quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Advogados de Lula comparam Moro ao nazifascismo e chamam Curitiba de “região agrícola”

Quem já se aventurou acompanhando os vídeos dos depoimentos colhidos por Sérgio Moro na operação Lava Jato sabe que, apesar do tema complexo, a conversa sempre se dá de maneira amistosa e respeitosa, mesmo quando o depoente está mentindo descaradamente. No último dia 21, o juiz federal começou a ouvir as testemunhas de acusação no caso que envolve a compra de um triplex por Lula. Contudo, o clima foi outro, bem tenso, com os advogados do ex-presidente levantando voz contra o magistrado.
Em determinado momento, Moro percebe a estratégia e acusa os defensores de apenas estarem tentando tumultuar a audiência. É quando um dos advogados faz comparações com o nazifascismo e chama Curitiba de “região agrícola de nosso país“.
O Implicante não tem nada contra regiões agrícolas, acha que elas são vitais para qualquer país e por isso mesmo repudia qualquer uso pejorativo da expressão. Quanto à referência ao nazifascismo, é dos recursos mais desgastados. Advogados tão caros deveriam ser capazes de argumentos melhores. Pior para Lula.​

Um comentário:

Irmão do Eremildo disse...

...........O Rábula que tenta salvar o rabo do Luladrão, deve ser de uma região de intenso FOG, por isso sente-se mal com o ar puro, da altitude, da limpeza e ordem da bela República de Curitiba. Já a alusão ao nazismo, é mera retórica Leninista: Xingue-os do que és, acuse-os do que faz. Os peixes morrem pela boca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...