sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Garotinho acarinhado pela Justiça. Passargada de Magistrados e Politicos

Tragédia anunciada. Final previsto.
Garotinho abriu a burra. Só não comprou a Senhorinha do Café.
O fim da linha. Vergonha Nacional.
Com toda pompa, tradicional no Universo da Toga, show de horrores a afrontar o Cidadão Comum.
Juiz vive num Pais das Maravilhas Paralelo.
Garotinho agraciado com prisão domiciliar. Circo de vomitar.
Impressionante.
Baseiam veredito na defesa de direitos.
Os mesmos direitos fora do alcance do Zé Marmita.
Abominam prevalecer "País Policialesco".
Defendem o "Politilesco" e o "Magistralesco".
Centralizam Tese de Defesa ao Criminoso, criticando o que classificam truculência policial, tornando secundário o crime cometido pelo acusado.
Comentários dignos de Comédia de Humor Negro.
Analise alguns destaques:
- Destacam tratamento descabido, similar ao dispensado a traficantes.
Controverso Excelentíssimo.
Seria Garotinho um criminoso menor, se comparado à concorrência?
Traficante prejudica quem vicia e familiares.
O "ex" aniquilou com os sonhos dp Estado do Rio de Janeiro.
- Condenam réu à Prisão Domiciliar, sem contato com envolvidos no caso julgado.
Data Vênia Meritíssimo!...
No Universo Globalizado, quem fiscaliza o isolamento?
- Garotinho fica recluso à sua humilde residência, não podendo se afastar sem autorização da Justiça, por mais de três dias.
Impossível seguir o Relator.
Traduzindo:
Como prêmio por não valer nada, Garotinho poderá ficar hospedado de segunda à quinta numa Mansão, com toda Mordomia, só possível pra quem roubou bem e de sexta a domingo estará liberado, para escolher o destino, onde poderá relaxar e gastar o dinheiro da população brasileira.
Faltou apenas defenderem obrigatoriedade de Garotinho ser declarado apreendido, não preso, por ser "Di Menor"...
VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa. E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...