sexta-feira, 31 de julho de 2015

A Olimpíada fecal: Imprensa americana aponta riscos de saúde para atletas nas águas do Rio, em 2016

A imprensa americana descobriu o esgoto olímpico brasileiro.
Os atletas que competirão em modalidades aquáticas nos Jogos do Rio de 2016 terão contato com águas tão contaminadas com fezes humanas, segundo a Associated Press, que correrão o risco de ficar violentamente doentes e incapazes de seguir na competição.
Uma análise da qualidade da água, encomendada pela AP, revelou níveis perigosamente elevados de vírus e bactérias de esgoto humano em locais Olímpicos e Paraolímpicos – resultados que alarmaram especialistas internacionais e tiraram o ânimo dos atletas de vir treinar no Rio, alguns dos quais já tiveram febres, vômitos e diarréia.
É o primeiro teste global independente para vírus e bactérias nos locais olímpicos, embora o meu nariz faça testes diários por aqui e chegue ao mesmo resultado.
Funcionários brasileiros têm a certeza de que a água é segura para os atletas, diz a AP, mas o governo não testa a presença de vírus.
Apesar de décadas de promessas oficiais para limpar a bagunça, o fedor do esgoto ainda saúda os viajantes que chegam ao aeroporto internacional do Rio de Janeiro. As praias estão vazias porque o surfe fica pesado com lodo pútrido e mortandades periódicas deixam a Lagoa olímpica, Rodrigo de Freitas, cheia de peixe podre.
“O que você tem aí é basicamente esgoto bruto”, disse John Griffith, um biólogo marinho do Projeto de Pesquisa de Água Costeira do Sul da Califórnia.
“É toda a água dos banheiros e chuveiros, e o que quer que as pessoas despejam em suas pias, tudo misturado, e está indo para as águas da praia. Esse tipo de coisa seria fechado imediatamente se fosse encontrado aqui”, disse ele.
Ah, John, como eu te entendo, meu chapa!
Mais de 10.000 atletas de 205 países são esperados em 2016 e quase 1.400 deles vão navegar nas águas próximas à Marina da Glória na Baía de Guanabara, nadar na Praia de Copacabana, e remar nas águas salobras da Lagoa.
A AP encomendou quatro rodadas de testes em cada um desses três locais olímpicos de água, e também no do surfe da Praia de Ipanema, que é popular entre os turistas, mas onde não serão realizados eventos. Trinta e sete amostras confirmaram três tipos de adenovírus humano, bem como rotavírus, enterovírus e coliformes fecais.
O teste viral da AP, que continuará no ano que vem, não encontrou nem sequer um (hum!) local de água seguro para natação ou barco, de acordo com especialistas em recursos hídricos globais.
Em vez disso, os resultados mostraram altas contagens de adenovírus humanos ativos e infecciosos, que se multiplicam na extensão intestinal e respiratória das pessoas. Estes são vírus conhecidos por provocar doenças respiratórias e digestivas, incluindo diarreia explosiva e vómitos, mas também pode levar a doenças mais graves de coração, cérebro e outras.
As concentrações dos vírus em todos os testes foram mais ou menos equivalentes ao observado no esgoto bruto – mesmo em uma das áreas menos poluídas, a Praia de Copacabana, onde as provas de maratona e triatlo terão lugar e onde muitos dos esperados 350 mil turistas estrangeiros poderão dar um mergulho.
Já a Lagoa Rodrigo de Freitas é um dos locais mais poluídos, com resultados que variam de 14 milhões de adenovírus por litro na parte baixa a 1,7 bilhões por litro na parte alta.
Só para efeito de comparação, especialistas de qualidade da água que monitoram praias no sul da Califórnia ficam alarmados quando veem contagens virais atingindo apenas 1.000 por litro.
“Se eu estivesse indo competir nos Jogos Olímpicos”, disse Griffith, “eu provavelmente iria cedo para ficar exposto e construir o meu sistema de imunidade a estes vírus antes que eu tivesse de competir, porque eu não vejo como elas [as autoridades brasileiras] vão resolver este problema de esgoto.”
Nem nós, Griffith. Nem nós.

Dilma se enrola ao explicar o PRONATEC - Entendeu???

video
"Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta mas, quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta." Frase foi dita pela presidente Dilma Rousseff ao anunciar 15 mil vagas no Pronatec Aprendiz nesta terça-feira (28). O projeto é uma das principais bandeiras do governo.

Depois de Datena, João Doria Jr. se apresenta como pré-candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo

Depois de muita especulação, João Doria Júniorconfirmou que é pré-candidato a prefeito de São Paulopelo PSDB. “O Partido está em busca de renovação”, contou em entrevista ao Site RG. Filiado à legenda desde 2000, ele foi convidado há alguns meses para concorrer ao cargo. “Tenho muita simpatia pelo pensamento social-democrata”, explicou.
A partir de agosto, o empresário começa a trabalhar em seu plano de governo com uma equipe de colaboradores. “Nesse momento, a prioridade é a transparência e a honestidade. Precisamos criar mecanismos que tornem a gestão mais transparente. Precisamos ter capacidade de inovar”, resumiu.
Apesar de ser associado à carreira bem sucedida na iniciativa privada, Doria trabalhou como secretário de turismo e presidente da Paulistur, entre 1983 e 1985, na gestão de Mário Covas na Prefeitura de São Paulo. Além disso, foi presidente da Embratur e do Conselho Nacional de Turismo entre os anos de 1986 e 1988, no governo do presidente José Sarney.
Seu anúncio vem logo depois de José Luiz Datena confirmar que também é pré-candidato à prefeitura de São Paulo em 2016. O apresentador se filiou ao PP (Partido Progressita) nessa terça-feira (28.07).

Agora só falta o nosso empurrãozinho.

Países quebram! ✰ Artigo de Percival Puggina

A Grécia está mostrando ao mundo o que acontece com os Estados perdulários que gastam riqueza não produzida e buscam manter seu padrão de vida usando a poupança alheia. Por esse caminho, formam-se dívidas dotadas de uma extraordinária capacidade de multiplicação. Um dos fatores determinantes dessa multiplicação leva o nome antipático de taxa de juros. Outro consiste em tomar dinheiro novo para pagar dívida velha. Outro ainda é a irresponsabilidade fiscal que leva governantes a não enquadrarem a despesa pública na capacidade contributiva da sociedade.
Países quebram. Leva bom tempo para isso acontecer, mas a estrada acaba. Um dia, não há mais pista para rodar. No horizonte só se avista, então, terra inóspita, mata cerrada, montanhas e rios sem pontes. É a situação grega, um país que deve quase dois anos inteiros de seu decrescente PIB e já perdeu 400 mil jovens para outras oportunidades de trabalho e de vida no exterior. Os gregos creram que seu ingresso na Zona do Euro era um cartão de crédito ilimitado para implantar no país um estado de bem-estar social. Com o dinheiro dos outros. E isso, simplesmente, não existe no mundo real.
Países quebram. No mundo irreal, os políticos que seduziram os gregos e deles colheram votos com a ideia de um Estado provedor, benfazejo, inexaurível em sua prodigalidade, trataram de convencer a opinião pública de que o resto do mundo tem o dever de subsidiá-los com novos empréstimos. A Grécia deve 360 bilhões de euros, não conseguiu pagar uma parcelinha de 1,5 bilhão (ou seja, 0,5% do que deve) e segundo os cálculos dos principais credores (ministros da Zona do Euro), pode estar precisando de mais 83 bilhões de euros. Além de ser difícil estabelecer um consenso sobre esse atendimento, muito mais difícil será obter acordo interno na sociedade grega e em seu círculo de poder para as duríssimas e necessárias medidas de contenção de gastos, aumento de tributos, venda de patrimônio, redução de salários e pensões.
Países quebram. Estados da federação quebram. Durante a campanha eleitoral de 2014 no Rio Grande do Sul, alguns analistas denunciavam hecatombe fiscal em que se constituiu o governo Tarso Genro. Ele estava deixando a seu sucessor uma situação de insolvência que, em breve se tornará nacionalmente conhecida. Perante tais acusações, os políticos petistas afirmavam em orgulhosos rompantes: "Nós não nos submetemos a essa lógica neoliberal". O que chamavam lógica neoliberal era, simplesmente, o zelo pelos recursos do contribuinte, contendo-os nos limites da receita, conforme impõe a lei de responsabilidade fiscal.
O governo petista no Brasil, indo pelo mesmo caminho das pedaladas e da gastança desmedida, jogou-nos numa crise pela qual não precisaríamos estar passando. Vínhamos bastante bem. Nossos governantes dos últimos 13 anos, porém, gastaram demais, fizeram loucuras demais, jogaram dinheiro fora e mandaram dinheiro para fora, torraram reservas demais, locupletaram-se demais. Foram longe demais. E agora chamam golpistas quem busca uma saída política e constitucional para que não sejamos mais golpeados por tanto desmando, incompetência e irresponsabilidade.

Todo mundo enrolado do Petrolão ✰ O Belo e a Fera - Marcelo Madureira e Joice Hasselmann

video
Fernando "Baiano" Soares, Marcelo Odebrecht, Otavio Marquez de Azevedo... "Isso parece mais listão de vestibular, vestibular para a cadeia", comenta o colunista de VEJA Marcelo Madureira. Além disso, o almirante Othon Luiz Pinheiro da Eletronuclear acabou preso no quartel. Assista ao bate-papo divertido no 'O Belo e a Fera', com Joice Hasselmann.

Propina de Renato Duque foi roubada no centro do Rio de Janeiro, diz Lava-Jato

O valor que seria entregue ao ex-diretor de serviços da Petrobras foi levado por um bandido durante um assalto

O ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, preso desde março na Operação Lava-Jato, 'perdeu' uma propina de R$ 100 mil em 2011. Denúncia da força-tarefa do Ministério Público nesta quarta-feira, aponta que o dinheiro endereçado a Duque foi roubado no centro do Rio, próximo à sede da estatal petrolífera. Os R$ 100 mil estavam em poder do executivo João Antônio Bernardi Filho, representante da empresa italiana Saipem, de serviços de petróleo.
"Entre os meses de janeiro e agosto de 2011, no município do Rio de Janeiro/RJ, o denunciado João Antônio Bernardi Filho, de modo doloso, ofereceu e prometeu o pagamento de vantagem econômica indevida no valor de pelo menos R$ 100 mil ao denunciado Renato de Souza Duque", sustenta a Procuradoria. "Numa ocasião em que o pagamento seria efetivado, João Bernardi foi assaltado com R$ 100 mil em espécie, quase em frente a sede da Petrobras na centro do Rio de Janeiro."
Esta é a terceira denúncia contra o ex-diretor na Operação Lava-Jato. Ele é acusado de favorecer a Saipem na contratação da obra de instalação do Gasoduto Submarino de Interligação dos Campos de Lula e Cernambi. Segundo a força-tarefa, João Bernardi é representante da Saipem.
Na nova denúncia Duque não está só. Também são acusados João Bernardi, a advogada Christina Maria da Silva Jorge, o empresário Antônio Carlos Briganti Bernardi - filho de João Bernardi -, e o lobista Julio Gerin de Almeida Camargo, delator da Lava-Jato que declarou ter sido pressionado pelo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ), por uma propina de US$ 5 milhões.
"João Bernardi (representante da Saipem) atuou lavando dinheiro proveniente de crimes de corrupção em favor de Renato de Souza Duque, mediante a utilização das contas das empresas Hayley S/A e Hayley do Brasil para o recebimento e posterior internalização dos valores provenientes de crime. A Hayley do Brasil, por sua vez, ocultava e dissimulava o pagamento de vantagem indevida a Renato de Souza Duque por intermédio da aquisição e posterior destinação de obras de arte ao ex-diretor", aponta denúncia da Procuradoria.
Duque é apontado como elo do PT no esquema de pagamento de propinas na Petrobras. Ele teria sido indicado ao cargo pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (Governo Lula), que nega.
O ex-diretor da Petrobras foi preso após a Polícia Federal flagrar a tentativa dele de ocultar patrimônio não declarado na Suíça por meio da transferência de 20 milhões de euros para uma conta no Principado de Mônaco. Duque já é réu em duas ações penais da Lava-Jato.
A nova denúncia será submetida ao juiz federal Sérgio Moro, que vai decidir se abre mais um processo criminal contra o ex-diretor de Serviços da estatal.
O advogado de Renato Duque, criminalista Alexandre Lopes, não foi localizado pela reportagem.

Dilma na reunião com os governadores

E aí, Alckmin, Marconi, Richa e Jatene, o que você lucraram com esta reunião idiota com a Dilma?

República podre: eis a foto dos governadores colaboracionistas do governo corrupto
Amplie para identificar o pusilânime em quem você votou.

Gostaram de ouvir ela envolver os estados na crise econômica, dividindo responsabilidades? Gostaram da aulinha de como gerir o estado de vocês? Gostaram de ver a presidente se colocar acima de vocês e ter a petulância de dizer que todos se elegeram em outro momento? Igualou a campanha séria de vocês com o assalto que o governo dela cometeu contra os cofres públicos. Gostaram de ouvir ela defender o mandato até 2018, mesmo podendo ser cassada a qualquer momento por improbidade administrativa ou por sucessivos crimes eleitorais? Vocês nem falar, falaram. Vocês só ouviram. Não há plano de governo. Não há governo. Mas mesmo apesar de vocês, há Oposição. E, por favor, se não vão ajudar, pelo menos não atrapalhem. Afinal de contas, vocês preferem os 7,7% que aprovam Dilma e não os 80% que a rejeitam. 

Dilma com governadores, fome com falta de comida ✰ Comentário de Josias de Souza

video

Levy, o “liberal” que só pensa em aumentar impostos

Joaquim Levy tem doutorado pela Universidade de Chicago, a prestigiosa instituição que mais Prêmio Nobel de Economia possui, a casa de gigantes como Milton Friedman, Gary Becker e George Stigler. Por isso mesmo, a Escola de Chicago é conhecida por seu viés liberal, e um Ph.D. formado nela dificilmente será um desenvolvimentista alinhado com a turma da Unicamp.
Mas, como já cansei de repetir aqui, Levy, de liberal, não tem nada. A começar por ter aceitado participar de um governo do PT. Mas é mais do que isso: seu “ajuste fiscal” tem um foco demasiado no lado da receita, e aumentar impostos num país como o Brasil é simplesmente uma indecência.
Eis que Levy quer, agora, avançar sobre os provedores de internet:
A primeira pista foi dada nesta terça-feira (28) pelo ministro Joaquim Levy (Fazenda). Em cerimônia comemorativa pelos 40 anos da Esaf (Escola de Administração Fazendária), Levy disse que o governo tem discutido nos últimos dias formas de tributar provedores de internet.
Levy fazia um paralelo entre os métodos cada vez mais sofisticados utilizados pela Receita Federal para observar a atividade econômica, e aproveitou para mencionar o debate sobre o segmento.
“A tributação da internet é um tema dos quais se discute. Dos grandes provedores de internet, alguns que estão fora de nossas fronteiras e como que a gente pode tributar”, disse o ministro.
Para justificar a tributação para as empresas desse setor, o ministro ponderou que a cobrança de impostos pelo governo deve acompanhar os desenvolvimentos e inovações da economia.
“Cada vez que a economia vai em uma direção temos que descobrir a maneira correta de tributar essa direção”, afirmou o ministro, sem dar mais detalhes. 
Maneira correta de tributar? Que tal não tributar? Que tal adotar uma “flat tax” simples e reduzida e garantir mais liberdade para o setor privado? O que Levy demonstra é certa tara pela tributação, na linha criticada por Ronald Reagan quando resumiu a postura do governo: se se mexer, tributa; se continuar se mexendo, regula; e se parar de se mexer, subsidia.
Enquanto Levy vai dormir e acorda pensando em como o governo brasileiro pode abocanhar fatia ainda maior do que é produzido pela iniciativa privada, o Bradesco, seu antigo empregador e cujo presidente do Conselho praticamente o escolheu como ministro, após “vetar” a ida do presidente do banco Trabuco, divulga um lucro impressionante de quase R$ 4,5 bilhões no trimestre, um crescimento de 18%, mostrando que desconhece a crise.
Não seria o caso de os doutores de Chicago escreverem uma carta coletiva reforçando que as práticas de nosso ministro não têm nada a ver com o que se ensina por lá? Esse tipo de coisa costuma queimar muito o filme do liberalismo…

O suicídio de Alckmin

Entrevista de Beatriz Catta Preta torna a história ainda mais enrolada e inverossímil

Conforme antecipei aqui, a advogada Beatriz Catta Preta concedeu uma entrevista — no caso, ao repórter Cesar Tralli, da Globo — em que diz ter desistido dos seus clientes porque estava se sentindo ameaçada pela… CPI.
Ameaçada de quê? Não ficou claro! Falou em ameaças “cifradas, veladas” e só. Não acusou diretamente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, mas a sugestão ficou no ar. Segundo disse, a pressão ficou maior depois que Julio Camargo mudou a versão e passou a acusar Cunha.
Voltarei o assunto. Para mim, a história ficou mais enrolada do que antes e direi por quê.
OAB
A OAB entrou com um pedido no Supremo para que Beatriz não tivesse de depor. Ricardo Lewandowski, presidente do tribunal, que responde pelo plantão, não tinha, obviamente, como proibir o depoimento sem cometer uma violência contra o Legislativo. Ele a autorizou a não falar sobre coisas que dizem respeito ao sigilo profissional.
Não mudei de posição: sou contra a convocação da advogada pela CPI — embora não seja ilegal. Mas isso não quer dizer que essa não seja a história mais mal explicada da Lava Jato até agora.
Ainda volto ao assunto.
Não estou acusando Beatriz de nada, mas a sua história não me convenceu. Ela é uma penalista. Fosse espectadora da própria entrevista, acharia tudo muito estranho, não é?

Carro pulando corda...

Mais uma vez os aposentados que recebem acima de um salário mínimo são perseguidos e humilhados por este desgoverno do PT!!

Quem disse que o governo do PT não tem tido vitórias nesses 13 anos no poder está totalmente enganado. Só que essas vitórias mais uma vez é contra uma classe que contribuiu e muito para o crescimento e desenvolvimento do país que são os aposentados que recebem acima de um salário mínimo. Como ocorreu nos dois mandatos do ex-presidente Lula, está ocorrendo nos dois da presidente Dilma.
Mais uma vez ela vai usar dois pesos e duas medidas, como diz o dito popular, para ajustar as aposentadorias dos trabalhadores que se aposentaram pela iniciativa privada no INSS. Agora o que não dá para entender é que se trata da mesma instituição e que contribuíram como manda a Lei e ela como o seu padrinho Lula, usaram dois pesos e duas medidas, como já falei, para conceder o reajuste das aposentadorias e o pior mesmo se tratando da mesma instituição e os mesmo contribuíram dentro da Lei, por sinal, os que recebiam mais sempre contribuíram em termo de valor durante a sua vida de trabalhador do que os que recebiam menos, então é mais do que justo que os mesmos recebam mais nas suas aposentadorias.
Por isso, presidente Dilma mais uma vez o governo do seu partido, que um dia disse que defendia os trabalhadores, mas odeia os ex-trabalhadores aposentados, está sendo injusto com essa classe de trabalhador que contribuiu para a Previdência Social, dentro da Lei como já falei, por 35 anos e muitas vezes por 40 anos, como foi o meu caso. Agora eu lhe pergunto é justo esses 13 anos de perseguição em cima dessa classe de aposentados?
Eu sei presidente Dilma que a senhora não acredita em Deus e que Deus não existe para a senhora, como a senhora falou para o Datena no programa dele quando ele lhe perguntou se a senhora acreditava em Deus. Eu presidente Dilma acredito em Deus e que Deus existe e que a justiça dele é completamente diferente da justiça do homem, a palavra de Deus diz na Bíblia que “a justiça do homem são trapos de imundices”. E a justiça dele já está caindo sobre o seu governo e os resultados aí estão, a inflação galopante, os preços dos alimentos nas alturas, os hospitais públicos sem médicos e remédios para atender justamente os pobres que mais necessitados do nosso país. Deus não é mau não, ele só está mostrando a sua maldade e incompetência.
Agora presidente Dilma, uma coisa que a imprensa comprada pelo o seu governo não divulgam e que todas essas consequências na economia do país que estamos vendo, primeiro no governo do ex-presidente Lula e agora no seu, devido ter seguido as orientações dele e continuou com os mesmos erros, foi de usar o dinheiro público indevidamente concedendo empréstimos secretos milionários para vários países comunistas africanos e da América Latina a perder de vista pelo BNDES. Agora presidente Dilma para dar um reajuste digno para os aposentados que recebem acima de um salário mínimo não tem dinheiro?
A pior consequência de todas essas perseguições nesses 13 anos de governo do PT contra os aposentados que recebem acima do piso é que os que se aposentaram com cinco salários mínimos, hoje recebem no máximo dois e meio e as consequências no achatamento das aposentadorias, temos aposentados que têm dificuldades até para comprar os remédios que necessitam. Presidente Dilma, como eu acredito na justiça de Deus, ajustiça dele já está sendo providência contra esse seu desgoverno e DIA 16 DE AGOSTO O BRASIL, irá de Norte ao Sul e de Leste ao Oeste para as ruas das nossas cidades, dar um basta nesse desgoverno do PT!!

Moro já tem todas informações

 

Vitor Gurman - À Espera da Justiça ✰ Não foi acidente by @RachelSherazade

Quatro anos. Esse é o tempo em que permanece impune a mulher que matou o administrador Vitor Gurman, de 24 anos. O assunto é destaque no portal G1.
Na madrugada de 23 de julho de 2011, Vitor voltava para casa depois de um jantar quando foi atropelado na calçada pela nutricionista Gabriella Guerrero Pereira.
Segundo o Ministério Público, a atropeladora tinha bebido e dirigia em alta velocidade. Vitor ainda foi socorrido com vida, mas morreu cinco dias depois.
A única punição a Gabriella foi a suspensão do direito de dirigir, mas até isso os advogados conseguiram reverter. Gabriella recuperou a Carteira de Motorista antes mesmo do julgamento.
A família e os amigos de Vitor Gurman continuam à espera da Justiça. O processo contra a atropeladora continua devagar quase parando. A Justiça ainda não decidiu se Gabriella será julgada por homicídio ou se a atropeladora será absolvida sumariamente – o que (pasmem!) também pode acontecer!
Se for levada a Júri, Gabriella deverá responder por homicídio com dolo eventual.
Diferente do homicídio doloso, em que o criminoso deseja a morte da vítima e atenta contra ela, o dolo eventual ocorre quando o criminoso assume o risco de matar alguém.
A defesa de Gabriella Guerrero insiste que o crime foi culposo, sem intenção de matar. Mas, as evidências do caso apontam que a morte do administrador não foi acidente. Embora não quisesse matar Vitor, Gabriella atropelou as leis e assumiu o risco de matar em duas ocasiões: quando ingeriu bebida alcoólica e quando decidiu dirigir acima da velocidade máxima permitida.
Para que esse caso não fique impune eu lembro um exemplo de Justiça que vem lá de João Pessoa.
Em 2013, o Júri condenou a 12 anos de prisão em regime fechado o psicólogo Eduardo Paredes que matou a defensora pública Fátima Lopes. Bêbado e dirigindo em alta velocidade, ele avançou o sinal vermelho e colidiu com o carro da vítima.
Quem assume o risco de matar, como fez Eduardo, como fez Gabriella, não pode ficar impune. Deve assumir, também, a responsabilidade pelas vidas que tirou: como a de Fátima, como a de Vitor.
video

PT com medo dos novos delatores by @ReinaldoAzevedo - 16/08 #VemPraRua

video

Criaturas bizarras são encontradas na Índia e intrigam moradores

Especialistas afirmam que há muitas chances de se tratar de um animal com má formação genética

Ninguém sabe o que são, mas eles assustam muito. De acordo com jornais da Índia, pequenas criaturas não identificadas foram encontradas na última quinta-feira (23) em Jodhpur, no noroeste do país. Desde então, as imagens intrigam especialistas.
A discussão sobre a figura bizarra se dividiu em três grupos: o primeiro é formado por quem acredita que se trata de um alien; o segundo tem pessoas que dizem que a figura é um feto de animal com má formação; por fim, há os que acreditam que se trata mesmo de uma montagem.
Especialistas afirmam que há muitas chances de se tratar de um animal com má formação genética, fruto de uma mistura de dois animais diferentes. Eles afirmam, no entanto, que precisam ter “acesso” ao bicho para estudá-lo melhor.
Como a população indiana é extremamente ligada a divindades, os especialistas estão com problemas para estudar o animal. Isso porque os locais que o encontraram estão cuidando dele e se relutam muito a liberá-lo para estudos com medo de que ele seja morto ou suma.

1º Encontro Anual de Veículos Antigos & Especiais - Paranaguá PR

Pastor da Universal 'entrega' bispo durante culto: 'Cheirou muito pó comigo'.

O bispo Rogério Formigoni, da Igreja Universal, protagonizou, ao lado de um pastor amigo de longa data, uma cena que viralizou na web. Ao ser chamado ao microfone pelo bispo durante um culto em São Paulo, o pastor conhecido como Luciano Farinha revelou, sem poupar detalhes, o que os dois faziam antes de assumirem seus cargos na igreja.
"Usou muita droga comigo... Você, hoje bispo, Rogério Formigão", começou o pastor. "Cheirou muito pó, fumou pedra, maconha, chá de cogumelo, lança… farra nos motéis do meu tio”, declarou o pastor durante o culto.
O pastor e o bispo chegaram a rir a respeito de suas antigas 'aventuras'. "Chegamos a comprar um quilo de cocaína pura. (...) Pergunta no interior de São Paulo, cidade de Lucélia, sobre o Luciano Farinha e o Formigão", disse.
O bispo de 38 anos é conhecido pelos fiéis da Universal por ajudar na recuperação de viciados em substâncias químicas. Autor do livro "A última pedra — Vícios têm cura", Formigoni já contou na web a respeito de sua jornada como usuário de drogas e até mesmo tráfico antes de se unir à igreja.
"Comecei dando meu primeiro trago em um cigarro na escola (...) Aquilo que era só para experimentar tornou-se meu maior pesadelo porque vieram as outras drogas, como cocaína, cola, anfetaminas, LSD, chás alucinógenos, crack e tudo que dava uma sensação de euforia ou poder eu estava topando", disse na página da Universal.
"Por causa das drogas e do dinheiro do tráfico, não faltavam mulheres e noites fora de casa, frequentava casas de prostituição, me relacionava com muitas mulheres casadas, solteiras, garotas de programa etc. Não tinha escrúpulos", contou.
Veja o vídeo:
video
ig

Nunca vi uma homenagem tão justa a uma pessoa!!!

Agente da SuperVia autoriza maquinista e trem passa sobre corpo.

Homem morreu após ser atropelado ao acessar os trilhos indevidamente. 
Agente decide não esperar a remoção e permite que os vagões da composição passem sobre ele

Imagens que circulam nas redes sociais nesta quarta-feira estão embrulhando o estômago de quem as assiste pelo desprezo ao outro mesmo que depois da morte. Um agente da SuperVia autoriza um maquinista a passar o trem sobre o corpo de uma vítima fatal de um acidente ocorrido na Estação de Madureira na terça-feira. O homem fora atropelado após acessar indevidamente os trilhos. O agente da concessionária, em vez de aguardar a remoção do corpo, dá sinal para que o trem siga viagem. O que se vê em seguida é a composição passando com todos os vagões sobre o homem morto.
Em nota, a SuperVia alega que "o procedimento adotado na tarde de terça-feira, em que um trem seguiu viagem em velocidade reduzida na linha bloqueada em função de um atropelamento, está fora dos padrões adotados pela concessionária. A concessionária informa ainda que abriu uma sindicância para investigar "internamente o que levou a essa decisão e reforça que tem como princípios básicos de conduta o respeito ao próximo". 
A 29ª DP (Madureira) abriu investigação sobre o caso. O vídeo abaixo, do canal 'Guadalupe News', mostra o momento em que o agente acena para que o maquinista passe sobre o corpo.
No Twitter, os comentários são de repulsa ao procedimento adotado na estação da Zona Norte. "Tá na hora de desativar o Brasil. Passar sobre o corpo de um homem morto na linha", escreveu um rapaz na rede social. "Para não atrasar a viagem, maquinista é orientado a seguir viagem. Desrespeito total", lamentou uma jovem no microblog.
As imagens do Canal 'Supervia Vergonha do Povo Carioca' mostram os vagões passando sobre o corpo, para o espanto dos passageiros.
video

31 de Julho - Dia do Paraglider

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Impeachment ou corredor da morte do povo? ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Na esteira de turbulência das manifestações contra o Governo Dilma Rousseff, onde aparece num primeiro plano o pedido de impeachment presidencial, por prática de crimes de responsabilidade, programa-se agora uma MEGAMOBILIZAÇÃO para o próximo dia 16 de agosto.
Certamente por trás de todas essas manifestações escondem-se grupos sedentos de poder, cujo principal objetivo é tomar o lugar do atual Governo, derrubando-o pelo recurso constitucional do impeachment. Com essa simples fórmula, a estrutura de poder manter-se-ia intacta. Nada mudaria. As “milhares” de cabeças que teriam que rolar junto com a Presidente, ficariam no mesmo lugar, com alterações pontuais, aqui e ali, conforme desejos dos novos governantes. Nessas sutis manobras políticas, o povo ingênuo é usado como ferramenta, massa de pressão e manobra.
Mas seria suficiente o uso do expediente do impeachment para buscar as correções de rumo que o Brasil precisa na política e na administração pública? A experiência que nos traz o passado responde negativamente. Aquele “ladrão de galinhas” que foi alvo de impeachment em 1992 retornou à política e fez um “Pós-Doutorado “em corrupção, sob a batuta dos atuais mestres acampados no governo. O “cursinho” rendeu. E muito. Os jornais mostraram.
Sem dúvida “seria” suficiente. Mas somente na hipótese de que as irregularidades governamentais se resumissem na pessoa do Presidente da República, não afetando TODA A ADMINISTRAÇÃO, e também os outros DOIS PODERES (Legislativo e Judiciário). Mas pelo que se observou até agora com os diversos processos tramitando na Justiça, a corrupção é generalizada. Os Três Poderes do Estado Brasileiro agiram em cumplicidade. Não escapa ninguém. ”Contaminaram” e foram contaminados, reciprocamente. Apodreceram, em resumo. Nunca se teria chegado aos extremos de corrupção que já foram detectados sem a participação em conluio dos Três Poderes, por ação ou omissão, cujos responsáveis necessariamente terão que responder no futuro que possivelmente se aproxima perante uma “Corte Marcial” ou uma Justiça de verdade, ”descontaminada”.
Uma das tradições que sempre estiveram presentes na história do Brasil é a política do FAZ-DE-CONTA. Ela aparece nítida ao analisarmos a gravidade dos fatos ilícitos cometidos na esfera pública do país frente aos mecanismos legais de controle e punição, ”fabricados” pelas mesmas pessoas que hoje deveriam estar no banco dos réus nos crimes contra a Administração Pública. Por mais grave que seja a infração, difícil é “pegar” o infrator.
No caso desses corruptos que assaltaram os cofres públicos em cifras bilionárias, a melhor justiça seria o “paredón”. Mas essa punição não está nas leis que os políticos fizeram.
Os eventuais “desvios” do Presidente da República, por exemplo, nos casos que a Constituição prevê, devem ser objeto de apreciação por “crime de responsabilidade”, para, se julgado procedente, pelo Poder Legislativo, seguir na forma de processo de impeachment (impedimento).
E quando os “desvios” criam raízes em todo o Governo e nos demais Poderes? Como fica a situação? Ora, é sabido que os efeitos do “impedimento” presidencial não se estendem a todo o Governo, nem aos demais Poderes.
No caso ora examinado, o impeachment presidencial equivaleria a punir o chefe de uma quadrilha, com seu afastamento, e ao mesmo tempo deixar de punir os demais integrantes da mesma organização criminosa pelos crimes cometidos em parceria. Trocando em miúdos: o impeachment se restringiria à Presidente da República, que não levaria ninguém de “arrasto”. Esse expediente seria o suficiente para fazer uma limpeza na Administração Pública Federal e nos outros Dois Poderes?
Tudo isso significa dizer que o impeachment é mais um resultado da política “faz-de-conta”. Só mesmo um interessado nessa alternativa ou um trouxa que se deixa pegar por essa armadilha da mídia poderia apoiar essa medida.
Na verdade, a legislação não dá a ferramenta mais adequada que o povo precisaria para superar essa crise gigantesca. Mas também não pode ser esquecido que foram justamente os seus “inimigos”, os políticos, que construíram essas mesmas ferramentas legais. Na questão do impeachment, por exemplo, o povo está na mesma posição que uma boiada que está caminhando no corredor da morte rumo ao abate, empurrado pelos interessados e pela Grande Mídia, sem qualquer chance de “desvio”. O “boi” não tem outra alternativa que não a de seguir na direção do seu matador. Assim é o impeachment. E ele vai acontecer, ao que tudo indica. Inclusive o “mercado” hoje acende a luz verde para a sua consumação. 
Pela teoria das aparências, o povo estaria apoiando o impeachment, e descartando outras medidas mais eficientes, como a intervenção constitucional do art.142 da CF. Mas essa “aparência” não teria sido montada para conduzir o povo nessa direção através da lavagem cerebral diária da Grande Mídia? Não seria essa “vontade popular” produto de construção, fraude e manipulação? 
Em outros escritos já deixei claro que a única medida que teria alguma chance de dar algum bom resultado, com uma faxina geral nos Três Poderes, seria a INTERVENÇÃO INSTITUINTE DO POVO, por meio das suas Forças Armadas, conforme previsão do artigo 142 da Constituição. Mas na verdade ninguém poderia garantir, com certeza, que esses bons resultados viriam, mas como se afirmou, seria a única “chance”, o que passa longe da hipótese do impeachment, que nunca daria certo e seria mais um engodo que o povo levaria muitos anos para perceber, apesar dos inevitáveis “festejos” com o possível impedimento de Dilma. Com esse remédio, a “alma” poderia ser lavada, não assim, porém, a razão.
Mas tudo leva a crer que os eventuais erros cometidos pelos militares após o contragolpe de 64 não se repetiriam agora, mesmo porque eles não mais concordariam em governar o país, para o que nem mesmo são vocacionados, certamente preferindo manter a posição que tradicionalmente as constituições lhes reservaram. Isso parece ser uma unanimidade nesse meio e tem sido declarado diariamente pelos próprios militares. 
É quase certo que eles não fugiriam do chamamento para ajudar a fazer uma “faxina” nos Três Poderes, e de colocar alguma ordem inicial em toda essa parafernália política. Justificar-se-ia, assim, excepcional e “transitoriamente”, a substituição da “força-do-direito”, que sempre deve preponderar em situações políticas normais e de paz, pelo “direito-da-força”, que fica legitimado em casos como o da grotesca perversão dos valores políticos e jurídicos brasileiros, onde o “estado-de-direito” passou a ser uma mentira e cedeu o seu lugar ao seu contrário, ao “estado-do-antidireito”, por vícios graves em todas as fontes do direito (leis, jurisprudência, costumes e doutrina).
Posso dizer, em resumo, que apesar de abominar os governos do PT, jamais festejarei o impeachment de Dilma, nem qualquer outra saída constitucional (renúncia, vacância ou impugnação de mandato), exceto a prevista no artigo 142 da CF (Intervenção pelo Poder Instituinte do Povo, através das FFAA). Nessa política que aí está, nenhum grupo, nenhum partido, é melhor que o outro. Por isso não merecem confiança da sociedade. Nesse meio a patifaria é a regra.
Sérgio Alves de Oliveira - Sociólogo e Advogado

Desgraça de Dilma chega ao maior reduto petista e derruba Lula, aponta pesquisa ✰ No Alvo com Joice Hasselmann

video
Lula, que já foi mais popular que todos os santos na Bahia, hoje perderia a eleição para Aécio Neves. É o que aponta levantamento do Instituto Paraná Pesquisas. E mais: a grande maioria dos baianos reprova o governo petista, diz que Dilma mentiu na campanha e quer o impeachment da presidente.

Maria do Rosário está na lista de empreiteiro da Lava Jato

O que é isso? O que é isso? O que é isso?

Gerson Almada, vice-presidente da Engevix e réu na Operação Lava Jato, disse aos investigadores que encaminhou ao seu operador de propinas, Milton Pascowitch, uma lista com os candidatos que deveriam ser bancados pela empreiteira.
Todos são do PT:
“Vicente Cândido, Maria do Rosário, ‘Mirian’ (que o depoimento não identifica), os deputados estaduais do PT Rio Grande do Sul Altemir Tortelli, Marcos Daneluz e Nelsinho Metalúrgico, além dos irmãos Nilto Tatto e Enio Tatto, deputado federal e deputado estadual por São Paulo”.
O empreiteiro, no entanto, disse não se recordar se a doação aos políticos da sigla foi abatida das “comissões” que ele devia a Pascowitch.
Calma, Maria do Rosário. A gente sabe que os criminosos a adoram. Mas ainda está em tempo de se safar.

Tira essa 'mão boba' mão daí......

Datena sobre si mesmo em 2012: “Eu sou uma porcaria como administrador. Eu não tenho consciência do que é administrar”. Assista ao vídeo

Se José Luiz Datena vai mesmo se candidatar à Prefeitura de São Paulo, ele vai ter de responder, fatalmente, à questão que segue, não é?
Em 2012, em entrevista ao jornalista Maurício Stycer, indagado sobre por que não entrava na política, ele afirmou, com aquele seu jeito despachado que , sem dúvida, funciona muito bem na TV, o que segue:
“Eu não vou falar hoje aqui um palavrão, que ontem eu falei sem querer no ‘Brasil Urgente’, mas eu sou uma porcaria como administrador. Eu não tenho consciência do que é administrar. Eu posso comentar bem alguma coisa, ou comentar mal, eu me expresso, eu dou a minha opinião. Agora, eu seria um péssimo político. Eu não teria capacidade nenhuma para ser um bom político. Eu sou um apresentador que tem níveis altíssimos de audiência. Mas isso não me dá o direito nem a competência de ser um bom administrador. Eu seria um péssimo político. E, de péssimo político [o país] tá cheio. Além de péssimo político, tá cheio de político ladrão. A CPI do Cachoeira tá provado isso. O mensalão tá provado isso. Então mais um imbecil lá não ia acrescentar nada. Eu seria um idiota qualquer. E seria injusto porque o cara estaria confundindo popularidade com credibilidade e com capacidade.”
Assista ao vídeo. Volto em seguida.
video
Escrevi hoje de manhã a respeito. Não conhecia ainda esse vídeo. Como se nota, eu e Datena concordamos sobre a candidatura de… Datena!. 

O que o povo quer...

Desemprego de 6,9% quase alcança os 7,7% de aprovação da Dilma.

A taxa de desemprego apurada nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil subiu para 6,9% em junho, ante 6,7% em maio, segundo dados sem ajuste sazonal divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a maior taxa para um mês de junho desde 2010. Mais um pouco e a taxa atinge a aprovação que Dilma ainda tem dos brasileiros, de 7,7%, segundo a última pesquisa CNT/MDA.

Datena quer renunciar àquilo que faz bem!!! by @ReinaldoAzevedo - @RachelSherazade

video

Veja 15 sinais que indicam a existência de ETs

O homem busca Indícios de vida fora da Terra a fim de mudar de planeta ou fugir da violência e da corrupção?

O bilionário russo Yuri Milner está financiando uma pesquisa do astrofísico Stephen Hawking para descobrir a existência - e fazer contato - com vida extraterrestre. A existência ou não de aliens é motivo de discussão há séculos, mas sinais intrigantes têm aparecido recentemente. Desde a civilização egípcia até a capital do OVNI. Veja:
1. Hieróglifos egípcios
Os hieróglifos egípcios incluem desenhos feitos na pedra que sugerem que objetos muito parecidos com discos voadores podem ter sido vistos no Vale do Rio Nilo
2. Episódios próximos de colisão
Não é apenas o congestionado tráfego aéreo que deixa os pilotos com os cabelos em pé hoje em dia. Ultimamente aconteceram diversos casos em que comandantes de jatos comerciais declararam ter estado próximos da colisão com OVNIs. Um piloto teria avistado um objeto voador não identificado em formato de “delta” voando na direção do seu aparelho em Manchester, Inglaterra. O OVNI desapareceu antes que ele pudesse fazer uma manobra que evitasse a colisão
3. OVNIs observados em Bonnybridge, Escócia
A pequena cidade de Bonnybridge, Escócia, é conhecida como a capital do OVNI (Objeto Voador Não-Identificado) na Escócia por um bom motivo: mais de 300 ocorrências de OVNIs são registradas anualmente na região. Na foto, documentos dos arquivos nacionais britânicos mostram o boletim de ocorrência de um avistamento de OVNIs.
4. A colheita alienígena
Quando uma equipe de cientistas britânicos lançou um balão com capacidade de chegar até a estratosfera em 2013, tiveram um susto quando ele retornou com pequenos organismos. Os especialistas tiveram certeza de que estes seres só poderiam ter sido originados no espaço
5. Lua Europa, de Júpiter.
Estudos recentes sugerem que uma das luas de Júpiter, Europa, pode conter bactéria vermelha congelada. Isto fez com que os cientistas inferissem que a presença de bactéria indica que possa haver formas de vida mais evoluídas no local. Na foto, imagem da lua de Júpiter Europa, lançada pela Nasa em 12 de novembro de 1996
6. Escorpiões em Vênus?
Depois de receber as fotos da sonda Venera-13, em Vênus, em 1982, o cientista russo Leonid Ksanfomaliti declarou que formas de vida semelhante a escorpiões poderiam viver em Vênus. Foto: imagem do planeta Vênus mostra regiões escuras que indicariam a forte queda de meteoritos.
7. Fósseis de aliens
Pesquisadores encontraram uma pedra marciana na Antártida que conteria nanobactérias fossilizadas. Isto levou a especulações de que o asteróide teria ido parar no planeta bilhões de anos atrás e pode ter originado as formas de vida que hoje temos. Imagem mostra foto ampliada no meteorito Alh84001, com estrutura que parece ser a de um microorganismo fóssil
8. O sinal misterioso
No ano de 1977, cientistas da Ohio State University captaram sinais que levaram 200 milhões de anos-luz para chegarem a nós. Eram frequências extremamente fortes e com origens ainda não definidas
9. O micróbio de Marte
Os russos recentemente descobriram um micro-organismo que tem uma rara capacidade de sobrevivência contra as radiações nocivas à vida e que nunca havia sido vista em nenhum outro organismo da Terra. Os cientistas acreditam que este germe pode ter sido originado em Marte a partir de vida extraterrestre
10. Metano na atmosfera de Marte
O metano, um gás normalmente gerado por processos orgânicos, foi encontrado em uma quantidade enorme na atmosfera de Marte, alimentando as teorias de vida no planeta
11. Embaixadora
A astrofísica malaia Mazlan Othman é a diretora do gabinete de assuntos extraterrenos das Nações Unidas (UNOOSA, na sigla em inglês), um organismo que lida com toda a atividade relacionada ao espaço. Mazlan é a encarregada de dar as boas vindas para a eventualidade de eles fazerem contato
12. Equação de Drake
De acordo com este argumento, nossa galáxia, a Via Láctea, contém mais de 400 bilhões de estrelas e os cientistas acreditam que pelo menos metade tem um planeta girando em sua órbita. O astrônomo e astrofísico Dr. Frank Drake usou este número para sugerir a possibilidade de que em algum destes sistemas pode ter havido condições para a geração de vida
13. O caso de Erie
No dia 1º de agosto de 1966, o jornal Erie Morning News noticiou que um OVNI foi visto em Presque Isle State Park, na Pensilvânia, EUA. Uma mulher chamada Betty Klem disse ter visto uma forte luz que desceu à frente dela
14. Apollo 11
Quando os astronautas pousaram na Lua na missão Apollo 11 observaram um objeto não identificado voando próximo do local em que estavam. Primeiro presumiram que era parte do foguete SIV- B, mas depois confirmaram que ele estava a 9.656 km de distância. Isto não foi explicado até os dias de hoje
15. Sinais de rádio misteriosos
Há décadas os cientistas tentam localizar formas de vida extraterrenas mandando sinais via rádio. Em 2004, eles observaram um sinal de rádio não identificado que fica cada vez mais forte, sugerindo que há seres tentando entrar em contato conosco.

30 de Julho - Dia Municipal do Escritor Gaúcho

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Juiz Sérgio Moro manda prender um almirante… Bota coragem nisso!

Trata-se do presidente licenciado da Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras, o almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (28) a 16ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Radioatividade.
O foco das investigações desta fase são contratos firmados por empresas envolvidas na Lava Jato com a Eletronuclear, as obras da usina nuclear Angra 3 e pagamentos de propina a funcionários da estatal.
Os agentes cumprem 30 mandados judiciais, sendo dois de prisão temporária e cinco de condução coercitiva. Eles acontecem em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói e Barueri.
Entre os presos está o presidente licenciado da Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras, o almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva.
Ele pediu o afastamento do cargo em abril, após virem à tona notícias de que ele teria recebido propina nas obras da usina nuclear de Angra 3. Parte das revelações foram feitas na delação premiada de Dalton Avancini, ex-presidente da Camargo Corrêa. O almirante nega ter recebido pagamentos indevidos.
A outra prisão temporária foi de Flávio David Barra, executivo da Andrade Gutierrez responsável por representar a empresa no consórcio de Angra 3.
Eles serão levados à sede da PF em Curitiba, onde deverão chegar na noite desta terça, por volta das 20h30. Os mandados de prisão têm validade de cinco dias.
Já os mandados de busca e apreensão acontecem contra Ricardo Ourique Marques, Renato Ribeiro Abreu, Petronio Braz Junior, Othon Luiz Pinheiro da Silva, Maria Celia Barbosa da Silva, Flavio David Barra, Fabio Andreani Gandolfo, Luiza Barbosa da Silva Bolognani e Ana Cristina da Silvia Toniolo.
Os mandados ainda atingem as empresas Eletronuclear, Aratec Engenharia Consultoria e Representações.
Outro alvo da operação foi o escritório do engenheiro Ricardo Ourique Marques, diretor da Techint Engenharia e Construção, uma das empresas beneficiadas na licitação da usina Angra 3.
Há cerca de dois meses, ele declarou à Polícia Federal que se reuniu em 2010 com Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, assessor financeiro do então governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB-RJ) –que se candidatou à reeleição naquele ano– e com o diretor de Abastecimento da Petrobras à época, Paulo Roberto Costa. Segundo Marques, eles pediram recursos para a campanha de Cabral.
O engenheiro foi ouvido na Polícia Federal em maio, pelo delegado Milton Fornazari, que está à frente do inquérito do Superior Tribunal de Justiça que investiga o envolvimento de Cabral e de seu sucessor, o atual governador Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ) no escândalo do Petrolã (FOLHA).

O jeito petista de roubar

Já que perguntar não ofende, pergunto: não é nessa cidade que a filha do apedeuta (lembra-se daquela ONG?) escolheu para trabalhar (para essa prefeitura, se não me malha a femória), e onde recebeu um título de cidadã honorária? Sem muito veneno, só para saber. E ademã que eu vou em frente. De leve…

Quando dois jornalistas sozinhos fazem mais do que toda a grande imprensa brasileira


Dois jornalistas: Diogo Mainardi e Mario Sabino que há pouco tempo criaram o site O Antagonista, fazem muito mais do que toda a grande mídia. Este vídeo é como uma coluna de opinião e análise política em vídeo que os dois produzem diariamente, sessão do site intitulada "Reunião de Pauta".
Enquanto isso, o restante da grande imprensa nacional, excetuando-se a revista Veja e seu site, continua dando uma no cravo e outra na ferradura, quando o grave momento em que se vive requer que se dê no cravo sem parar. E é isto que Mainardi e Sabino estão fazendo. E isto é jornalismo, o resto é oportunismo rasteiro, quando não é adesismo descarado à organização criminosa que fustiga o Brasil e os brasileiros.
Com o dólar subindo sem parar os brasileiros, especialmente os assalariadosvêem o seu dinheirinho derreter, derretimento este que só será estancado quando Lula e Dilma estiverem em prisão de segurança máxima e o PT e demais partidos comunistas forem proscritos para sempre. 
Não é à toa que O Antagonista em pouco tempo se tornou um raro veículo de mídia de leitura obrigatória e contabiliza milhões de acessos diários.
video

Eduardo Cunha não recua - tudo indica que Planalto não terá folga ✰ Reinaldo Azevedo

video
Sem recuo de Cunha, tudo indica que Planalto não terá folga. Reinaldo Azevedo / Jovem Pan

Após culpar “crise externa” inexistente, Dilma responsabiliza Lava-Jato por queda do PIB

A culpa é deles, sempre deles!

Deu no GLOBO: Dilma responsabiliza Lava-Jato por queda de um ponto percentual no PIB
Durante reunião com 12 ministros e o vice-presidente Michel Temer, na tarde desta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff responsabilizou a Operação Lava-Jato por parte da queda do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Ao discorrer sobre as dificuldades econômicas que o país enfrenta, a presidente citou a operação da Polícia Federal, dizendo que esta provocou uma queda de um ponto percentual no PIB. O comentário, segundo dois ministros que estavam na reunião, ocorreu logo após uma longa explanação de Nelson Barbosa (Planejamento) sobre o cenário econômico e as perspectivas “sombrias” se as medidas do pacote de ajuste fiscal não forem aprovadas pelo Congresso.
— Para vocês terem uma ideia, a Lava-Jato provocou uma queda de um ponto percentual no PIB brasileiro — afirmou Dilma.
A presidente não teria dado detalhes do cálculo e, em seguida, emendou a necessidade de apoio da base aliada no Congresso aos projetos encaminhados pelo governo.
É o fim da picada! Dilma é daquelas que, quando criança e pega com a boca na botija, sempre apontava o dedo para os outros. A culpa nunca era dela! Primeiro, a presidente insistiu na tese furada de que nossos problemas são frutos da “crise externa” inexistente. Como já cansei de mostrar aqui, não há essa tal crise, e os países emergentes estão em situação muito melhor do que o Brasil, crescendo mais e com bem menos inflação. A crise é “made in Brazil” mesmo.
Mas agora eis que a presidente resolve responsabilizar a… Justiça! Ou seja: se ao menos a corrupção continuasse rolando livre, leve e solta, a economia estaria crescendo mais (ou caindo menos). A lógica é perversa: combater a impunidade faz mal à economia. É a mensagem implícita na fala da presidente. É temerário. É assustador. E é falso!
Claro que a apreensão dos corruptos, especialmente no setor das empreiteiras, pode travar alguns negócios. Mas isso está longe de explicar a crise brasileira. Estamos com uma economia em frangalhos e elevada inflação basicamente pelas trapalhadas do governo petista, pela “nova matriz macroeconômica”, pelo modelo desenvolvimentista pregado por sua equipe e seus gurus da Unicamp.
A Lava-Jato é apenas a cereja do bolo, e é uma cereja muito bem-vinda, apreciada por todos os brasileiros cansados da impunidade e da sua consequência, a corrupção desenfreada. Os “donos do poder” abusaram por tempo demais desse clima de impunidade. Chegou a hora de dar um basta. Não é isso que está “travando” o Brasil, e sim o próprio governo Dilma, inoperante, incompetente, sem credibilidade, cínico e mentiroso, fragilizado politicamente, sem articulação e sem coragem para efetivamente mudar o rumo e admitir os próprios equívocos.
Entre a Lava-Jato e a própria presidente Dilma, quem o brasileiro prefere? A resposta está dada nas pesquisas e nas ruas. Que saia Dilma, e que a Lava-Jato continue seu importante trabalho republicano!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...