domingo, 6 de novembro de 2016

Dilma divulga documento para dizer que não é clandestina no Uruguay

Conforme o editor informou na sexta-feira, a ex-presidente Dilma Roussef causou constrangimento na aduana de Rio Branco, Uruguai, porque não quis descer do carro para se identificar e nem assinar os papéis de ingresso no País. A denúncia partiu denúncia partiu do presidente do Sindicato das Aduanas do Uruguai, Gregorio Techera.
Ao jornal, Techera afirmou: “não é possível que aqui haja cidadãos de primeira e de quarta. Que se façam alguns descer [do carro] e assinar papéis, e a esta senhora, não.”
Dilma Roussef viajou com o deputado petista Pepe Vargas, que acaba de sofrer derrota acachapante em Caxias do Sul.
Eles viajaram em carro pago pelos cofres públicos, no caso pelos cofres da Câmara dos Deputados, mantidos cheios pelos impostos pagos pelos brasileiros.
Desde Montevidéu, onde faz política em País estrangeiro, Dilma desmentiu que está lá clandestinamente e publicou o documento de ingresso, ao lado, que não tem assinatura dela.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...