, não se desenvolveu um processo ocupacional. Em 1627, por ordem da Coroa Portuguesa, a Capitania de São Tomé foi dividida em glebas, doadas a sete capitães portugueses, alguns deles donos de engenho na região da Guanabara, efetivando a ocupação.
Em 1650, foi implantado o primeiro engenho em solo campista. Visconde d'Asseca funda a Vila de São Salvador dos Campos dos Goytacazes, em conseqüência da construção de uma capela em louvor ao SS. Salvador, em 29 de maio de 1677.
Em 1833, foi criada a Comarca de Campos e, em 28 de março de 1835, a Villa foi elevada à categoria de Cidade com o nome de Campos dos Goytacazes, dando início ao progresso na região.


Portanto além de 177 anos de elevação a cidade no dia 28 de março, de 335 anos de elevação a Vila no dia 29 de maio, Campos começou a ser colonizada 50 anos antes, em 1627.
Resumindo:
*28 de março (177 anos de elevação a cidade)
*29 de maio (335 anos de fundação da Vila de São Salvador dos Campos dos Goytacazes)
*Campos já tem 385 anos desde o início da ocupação dos portugueses.
Agora sim, comemoremos sabendo o quê, nesta quarta-feira (28/03).


DETALHES DA HISTÓRIA
A história do município teve início quando as terras dos índios goitacás Guarulhos e Puris começaram a ser colonizadas pelos portugueses no ano de 1627, com a chegada dos "Sete Capitães". Naquela época, predominava a pecuária, que atendia o mercado do Rio de Janeiro.
Durante a segunda metade do século XVII e a primeira do século XVIII, a região foi sacudida por violentos conflitos pela posse da terra, entre os herdeiros. Pertenceu à capitania de São Tomé e se tornou, cinqüenta anos depois, no dia 29 de maio, a Vila de São Salvador dos Campos, que foi elevada à categoria de Cidade em 28 de março de 1835.
Importantes fatos históricos se deram na cidade, entre eles a partida dos primeiros voluntários para a Guerra do Paraguai, em 28 de janeiro de 1865, pelo vapor "Ceres". Outro momento importante foi o movimento do abolicionismo, que teve seu ponto alto em 17 de julho de 1881, com a fundação da Sociedade Campista Emancipadora, que propagava a luta pela emancipação dos negros.


O jornalista Luis Carlos de Lacerda e José Carlos do Patrocínio, cognominado de o "Tigre da Abolição" foram os maiores expoentes da causa. Porém, Campos foi a última cidade brasileira a aderir a abolição da escravidão. As visitas do imperador D. Pedro II e a luta republicana foram outros marcos da história da cidade.
O surgimento em 1862 da agroindústria açucareira, com a instalação do primeiro engenho em Campos, atualmente menos promissor, dava início ao progresso da região. A primeira usina, construída em 1879, chamou-se Usina Central do Limão. O petróleo foi oficialmente descoberto no Farol de São Tomé, reativando o desenvolvimento da região.
No ano de 1883 D. Pedro II inaugurou na cidade o primeiro serviço público municipal de iluminação, tornando Campos dos Goytacazes à primeira cidade do Brasil e da América Latina a receber iluminação pública elétrica, através de uma termelétrica a vapor acionadora de três dínamos com potência de 52 KW, fornecendo energia para 39 lâmpadas de 2000 velas cada.
Atualmente, Campos dos Goytacazes é o Município litorâneo mais populoso do Brasil, com mais de 500 mil habitantes e o maior Município fluminense em extensão territorial, com área de 4.040,6 quilômetros quadrados. O mar de Campos detém as maiores reservas de gás natural e petróleo do País.
Atualmente, a cidade conta com diversos atrativos e vem se desenvolvendo em diversos setores, como cerâmica, couro, palha e madeira, que são materiais de destaque no artesanato da cidade. Na culinária, além da cachaça e da gaoiabada cascão, o suspiro e o chuvisco são famosos em toda a região.
Vale destacar também a fundação da primeira sala de cinema de Campos construída pelo Sr. Alamir, conhecida como Cine São José, sendo o prédio trazido da Europa pedra por pedra e reconstruído na cidade, e tendo como primeira exibição o filme Marcelino Pão e Vinho.
Alem disso a cidade possui prédios históricos que mostram claramente a sua tradição cultural , como o Palácio da Cultura, que abriga a Biblioteca Pública Municipal, o Museu de Campos dos Goytacazes, que encontra-se em reforma, o Museu Olavo Cardoso e a Casa de Cultura Villa Maria.

Bacia petrolífera de Campos - 83% da produção nacional de petróleo

O PETRÓLEO
A Petrobras possui 39 campos de petróleo na Bacia de Campos, que garantem mais de 80% da produção nacional. Esses campos, batizados com nomes de peixes da costa fluminense, contêm reservas de óleo equivalente da ordem de 9,7 bilhões de barris. Eles se espalham por uma área de 115 mil quilômetros quadrados, em profundidade d`água de até 3.400 metros.

video

Hino de Campos dos Goytacazes RJ
Letra por Azevedo Cruz
Melodia por Newton Périssé Duarte


Campos Formosa, intrépida amazona
Do viridente plaino goitacás
Predileta do luar como Verona
Terra feita de luz e madrigais
Ó Paraíba, ó mágica torrente
Soberana dos prados e vergéis
Por onde passas como um rei do oriente
Os teus vassalos vêm beijar-te os pés
Nada iguala os teus dons, os teus primores
Val de delícias, o teu céu azul
Minha terra natal ninho de amores
Urna de encantos, pérola do sul.

Homem é preso e sofre violências ao gritat "abaixo o comunismo, abaixo a ditadura", durante missa do Papa em Cuba

video

Uma manifestação na missa celebrada pelo Papa Bento XVI nesta segunda-feira, 27, em Santiago de Cuba, causou confusão. Um homem foi detido após gritar "abaixo o comunismo, abaixo a ditadura", próximo ao altar onde estava o Papa.
O solitário manifestante, com identidade e paradeiro ainda desconhecidos, foi contido por policiais em poucos minutos e apanhou de pessoas vestidas (os bate-paus de Fidel, o ditador vagabundo) como civis que assistiam à cerimônia, que continuou normalmente.
O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, afirmou que de um lado estão "os fiéis que querem estar com o Papa e têm o direito de fazê-lo sem complicações" e do outro está "o direito de manifestar suas opiniões".
Texto do site do Estadão
MEU COMENTÁRIO:
Como podem notar esse textinho mixuruca do Estadão está totalmente escrito na linguagem politicamente correta. O homem quase foi linchado por funcionários governamentais como se pode ver no vídeo. Os bate-paus do ditador assassino Fidel Castro, de seu irmão Raúl e da sua corriola.

Torcedor. O Goytacaz precisa de ti


O belo exemplo da jornalista Julia Maria

Decidi postar este depoimento de minha querida amiga, Julia Maria Assis, colhido no Facebook. Um libelo contra à dependência ao vício do cigarro. Julia e sua luta didática, inspiradora:
Vinte dias sem cigarro. Ainda é uma luta e tanto, mas já está bem mais fácil lidar com isso. Os problemas com a concentração praticamente desapareceram e estou mais disposta, acordando mais cedo, voltando a produzir com mais agilidade. Desde ontem troquei o adesivo de nicotina de 21 mg pelo de 14 mg. Se tudo continuar assim, mais uma semana eu passo para o de 7 mg e, uma semana depois, é tchau para os adesivos.
O Zetron, que ajuda um bocado, quero continuar mais um tempo, talvez mais um mês. O medo da recaída ainda existe e não dá para desconsiderá-lo. De vez em quando bate uma saudade enorme do cigarro e as crises de abstinência, mesmo mais raras e fracas, ainda incomodam bastante. Mas já estou bem treinada para distrair a atenção e para valorizar cada vez mais o que conquistei. Agora sim sei o que é respirar, ter fôlego.
Estou animada, mas cautelosa. Li em algum lugar que das pessoas que tentam parar de fumar 80% desistem no primeiro mês. Não vejo a hora de passar pelos 30 dias logo e ficar entre as 20%. E, mais uma vez, obrigada de verdade pelo apoio. Vocês nem imaginam o quanto isso tem sido fundamental para que eu me mantenha firme na decisão.
Julia Maria Assis

Faça o Que Eu Digo. Não Faça o Que Eu Faço

Otoridade em Banânia não tem jeito.
Ô raça prá fazer valer a cada instante a Lei de Gerson.

Ontem a Folha de São Paulo publicou que o vice-prefeito de São Sebastião, Wagner Teixeira, por uma dessas casualidades filiado ao Partido Verde, aquele da seringueira gasguita Marina Silva; foi preso em alto mar por estar pescando numa área de preservação ambiental.
Wagner foi flagrado por fiscais do IBAMA e do ICMBio (Instituto Chico Mendes) em sua lancha com 116 quilos de peixe, incluindo espécies ameaçadas de extinção, navegando próximo à ilha do Paredão, localizada dentro da Estação Ecológica Tupinambás, onde é proibido pescar e fazer visitação sem autorização do governo federal; pois fica no arquipélago de Alcatrazes, que tem uma das principais biodiversidades do país.
A lancha do cumpanhêru GREEN dirigida por ele mesmo, foi avistada pela chefe da estação ecológica, Kelen Luciana Leite e perseguida como qualquer outra embarcação pois ninguém da fiscalização ambiental sabia ainda de quem se tratava. A Bat-lancha da fiscalização abordou o barco-bandido com a sirene ligada e, ao bom estilo hollywoodiano, ele não parou; gerando uma perseguição por quase meia hora em alta velocidade, 60 nós (cerca de 100km/hora), só acabando porque acabou o combustível.
Além do fisher-major, tripulavam a lancha outros cinco homens, dos quais um mergulhador que fazia pesca subaquática e ninguém tinha licença para pescar nem prá navegar na área.
Claro que o verdão disse que não estava pescando na região da área de preservação e que os quase 100 quilos de peixe foram apanhados em outro local. Disse não sabia que ali era proibido e que não tentou fugir; apenas não ouviu a escandalosa sirene (ou sirenes, geralmente são duas).
Curiosamente, o desinformado alcaide reserva disse que foi criado na região e, durante seu mandato de vereador, escreveu uma moção de apelo ao Ministério do Meio Ambiente solicitando a proibição da prática de tiros pela Marinha no arquipélago de Alcatrazes, em função da importância ecológica do local. Quer dizer, atirar com arpão pode?
Os homens (pode chamar assim ???) responderão a um processo criminal e serão multados por falta de licença de pesca amadora, por dificultar a fiscalização (pela fuga) e por pescar em área proibida. Só a multa de Teixeira deverá chegar a R$ 60 mil.
O maior crime não foi enquadrado: prepotência, arrogância, saber que não vai dar em nada e desprezo pelas leis que ele mesmo cria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...