sábado, 5 de novembro de 2016

Escolas Ocupadas - Precedente que irá custar muito caro ao governo Temer

Mais de 240 mil candidatos foram afetados e não realizarão as provas que, segundo o MEC, ficou para dezembro. Isto é, se a esquerda permitir.

Querendo fazer politica de boa vizinhança, o Governo TEMER tremeu diante de meia dúzia de alunos desocupados. Esse gesto, no futuro, irá lhe custar muito caro, pois, assim como a bandidagem usa o menor infrator para respaldar os seus crimes, a esquerda está usando alunos desinformados para desmoralizar o governo através do ENEM. 
Depois de se borrar todo, o Ministério da Educação (MEC) ainda poderá adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para mais estudantes caso haja risco aos participantes ou alguma situação que atrapalhe a aplicação das provas neste fim de semana, 5 e 6 de novembro. 
Decidiu também pelo cancelamento do Enem em 364 locais de prova, entre escolas, institutos e universidades, por causa do movimento de ocupação que ocorre em diversos estados em protesto contra medidas do governo federal. Mais de 240 mil candidatos foram afetados. “Nem que o número possa crescer para 300 mil, 500 mil candidatos, mas que se tenha a certeza que todos que se submeterão ao Enem na primeira leva possam ter a tranquilidade de entrar no local de prova com a certeza que estão num local seguro”, acrescentou o ministro.
Os coordenadores locais da Enem, que acompanharão o exame, estão orientados a cancelar a aplicação das provas caso haja alguma situação de risco.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...