sábado, 26 de novembro de 2016

Em seis meses, Michel Temer perdeu um quarto de seus ministros

No momento de maior esculhambação, o governo Dilma chegou a ter 39 ministérios. Com muito esforço, o número foi reduzido a 24 já na interinidade do atual governo. Isso, claro, torna as crises políticas do peemedebista até mais impactantes. Em seis meses de trabalho na Presidência da República, Michel Temer já perdeu um quarto de seus ministros.
Geddel Vieira Lima é o sexto de um lista que começou com Romero Jucá, então ministro do Planejamento. Na sequência, vieram Fabiano Silveira, da Transparência, Henrique Eduardo Alves, do Turismo, Fábio Medina Osório, da AGU e Marcelo Calero, da Cultura. Num efeito dominó, este último provocaria a queda do secretário de governo.
Seis em seis meses. Não é uma boa marca. Mas Temer entregou cargos demais por motivações políticas. Um erro. E não faltou que o alertasse.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...