quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Carro incendiado na Esplanada pertence a mãe de filho de Temer

Os manifestantes que tocaram o terror na Esplanada dos Ministérios ontem à tarde talvez não saibam o problema que criaram.
O carro incendiado durante o protesto pertence a Erica Ferraz, jornalista com quem Michel Temer teve um relacionamento e mãe de um dos filhos do presidente da República. 
O Palácio do Planalto não sabe se a ação foi direcionada ou se os baderneiros acertaram onde nem desconfiavam.

Tumulto em Brasília e armação no Congresso ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Turma do pão com mortadela invade Brasília contra PEC55. 
Enquanto isso, golpe segue em curso na Câmara.

Angústia em Cuba: qual será a reação do outro monstro Castro?

Ninguém sabe o que pode acontecer em Cuba depois das intermináveis exéquias do maldito ditador Fidel Castro. Muitos temem o pior, como Yoanni Sánchez. Mas um perseguido que fez várias greves de fome contra a ditadura resumiu: as ditaduras são piores no começo e no fim (esqueci o nome dele, infelizmente). Nêumanne vai ao ponto: no Brasil, houve muita louvação e pouca informação. As redações são dominadas pela peste ideológica socialista:
Vargas Llosa, que foi fã e crítico de Fidel Castro, disse que sua morte pode pôr fim à ditadura comunista em Cuba, porque sua figura que deslumbrou a geração dele não tem herdeiro em Cuba. As emissoras de TV do Brasil preencheram seus noticiários de fim de semana com muita louvação e pouca informação, pois seus inebriados repórteres não perceberam que o silêncio que reinou em Havana, onde estavam ou para onde foram, não passou de angústia pelo futuro incerto e não sabido sem o líder de sempre. Yoanni Sánchez, a blogueira cubana dissidente, foi quem melhor retratou o medo que ela mesma e seus patrícios têm do que ainda está por vir em maldades do hermanito Raúl. 
Nêumanne

Donald Trump prestando ultima homenagem a Fidel Castro

Adriana Ancelmo, mulher de Sérgio Cabral, vai a Brasília articular saída jurídica

Adriana Ancelmo, vulgo "Lurdinha", chegando em Brasília

Essas fotos acima, são de Adriana Ancelmo Cabral chegando em Brasília. “Minha riqueza”, como o ex-governador Cabral gosta de tratá-la chegou à capital do país com o propósito de articular a soltura do seu marido, preso em Bangu 8, e evitar que a própria lhe faça companhia em breve, afinal as denúncias contra ela se avolumam na mesma intensidade que surgem contra Cabral e sua gangue. 
A ostentação que outrora era marca registrada de Adriana e sua turma deu lugar a uma simplicidade incomum, e acreditem, a uma coragem impressionante. Ela foi a Brasília de avião de carreira. Embora alguns passageiros soltassem piadas falando sobre “minha riqueza” e suas joias, ela não se abalou, nem mesmo quando um gaiato mal educado falou alto para todo o avião ouvir: “As joalherias de Brasília hoje vão vender muito”.

Valdir Amaral escancara: o governo 'Michel Temer está rodeado de ladrões, bandidos e maconheiro'

video

Grupo Bertin pagou reforma no sítio de Atibaia, segundo Polícia Federal

Análise do e-mail do arquiteto responsável pela obra indica mensagens com funcionários do grupo
 e comprovantes de pagamentos pelos serviços

Um relatório de investigação da Polícia Federal indica que o Grupo Bertin pagou parte da reforma do sítio Santa Barbara, em Atibaia (SP), frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O documento faz parte das investigações da 24ª fase da Operação Lava Jato e é datado de 16 de setembro deste ano. Lula responde a inquérito por ter recebido benesses de empreiteiros que reformaram o imóvel, registrado em nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios do filho de Lula.
O laudo da PF analisa o e-mail do arquiteto Igenes dos Santos Irigaray Neto, que cuidou pessoalmente da reforma do sítio. Nelas, aparecem trocas de mensagens com funcionários do Grupo Bertin, através do e-mail corporativo destes. Há negociações de pagamentos, comprovantes de depósitos por serviços prestados, e orientações sobre detalhes das obras.
A Polícia Federal identificou três depósitos feitos na conta de Irigaray Neto pela empresa Rema Participações Ltda, que é parte do Grupo Bertin. As remessas foram feitas entre os dias 5 de novembro de 2010 e 18 de março de 2011, somando 110.516 reais. O valor total do contrato, segundo uma das mensagens, seria de 225.000 reais.
O sítio Santa Bárbara entrou na mira da Operação Lava Jato após a descoberta de que empreiteiras do petrolão (OAS e Odebrecht) realizaram reformas no local. Os investigadores suspeitam que o ex-presidente, que sempre negou ser o dono da propriedade, recebeu gratificação das construtoras em troca de contratos obtidos da Petrobras. A propriedade está registrada oficialmente no nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Leite Suassuna Filho. Bittar é filho de Jacó Bittar, ex-prefeito de Campinas e amigo pessoal de Lula. E Suassuna é sócio de Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, na empresa BR4 Participações.

Qual a unica cidade do mundo onde não existem taxi?

Jandira Feghali, esse borrão de deputada, culpa MBL e outros não-esquerdistas por vandalismo de seus amiguinhos comunistas

Deveria haver um limite para a estupidez, claro!, mas não há. Em casos assim, só os eleitores podem fazer o saneamento

Os comunistas viraram carros (um deles de imprensa), bateram em jornalistas, tentaram invadir o Congresso…
A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) atribuiu tudo aos infiltrados… Disse ser coisa, entre outros, do… MBL!!!
Entenderam?
Ah, sim: também hoje, Jandirão lastimou o acidente aéreo que matou a equipe de chapecoense e profissionais da imprensa. Uma tragédia da aviação, para ela.
E aproveitou para lamentar uma perda sofrida pela “humanidade” (sim, ela disse isso): Fidel Castro.
Jandira não é uma deputada, é uma caricatura.
Erro. Jandira não é uma caricatura. É um borrão.

Onde tudo começou ✰ O nascimento da RISADA MITAL

video

Justiça decreta bloqueio de bens de Adriana Ancelmo, mulher de Sérgio Cabral

Decisão do juiz Marcelo Brêtas aconteceu na tarde desta segunda (28).
Investigações mostram que Adriana Ancelmo lavou dinheiro de propina ganho pelo ex-governador.

O Juiz Marcelo Brêtas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio bloqueou, nesta segunda (28), os bens imóveis em nome da mulher de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, e de seu escritório Ancelmo Advogados. O magistrado atendeu pedido do Ministério Público Federal (MPF) que considerou que a ex-primeira-dama do Rio atuou na lavagem de dinheiro obtido com propinas pagas ao ex-governador.
"Os laços familiares e de intimidade com os demais investigados são inegáveis, além do que, as apurações preliminares revelaram que Adriana Ancelmo praticou diversos atos que, aparentemente, representam evidências de sua participação na lavagem e na ocultação da origem ilícita de proveitos decorrentes da corrupção supostamente praticada por seu marido, o também investigado Sérgio Cabral", explicou o MPF em seu pedido.
Para o juiz Marcelo Brêtas, os bloqueios garantem efetividade em caso de condenação de integrantes da quadrilha. O magistrado determinou ainda um levantamento nos cartórios de imóveis onde há bens em nome de outros investigados da quadrilha.
"Com o aprofundamento das investigações, foi identificada a participação mais efetiva da investigada Adriana Ancelmo na atividade da suposta organização criminosa. Motivo pelo qual, tornou-se medida necessária a decretação do bloqueio de seus bens imóveis, em especial no que diz respeito à aquisição de grande quantidade de joias de altíssimo valor, normalmente em dinheiro vivo, pela própria investigada ou por interpostas pessoas, nas principais joalherias do Rio de Janeiro"
O magistrado ainda determinou que se verifique se já foi bloqueado os bens das empresas Alambique Fazenda 3 Irmãos, Flipper Technology , Nitdados Serviços Contábeis e Gracielly Maria da Silva Serviço de Telecomunicações, que pertenceriam a integrantes da quadrilha.
Adriana Ancelmo tem, de acordo com o MPF, atuação ativa na quadrilha investigada na operação Calicute e que levou à prisão Sérgio Cabral. De acordo com as investigações, após Cabral deixar o governo do RJ, em abril de 2014, a ex-primeira dama investiu pouco mais de meio milhão na reforma da cozinha e instalação de eletrodomésticos do apartamento do casal, no Leblon, Zona Sul do Rio, além de compra de móveis para o escritório de advocacia no Centro da cidade.
O que os procuradores e os policiais federais tentam agora é saber quanto o casal gastou com a compra de joias. Para eles, essa seria uma forma de se lavar o dinheiro obtido com o pagamento de propinas.
Os investigadores descobriram que Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo podem ter gasto R$ 7 milhões na compra de joias. Um anel teria custado R$ 600 mil. A revelação foi feita no Fantástico. Todos os produtos foram pagos em dinheiro. Não há notas fiscais sobre essas compras. O G1 procurou pelos advogados de Adriana Ancelmo. Os defensores da ex-primeira-dama não atenderam as ligações ou retornaram os contatos.

Que golpe é esse?

Dilma Rousseff elogia Fidel Castro e Roberto Jefferson dispara: “já virou um caso de internação”

Abordamos hoje mais cedo a inacreditável manifestação de Dilma Rousseff em favor do ditador morto Fidel Castro. Muita gente reagiu de forma contrária, mas a mais dura delas coube a Roberto Jefferson, eterno delator do Mensalão, aquele a quem talvez devamos boa parte do que acontece hoje na Lava Jato.
Sem meias palavras, ele cravou:
Não é a primeira vez em que o ex-deputado se manifesta de forma, vamos dizer, CONTUNDENTE sobre algumas posturas um tanto questionáveis da esquerda (no geral) e dos petistas (em especial). Fica o registro, portanto.

Desmascarando TUCANOS e PETRALHAS fãs do ditador cubano Fidel Castro

video

Aviões da FAB levarão parentes das vítimas de acidente com Chapecoense

A Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou quatro aeronaves e uma equipe especializada para auxiliar nos trabalhos de resgate e no transporte dos parentes das vítimas do acidente aéreo em que morreram 75 pessoas, a maioria, jogadores e dirigentes da Chapecoense, além de jornalistas de diversos veículos. O avião seguia para a Colômbia.
Um jato Embraer-145 (C-99) decolou do Rio de Janeiro indo para Chapecó, em Santa Catarina, de onde seguirá para a Colômbia transportando parentes das vítimas, representantes do clube catarinense e autoridades brasileiras.
Outras duas aeronaves C-130 Hércules estão à disposição em Manaus (AM) e no Rio de Janeiro, preparados para partir conforme a necessidade. O Ministério da Defesa não forneceu mais detalhes sobre a quarta aeronave ofertada, mas garantiu, por meio de sua assessoria, que toda a ajuda necessária será prestada.
A FAB também acionou o Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (Para-SAR), que está de prontidão em Campo Grande (MS), mas cujo envio à Colômbia ainda não foi decidido.
Além disso, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) também se colocou à disposição das autoridades colombianas de investigação de acidentes aéreos.
Parentes das vítimas terão assistência
No Recife, onde participa da cerimônia militar que marcará o envio do 25º Contingente Brasileiro de Força de Paz da Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti (Minustah), o ministro da Defesa, Raul Jungmann informou que, desde as primeiras horas do dia, a FAB e o Ministério da Defesa estão tomando as providências necessárias para acompanhar e dar suporte aos parentes das vítimas.
A Chapecoense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (30), contra a equipe colombiana do Atlético Nacional. A aeronave da empresa boliviana Lamia partiu de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com destino ao município colombiano de Medellín. Oitenta e uma pessoas estavam a bordo, entre jogadores, dirigentes esportivos e jornalistas, além dos nove tripulantes.
Durante a escala em Santa Cruz de la Sierra, a comitiva deixou o avião em que viajara desde São Paulo e embarcou no avião da Lamia. No início da madrugada de hoje (29), o avião desapareceu do radar pouco antes de tentar um pouso forçado em Cerro Gordo, nas proximidades da cidade de La Unión, na Colômbia. A aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto decidiu arriscar o pouso.

#ForçaChapecoense

 
 

Hino da Associação Chapecoense de Futebol
video

Tragédia da Chapecoense une o Brasil numa grande rede de solidariedade

Embora tenha havido na história do Futebol outras tragédias, a que aconteceu com a Chepecoense está repercutindo em todo o mundo, principalmente por causa da velocidade das informações que a Internet proporciona. Em vista disso, assistimos as manifestações de solidariedade principalmente de grandes clubes de vários continentes. Os clubes brasileiros têm postado declarações hitopecando solidariedade à Chapecoense;
Surgiu a informação de que o Clube Nacional de Medelin, adversário da equipe chapecoense na final da Copa Sulamericana, teria aberto mão da disputa, entregando o título ao clube brasileiro, numa homenagem nunca vista em qualquer modalidade desportiva, gesto de alto valor humanitário. Com isso, a Chapecoense ganhará o direito de participar da Taça Libertadores, mas está sem time para essa missão;
Cabe, então, aos clubes brasileiros colocar ao dispor da equipe catarinense jogadores de qualidade de seus elencos, mas que não estão nos seu projetos para 2017, tudo isso sem ônus para a Chapecoense. Está feita nossa sugestão, que não deixa de ser um desafio. #somostodoschape. 

Luto brasileiro - #FORÇACHAPE ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Luto no Brasil pela maior tragédia da história envolvendo uma equipe esportiva. Minha solidariedade.

Serra está em Cuba para homenagear o ditador cubano Fidel Castro

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, postou a mensagem que está aí acima.
É do Tweeter do ministro.
Ele diz que viajou em missão oficial.
O curioso é que José Serra trata o tirano como presidente de Cuba, coisa que ele não era mais, já que o presidente era e é Raul Castro.
A homenagem do governo brasileiro é inteiramente dispensável, porque o tirano cubano só é importante para a esquerda de corte comunista, já que implantou e sustentou o comunismo na sua pequena ilha, submetendo seu povo a 50 anos de ditadura feroz, criminosa, sanguinária e atrasada.
Os amigos de Fidel Castro são todos inimigos do governo Temer e querem vê-lo no inferno.
José Serra foi presidente da UNE em 1963 e 1964, quando era da Ação Popular. 

O que mais falta inventar contra o Povo

Presidentes de dois Poderes vão à TV e tentam melhorar suas imagens

O povo brasileiro apoia o trabalho do juiz Sérgio Moro e dos procuradores da Operação Lava-Jato, e isso fica provado através das milhares manifestações na redes sociais e também por causa das condenações e prisões de políticos de alto prestígio. Veem que não somente os humildes vão para atrás das grades, mas também os de colarinho branco estão sendo mandados "ver o sol nascer quadrado" em penitenciárias. No entanto, já há reclamações contra a demora do Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento daqueles indiciados que gozam do direito ao famigerado foro privilegiado. Os ministros estão levando muito tempo para retirarem das gavetas os processos dessa casta injustificável. Da mesma forma que a convocação nacional para manifestação em frente à Câmara dos Deputados, com possível tentativa de invasão plenário, e do Palácio do Planalto, milhares estão planejando também manifestação na sede do Supremo para exigir que os políticos sejam logo julgados;
Os serviços de inteligência da Presidência da República com certeza constataram que o ambiente não é dos melhores e de uma hora para outra foi convocada uma entrevista coletiva com a participação dos presidentes de dois poderes, Michel Temer (República), Renan Calheiros (Senado Federal) e Rodrigo Maia (Câmara dos Deputados), ocasião em que garantiram não haver possibilidade de sequer ser votada qualquer tipo de legislação que provoque anistia de utilização de "Caixa 2", que é crime, nem de repatriamento de dinheiro de parlamentares e seus parentes que estejam em paraísos fiscais. O presidente Temer garantiu que se por acaso alguma manobra provoque a aprovação de algum tipo de projeto legitimando falcatrua seu veto será imediato. Então, vamos esperar para ver se tudo isso é verdade, ou se é uma forma de melhorar a imagem do presidente da República depois das declarações do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, especialmente em entrevista neste domingo no programa "Fantástico", no qual confirma que foi pressionado pelo Chefe do Executivo a favorecer o ex-secretário geral da Presidência, Geddel Vieira Lima, na alteração de um projeto imobiliário em Salvador que feria a legislação sobre preservação do Patrimônio Histórico.

Arthur do MamãeFalei é preso na Câmara dos Deputados a mando de Jean Wyllys

video
Arthur do Val, do canal Mamaefalei, fez uma SIMPLES pergunta ao Jean Wyllys e este entrou com representação contra o Youtuber. À exemplo de Fidel Castro, esta é a única democracia que desejam: A MORDAÇA.

Fidel Castro morreu sem ver o socialismo dar certo em lugar nenhum

Por obra de Abraham Lincoln, os Estados Unidos oficialmente celebram o dia de ação de graças desde 1863, mas a farra da “black friday” só veio a ser propagada na década de 1990, quando as forças policiais chamavam o dia seguinte de sexta-feira obscura, tamanha era a quantidade de confusões reportadas no comércio com tanta liquidação visando renovar os estoques para as vendas do natal.
Ironicamente, Fidel Castro, que tanto lutou contra o capitalismo, morreu em meio a uma das mais recentes conquistas capitalistas. E foi-se sem ver o socialismo dar certo em lugar nenhum do mundo.
A não ser, claro, na fortuna de sua família.

Barra Jeep 2016 - Circuito Alegre-Guaçuí ES

Vídeo flagra taxista recebendo sexo oral enquanto dirige no Rio de Janeiro

Um taxista foi flagrado recebendo sexo oral de uma passageira enquanto passava pela Avenida Brasil, uma das principais vias do Rio de Janeiro. A cena foi registrada no último sábado e divulgada nesta segunda-feira pelo jornal O Dia.
Um passageiro de um ônibus que passava próximo ao táxi também viu a situação embaraçosa. Ele não se identificou e disse ao jornal que ela parecia "assanhada".
video

30 de Novembro - Dia Estadual do Taxista

terça-feira, 29 de novembro de 2016

O Fantástico de domingo, dia 27 de novembro de 2016, ultrapassou todas as expectativas.

Nem o canal estatal cubano terá coragem de apresentar uma imagem mais falsa, romântica e fabricada do tirano que, em 50 anos de poder ditatorial, tornou-se o maior assassino da História das Américas. São números incontestáveis que fundamentaram esse titulo nada invejável. 
Estou convencido que no próximo domingo, a GLOBO pedirá a “canonização” de Fidel. Afinal, o amante de crianças, de mulheres, de agentes secretos, de sequestradores de aviões capitalistas, de novelas globais, de basquete e de beisebol, o magistral orador que distribuiu a miséria por todo o povo cubano, o garoto propaganda do comunismo internacional precisa ser eternizado como herói e santo.
E saber que estes mesmos jornalistas têm o descaramento de se dizerem democratas e de criticar ferozmente a repressão e a censura no regime militar brasileiro. Repito: Gostaria de ver a Rede Globo como um canal cubano. É muito cinismo e uma lamentável incoerência que escurecem ainda mais a perspectiva de futuro do Brasil.

PSOL pede impeachment de Temer ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Entenda, meu Brasil! Curta, espalhe e compartilhe!!!

Hélio Bicudo adere ao “Fora, Temer”

No mesmo dia que a oposição protocolou seu primeiro pedido impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB) em Brasília, o jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impedimento de Dilma Roussef, disse à reportagem que apoia a iniciativa.
"Se houver um pedido com contorno jurídico consistente eu acompanho. A questão do impeachment é política com nuances jurídicas. A materialidade é uma questão secundária. Trata-se de um remédio político que deve ser aplicado", disse ele.
Ex-deputado, Bicudo foi filiado ao PT e um importante quadro da sigla durante a maior parte de sua carreira. Em 2015, já tinha rompido com o partido quando uniu-se ao ex-ministro da Justiça, Miguel Reale Jr e a advogada Janaína Paschoal na elaboração do pedido de impeachment de Dilma que acabaria sendo aprovado pela Câmara e Senado.
No mesmo dia que a oposição protocolou seu primeiro pedido impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB) em Brasília, o jurista Hélio Bicudo, um dos autores do pedido de impedimento de Dilma Roussef, disse ao Estado que apoia a iniciativa.
"Se houver um pedido com contorno jurídico consistente eu acompanho. A questão do impeachment é política com nuances jurídicas. A materialidade é uma questão secundária. Trata-se de um remédio político que deve ser aplicado", disse ele.
Ex-deputado, Bicudo foi filiado ao PT e um importante quadro da sigla durante a maior parte de sua carreira. Em 2015, já tinha rompido com o partido quando uniu-se ao ex-ministro da Justiça, Miguel Reale Jr e a advogada Janaína Paschoal na elaboração do pedido de impeachment de Dilma que acabaria sendo aprovado pela Câmara e Senado.
"A democracia já estava ferida com a saída da Dilma. Por que, então, manter o Michel Temer? Todos sabem que ele não é de nada. O Temer trouxe o pessoal do passado para o presente. É um equívoco manter a estabilidade democrática através da burocracia", disse ele.
Ainda segundo o jurista, a saída de Dilma foi política. "Ela foi defenestrada. Na linha sucessória ficou o Michel Temer, que se tornou presidente com os votos dela".
Magno Martins - Jornalista

Dilma sobre Fidel Castro

Medo das ruas ✰ Artigo de Ricardo Noblat

 
Disse Michel Temer que para atender à voz das ruas, ele e os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado haviam combinado enterrar qualquer coisa que cheirasse a anistia por crimes de corrupção.
Não foi por deferência à voz das ruas que eles procederam assim. Foi por medo. Só se ouviria a voz das ruas nas manifestações marcadas para o próximo dia 4. Por enquanto, ela só se fez ouvir por meio das redes sociais e da imprensa.
Mas foi o que bastou. Temer ficou sabendo que a gente que gritou “Fora, Dilma” havia se juntado à gente disposta a seguir gritando “Fora, Temer” para encher as ruas das principais cidades do país – dessa vez pedindo “Fora, anistia” ou “Fora, corruptos”.
Seria demais para um governo impopular, cercado de problemas por todos os lados, e tendo de enfrentar uma crise política provocada por ele mesmo – a da promoção à questão de Estado de um problema particular de um ex-ministro.
Geddel Vieira Lima voltou à Bahia, e ali amargará a frustração da perda do cargo de Secretário do Governo e do apartamento no prédio cuja construção foi embargada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.
Mas a crise ficou no colo de Temer, por culpa de Temer, que não parece entender o que se passa com o país. Ele não foi posto no lugar de Dilma para repetir os erros dela, muito menos para incorrer em novos erros. Não foi não.
Nem foi posto porque os brasileiros desejavam vê-lo onde está. Temer deve a presidência unicamente ao desastre do governo anterior do qual fez parte. E à Constituição que prevê a posse do vice quando o titular do cargo renuncia, morre ou é deposto.
É um presidente legítimo, mas sob suspeição. Cabe-lhe arcar com uma herança maldita que foi construída sob os seus olhos e com a cumplicidade do seu partido. Não pode culpar o destino pela situação em que se encontra. De resto, conspirou para tal.
Se fracassar, não pense que dividirá a culpa com Dilma. A ex-presidente é passado, e um passado que se deseja esquecer. Temer se ofereceu como uma ponte para um futuro melhor. Cumpra, pois, o que prometeu.
Ricardo Noblat - Jornalista

Eles não desistem. Novo golpe às 10 Medidas ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video
Já que a anistia ao Caixa 2 foi por água abaixo, deputados querem retaliar MP e judiciário. 
Entenda tudo, meu Brasil e compartilhe sem parar!!!

Geddel alegava motivo de “segurança” para usar aviões da FAB em viagens a Salvador

Geddel odiava pegar voo de carreira para ir e voltar de Salvador, sua cidade, nos finais de semana. Abusava das aeronaves da Força Aérea Brasileira. Alegava motivo de “segurança” para usá-las. 
Seu último voo para a capital baiana, na quarta-feira (23), foi nessa condição. Geddel era o único passageiro do avião.

Aécio perde apoio de seus eleitores

A anistia e a impunidade ✰ Artigo de Douglas Fischer

Está em discussão no Congresso projeto de lei que anistiará a prática dos graves crimes de "caixa 2" e correlatos, inclusive a corrupção, justamente em momento que se pretende discutir como melhor punir tais delitos. Quer-se fazer o mesmo que ocorreu na Itália durante a Operação Mãos Limpas. Mais do que isso (e poucos notaram): foram criadas de forma disfarçada outras anistias pela tal "Lei de Repatriação", já agora em nova gestação, possibilitando familiares de "políticos" serem beneficiários. Um escândalo: "lei de lavagem de dinheiro oficializada", mediante alguns trocados de impostos (metade do que pagam os brasileiros honestos), imunizando-se criminosos de colarinho branco.
Nunca antes na história, esteve-se diante de tal oportunidade para, mediante o devido processo, punir eficientemente os que solaparam e continuam sangrando os cofres públicos.
O legislador tem limites para sua atuação. Não pode criar leis contrárias aos mandatos fundamentais insertos na Constituição. Não pode "tudo que quer", especialmente para privilegiar interesses próprios e espúrios de alguns poucos. Definitivamente, estão perdendo-se os limites da decência moral legislativa.
Essas anistias, diretas ou indiretas, são inconstitucionais, pois violam, entre tantos princípios, a isonomia, a moralidade e a impessoalidade (art. 37, CF), afrontando o sistema democrático.
Se necessário, o STF será chamado para reafirmar seus precedentes no sentido de que, dentro de sua discricionariedade natural, o Legislativo não dispõe de competência para criar leis de forma iníqua e irresponsável, gerando situações normativas de absoluta distorção e, até mesmo, de subversão dos fins que regem o desempenho da função estatal.
A ministra Cármen Lúcia, hoje presidente do STF, já bem disse que o crime não vencerá a Justiça, advertindo "aos navegantes dessas águas turvas de corrupção e das iniquidades: criminosos não passarão a navalha da desfaçatez e da confusão entre imunidade, impunidade e corrupção".
Assim espera a sociedade.
Douglas Fischer - Procurador regional da República na 4ª Região

A Nova Política, O Dia 04 e as armadilhas do PT ✰ Comentário de Joice Hasselmann

video

A pressão da Sociedade deu certo. A entrevista histórica deste domingo na prática enfraquece Renan. E cuidado com as armadilhas do dia 4! Entenda tudo, meu Brasil!

Justiça bloqueia imóveis da mulher de Sérgio Cabral

A Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou, hoje, o bloqueio dos imóveis em nome de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral, e de seu escritório, Ancelmo Advogados.
O pedido partiu do MPF (Ministério Público Federal), que considera que a ex-primeira-dama fazia parte do esquema de lavagem de dinheiro de propinas pagas ao ex-governador.
"Com o aprofundamento das investigações, foi identificada a participação mais efetiva da investigada Adriana Ancelmo na atividade da suposta organização criminosa. Motivo pelo qual, tornou-se medida necessária a decretação do bloqueio de seus bens imóveis, em especial no que diz respeito à aquisição de grande quantidade de joias de altíssimo valor, normalmente em dinheiro vivo, pela própria investigada ou por interpostas pessoas, nas principais joalherias do Rio de Janeiro", afirmou o juiz Marcelo Brêtas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, em sua decisão.
O juiz cita ainda os laços de Adriana com os investigados pela Operação Calicute. "Os laços familiares e de intimidade com os demais investigados são inegáveis, além do que, as apurações preliminares revelaram que Adriana Ancelmo praticou diversos atos que, aparentemente, representam evidências de sua participação na lavagem e na ocultação da origem ilícita de proveitos decorrentes da corrupção supostamente praticada por seu marido, o também investigado Sérgio Cabral", afirmou.
A defesa do casal foi procurada pelo UOL por telefone, mas não atendeu as ligações.
O Ministério Público Federal chegou a pedir a Brêtas a prisão temporária de Adriana. O juiz negou o pedido e determinou a condução coercitiva para depoimento, realizada no dia 17, mesmo dia em que Cabral foi preso. A primeira-dama foi levada à Polícia Federal, prestou depoimento e foi liberada.
A advogada é investigada por suposta lavagem de dinheiro. Outra suspeita sobre Adriana se refere a contratos firmados pelo escritório de advocacia da qual ela é uma das donas com empresas que prestavam serviço ao Estado durante a gestão de Cabral. Segundo a investigação, o escritório recebeu cerca de R$ 17 milhões em contratos com empresas que prestam serviços públicos.
Na semana passada o Banco Central localizou R$ 10 milhões numa conta bancária da ex-primeira dama. O ex-governador mantinha apenas R$ 454, de acordo com relatório disponibilizado pelo juiz Sergio Moro, da Operação Lava Jato, que também investiga Adriana e Cabral.
Magno Martins - Jornalista

Vem pra rua - 04 de dezembro (Atualizado 27 novembro às 12h 11min)

Ditadura cubana diz até como é que o povo deve guardar luto pela morte do tirano Fidel Castro

Os cubanos terão, ao todo, nove dias de luto pela morte do ditador Fidel Castro. Mas, como tudo na ilha, o governo impôs as medidas sobre como fazê-lo e a população está obrigada a acatá-las. Está proibido ouvir música em volume alto. Os bares e restaurantes foram obrigados a cancelar apresentações de música ao vivo e até um concerto de Plácido Domingo foi cancelado.
Nas ruas, a proibição sonora é sustentada de duas formas. A primeira é com a polícia. No antes elegante e hoje decrépito bairro de Vedado, um policial chegou a obrigar um garoto a tirar os fones de ouvido. A segunda forma é por meio dos Comitês de Defesa da Revolução (CDRs), que se encarregam de espionar, dedar e punir os vizinhos.
Os membros dos CDRs foram avisados de que devem tocar na casa de qualquer um ouvindo som alto e pedir para desligarem o barulho. Os CDRs também estão nas ruas para impedir que pessoas andem com bebida alcoólica na mão. Só se pode beber cerveja ou vinho dentro de casa (e em silêncio).
Os locais para turistas cancelaram os shows de música, mas seria impossível proibi-los de beber. Nenhum deles parece se contentar com um único mojito — algo que é aceito pelos cubanos. Nos prédios públicos, as bandeiras de Cuba estão hasteadas a meio-pau.
Cuba só tem cinco canais de televisão. Desde a morte de Fidel, todos transmitem a mesma programação em rede nacional. Todos os programas culturais e novelas (eles adoram as brasileiras) foram suspensos. A programação televisiva no domingo, 27, era uma repetição da de sábado e se constituía em uma quase eterna mesa-redonda em que convidados debatiam a importância do ditador falecido.
Nas rádios, as canções de reggaeton, ritmo malicioso amado pelos cubanos, foram suprimidas. Por nove dias, só se escutará música clássica. Todos os jornais estatais só estão sendo impressos em preto e branco. Assim, o Granma perdeu sua característica cor laranja e o Juventud Rebelde, o azul. Tendo em vista que os cubanos usam o jornal como papel higiênico, dá para imaginar até onde vai a imposição do luto oficial.

A sorte do camisa 10 ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Rio de Janeiro - Aonde está o tesouro comprado pelo ex-governador Sérgio Cabral?

Segundo foi noticiado pelo Fantástico, deste ultimo domingo, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, usando o dinheiro roubado do contribuinte, adquiriu um verdadeiro tesouro em joias. O problema é que parte desse tesouro está desaparecida.
O Ministério Público Federal descobriu que o ex-governador do Rio e a mulher, Adriana Anselmo, e assessores adquiriram pelo menos 131 joias nos últimos dez anos. Grande parte delas nas joalherias H.Stern e Antônio Bernardo. Tudo pago em dinheiro vivo e sem nota fiscal. 
Porém, das 131 joias compradas, 40 foram apreendidas na casa do ex-governador e 11 na casa de seu assessor Carlos Miranda. Ou seja, 80 joias, simplesmente, sumiram!
O valor total da fortuna comprado por Cabral a fim de agradar a esposa e o assessor somam quase R$ 7 milhões, em dinheiro vivo. Entre as joias apreendidas, está um anel de ouro 18 quilates com rubi de R$ 600 mil, um par de brincos, de Turmalina Paraíba, com diamantes, de R$ 612 mil reais, um par de brincos de brincos de ouro amarelo com rubi, que faz conjunto com o anel e que custou R$ 400 mil. Outro anel de ouro branco 18 quilates com esmeralda saiu por R$ 342 mil, o colar com nome pomposo, Blue Paradise (paraíso azul), foi comprado por R$ 229 mil.
Pois é! Enquanto esse monte de babacas fica tirando onda de riquinho, usando o dinheiro roubado dos cofres públicos, o povo continua sofrendo, apanhando e votando nesses bandidos de alta periculosidade, que se aproveitam dos incautos e se escondem atrás de um cargo relevante a fim de poder por em prática a sua perversidade.

Carrinho de mão

A morte de um ditador genocida comunista que era enaltecido pela imprensa vermelha mundial

O ex-ditador cubano Fidel Castro faleceu, aos 90 anos, nesta sexta (25) às 22h29 em Havana.
A morte foi anunciada por Raúl Castro, irmão e atual ditador de Cuba, em um pronunciamento na TV. Seu corpo será cremado. Até o momento, não há maiores informações reveladas pela ditadura cubana.
A última aparição pública de Fidel Castro foi em 15 de novembro, quando recebeu o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang.
Números da ditadura cubana, de 1959 até 2004:
“Fuzilados: 5.621. Assassinados extrajudicialmente: 1.163.
Presos políticos mortos no cárcere por maus tratos, falta de assistência médica ou causas naturais: 1.081. Guerrilheiros anticastristas mortos em combate: 1.258.
Soldados cubanos mortos em missões no exterior: 14.160. Mortos ou desaparecidos em tentativas de fuga do país: 77.824.
Civis mortos em ataques químicos em Mavinga, Angola: 5.000. Guerrilheiros da Unita mortos em combate contra tropas cubanas: 9.380.
Total: 115.127 (não inclui mortes causadas por atividades subversivas no exterior).”

Enquanto isso, numa festa arabe...

video

Desprivatizando a Petrobrás ✰ Artigo de Rogério Mendelski

Os silenciosos sindicalistas militantes da Petrobrás a cada dia são surpreendentes em suas atitudes. São silenciosos diante da maior corrupção que mundo ocidental conhece, mas protestam ruidosamente quando se aborda a possibilidade de privatização da empresa.
O paradoxo reside no fato de que a Petrobrás foi “privatizada” pela corrupção e aí está a Lava Jato que trata de devolver a nossa maior estatal ao controle de uma gestão pública eficiente. Seria esse o motivo de não haver nenhuma manifestação dos petroleiros quando o juiz Sérgio Moro começou a botar na cadeia os mentores da “privatização” da Petrobrás?
Sob a presidência de Pedro Parente, um ex-colaborador de FHC, começou o striptease das contas da Petrobrás e o que estamos vendo é estarrecedor. Enquanto as maiores empresas – Exxon, Shell, British Petroleum (BP) – divulgam seus balanços trimestrais com lucros respeitáveis, a Petrobrás assusta seus acionistas e envergonha os brasileiros com um prejuízo de R$ 16,4 bilhões no mesmo período deste ano.
É por ter enfrentado durante anos gestões incompetentes e por estar “privatizada” para o PT, PMDB e PP (que se adonaram das melhores diretorias da empresa) que a Petrobrás não apenas vem apresentando prejuízos, mas também enfrentando ações bilionárias nos EUA.
Não vai ser fácil restabelecer o conceito da Petrobrás entre os investidores internacionais, mas como o petróleo continua sendo um bom negócio neste planeta, vamos torcer para que Pedro Parente consiga reverter a criminosa “privatização” da Petrobrás e que seus respectivos ladrões sejam enviados para Curitiba.
LUCROS E PREJUÍZOS 
As três grandes irmãs do petróleo mundial – Exxon, BP e Shell – lucraram no mesmo período do prejuízo da Petrobrás, em reais, R$ 22 bilhões. Pela ordem: Exxon, 2,7 bilhões de dólares, Shell, 2,9 bilhões de dólares e British Petroleum 933 milhões de dólares.
EMPREGUISMO? (1)
Shell, Exxon e BP tem menos empregados somados do que a Petrobrás que por ser uma estatal emprega, atualmente, 275 mil funcionários. Em 2013, em plena era petista, a Petrobrás chegou a ter 446 mil empregados. No final do ano de 2014, uma redução no pessoal: 372 mil trabalhadores.
EMPREGUISMO? (2)
Em fevereiro deste ano houve um corte de pessoal na ordem 39%. Hoje a Petrobrás tem um programa de demissão voluntária que poderá reduzir ainda mais o número de empregados.
EMPREGUISMO (3)
Se em 2013 a Petrobrás tinha 446 mil empregados e hoje tem 275 mil, significa que 171 mil trabalhadores já deixaram a empresa e pelo que se sabe não estão fazendo falta para a atual gestão profissional sob o comando de Pedro Parente.
AÇÃO SUSPENSA
O Tribunal de Apelações da Corte Federal de Nova Iorque suspendeu as ações individuais e uma coletiva contra Petrobrás em agosto deste ano. A suspensão se deu até que seja julgado um recurso da empresa que questiona a validade daquelas ações. Somente a ação coletiva de acionistas que se dizem prejudicados com a queda de seus investimentos é de 10 bilhões de dólares.
Rogério Mendelski - Radialista gaúcho

1º Glicério Off-Road - Macaé RJ

Miss sofre agressão de ex-marido. Suspeito nega

​Modelo desabafou nas redes sociais e prestou queixa à polícia.
Renata Lustosa, de 27 anos, foi Miss Piauí e Miss Beleza Baiana.

A modelo e miss Piaui 2011 Renata Lustosa, de 27 anos, moradora de Teixeira de Freitas, sul da Bahia, denunciou nas redes sociais ter sido agredida pelo ex-marido e prestou queixa na polícia contra ele. Ela fez um vídeo em que conta ter sido agredida na frente do filho de dois anos, o que a levou a oficializar a denúncia. A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Teixeira de Freitas acompanha o caso.
A modelo diz que as agressões acontecem desde que o filho era bebê, mas tinha medo de fazer a denúncia porque o agressor sempre a ameaçava de morte. Depois de supostamente ser agredida na quinta-feira (24), ela publicou um vídeo nas redes sociais em que aparece com o rosto sangrando.
Segundo Gine Alberta Kinjyo, advogada do empresário Leonardo Henriques, as acusações feitas por Renata contra o ex são falsas. A defensora afirma que Leonardo Henriques estava em uma lanchonete acompanhado de uma mulher quando Renata o avistou, saiu do carro que o pai dela dirigia e caiu.
Gine Alberta diz ainda que a modelo teria xingado Leonardo e a mulher que o acompanhava na lanchonete. Ainda segundo a advogada, Renata teria seguido Leonardo até o carro dele, entrado e agredido o ex-marido com pontapés, para impedir que ele entrasse no veículo. A reportagem também tentou falar por telefone com Leonardo Henriques, mas até o 13h20 (horário da Bahia), ainda não tinha conseguido manter contato.
video
"Por mais que eu e ele estejamos errados, nada justifica um homem bater em uma mulher", desabafa no vídeo. Ela diz que acabou apagando o vídeo publicado porque se sentiu exposta, e publicou um novo vídeo, em que aparece com o rosto machucado, depois de ir à polícia.
“O vídeo que postei foi de um desabafo, porque sofria as agressões há muito tempo, inclusive quando meu filho era bebê. Eu não imaginei que fosse ter essa repercussão. A discussão é sempre por coisas banais e ele acabou me machucando. Eu me abalei muito porque meu filho viu e ficou muito abalado”, contou em entrevista ao G1.
Renata Lustosa foi Miss Piauí em 2011 e miss Beleza Baiana em 2007. Agora, ela atua como modelo e estuda Estética. “Eu nunca tive coragem de ir à delegacia da mulher porque eu sei que a Lei Maria da Penha é mais severa para o agressor do que ir na delegacia comum. Eu já tinha ligado para a delegacia para saber se tinha como registrar queixa sem que eles procurassem o agressor, porque sempre tive medo, porque ele me ameaçava de morte”, justifica.
Renata afirma ter tomado a iniciativa depois que postou o vídeo de desabafo e recebeu apoio, até de pessoas desconhecidas que a acompanham nas redes sociais.
“Como eu postei o vídeo, teve repercussão muito grande e recebi apoio muito grande. Tive que comparecer à delegacia e tomei atitude de ir registrar. Eu incentivo e acho importante que as mulheres prestem queixa”, diz.
Renata afirma que o relacionamento acabou há mais de um ano. O casal viveu junto por cerca de oito anos, mas ela decidiu se separar por conta das agressões.
“Eu estou muito abalada com a proporção que isso tomou, até pela exposição que eu e meu filho acabamos tendo. Quero que daqui pra frente a Justiça seja feita, quero pedir a guarda privada do meu filho e já pedi medida de proteção para ele ficar distante de mim”, afirmou.
A DEAM confirmou que Renata prestou queixa na sexta-feira (25), mas a delegada que registrou a ocorrência não foi localizada na manhã desta segunda-feira (28) para dar detalhes sobre o caso.

29 de Novembro - Dia Estadual do Acupunturista

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Enquanto não vai para a cadeia, Lula picha paredes para homenagear o Verdugo de Cuba.

Lula aproveita seus momentos em liberdade, pelo menos enquanto o juiz Sérgio Moro não o enfia na cadeia como ladrão, e homenageia de maneira repugnante o seu companheiro de psicopatia, o chefe da ditadura dinástica comunista de Cuba, Fidel Castro, em seu sítio Los Fubangos, em São Bernardo do Campo. Lula evitou fazer isto no seu sítio de Atibaia, que não frequenta desde que ficou claro que usou laranjas e dinheiro sujo para comprá-lo.
Lula lembra que conheceu Fidel pessoalmente, em julho de 1980, em Manágua, durante as comemorações do primeiro aniversário da revolução sandinista. No governo, Lula e Dilma irrigaram Cuba de dinheiro, inclusive dinheiro sujo, visando minimizar a fracassada economia comunista e colocar alguma comida na casa do submisso povo cubano. 
Leia a nota traiçoeira e inaceitável de Lula, que trata o ditador comunista como um herói e não como o bandido assassino que o caracterizou:
Morreu ontem o maior de todos os latino-americanos, o comandante em chefe da revolução cubana, meu amigo e companheiro Fidel Castro Ruiz.
Para os povos de nosso continente e os trabalhadores dos países mais pobres, especialmente para os homens e mulheres de minha geração, Fidel foi sempre uma voz de luta e esperança.
Seu espírito combativo e solidário animou sonhos de liberdade, soberania e igualdade. Nos piores momentos, quando ditaduras dominavam as principais nações de nossa região, a bravura de Fidel Castro e o exemplo da revolução cubana inspiravam os que resistiam à tirania.
Eu o conheci pessoalmente em julho de 1980, em Manágua, durante as comemorações do primeiro aniversário da revolução sandinista. Mantivemos, desde então, um relacionamento afetuoso e intenso, baseado na busca de caminhos para a emancipação de nossos povos.
Sinto sua morte como a perda de um irmão mais velho, de um companheiro insubstituível, do qual jamais me esquecerei.
Será eterno seu legado de dignidade e compromisso por um mundo mais justo.
Hasta siempre, comandante, amigo e companheiro Fidel Castro.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...