quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Escolas ocupadas - O governo se acovardou diante de uma minoria de baderneiros

Por que a escolha, foi atrasar a realização da prova de uma maioria pacífica??

São 191 mil alunos prejudicados por um bando de baderneiros, que assessorados pelos mafiosos derrotados, sem justificativa para o ato, tomam drogas, brigam e ainda se matam.
Domingo, 05 de novembro um grupo de estudantes que se preparou durante todo ano, deixará de fazer a prova do ENEM, em virtude de não ter espaço físico para realizar seu sonho. Mas isso tem um culpado. Sim! O governo TERMER se acovardou, medrou, pois se tivesse interessado em resolver o problema, era só cortar a água e a luz das escolas ocupadas, esperar algum tempo para vê-los sair e depois mandar a policia desalojar o resto desses malandros, que, orientados por comunistas experientes e sedentos pelo poder, usam adolescentes, que não sabem nem o que estão fazendo ali dentro. Na verdade, esses comunistas querem desviar a atenção, da opinião publica, da Operação Lava Jato, e estão criando fatos novos a fim de bagunçar e depois saí ileso e de braços com Lula, em 2018. 
O ministro da Educação deveria ter usado os meios judiciais e, não, ser conivente com uma minoria, que sem um motivo justo, causará prejuízo a quase 200 mil estudantes que, de forma pacifica e sem dá ouvido a comunista barato, aguardaram o ano todo pela prova do ENEM e, por terem um governo fraco e permissivo, foram expurgados e orientados a voltar em outra data. 
E, se na nova data, os baderneiros ainda estiverem lá? Pois é! Qualquer ação que for materializada para desalojar esse pessoal irresponsável no próximo mês, com certeza, poderia ter sido realizada no fim da semana que passou.
O governo abriu um precedente perigoso e, se não tomar as rédeas do POTRO, no futuro, levará um coice incomensurável e dolorido.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...