quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul acaba com feriado do Dia da Consciência Negra em Porto Alegre

Dia internacional da reflexão e dos debates, sim, mas sem feriado.

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul acabou com a insanidade praticada pela Câmara dce Vereadores de Porto Alegre e considerrou inconstitucional a Lei Municipal nº 11.971/2015 que instituiu o dia 20 de novembro como feriado em homenagem ao Dia da Consciência Negra e da Difusão da Religiosidade em Porto Alegre. 
Em fevereiro deste ano, o Sindilojas Porto Alegre entrou com ação contra a criação do feriado que havia sido aprovado em novembro de 2015
O julgamento ocorreu na tarde desta segunda-feira.
Isto significa que o dia 20 de novembro volta a ser um dia normal de trabalho no Rio Grande do Sul.
Polibio Braga

2 comentários:

Anônimo disse...

ATÉ QUE UM DIA ALGUÉM FEZ ALGO DE SÉRIO E RACIONAL PARA ACABAR VERDADEIRAMENTE COM O RACISMO NO BRASIL.
ERA UM ABSURDO ESTE FERIADO QUE FOI ENGENDRADO POR VEREADORES ESQUERDOPATAS IDIOTAS E CRETINOS DE PORTO ALEGRE/RS.
PALMAS PARA A JUSTIÇA GAÚCHA!
NELSON MENDES BARBOSA

Anônimo disse...

Tomara, que a iniciativa se espalhe pelo país. Somos um país mestiço. Tudo o que NÃO queremos é uma sociedade bicolor, dividida em “raças” e que abole estatisticamente a mestiçagem. Não precisamos copiar o que há de pior nos EUA. Até porque vemos cotidianamente as consequências desta escolha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...