quinta-feira, 22 de junho de 2017

Renato Duque, diretor da Petrobrás indicado pelo PT, delata Lula: "Ele era o pai da corrupção"

O ex-diretor da Petrobras Renato Duque, PT, passou por novo interrogatório conduzido pelo juiz Sergio Moro nesta quarta-feira. A sessão foi um pedido de sua defesa, sob a alegação que Duque deseja fazer delação premiada.
Esta é a primeira vez que um alto dirigente do PT resolve delatar.
Duque afirmou que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto começou a operar propinas para o Partido antes mesmo de assumir o cargo, em 2010. E que comandava o esquema a mando do então presidente Lula. 
Noutro momento da delação, Renato Duque admitiu que o PT recebeu parte da propina das obras do Cenpes, o Centro de Pesquisas da Petrobras, no Rio de Janeiro. Segundo o ex-diretor da estatal, o dinheiro foi repassado a Paulo Ferreira, ex-tesoureiro que pediu hoje para ser reinterrogado por Moro no mesmo processo.

Significado da sigla IPVA

Lula à espera da condenação ✰ Artigo de Ricardo Noblat

Caiu, anteontem à noite, o que parecia ser um argumento poderoso da defesa de Lula para tentar absolvê-lo no processo em que ele é acusado de receber propina da construtora OAS por meio da posse de um apartamento tríplex na praia do Guarujá, em São Paulo.
Em suas alegações finais, a defesa afirma que a OAS transferiu os direitos econômicos e financeiros sobre o imóvel a partir de 2010 para um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal. Assim, não teria como ceder a Lula a propriedade do imóvel ou prometer a sua posse.
Em nota oficial, a Caixa afirmou que não é dona dos direitos econômicos do imóvel. O FGTS adquiriu debêntures da OAS garantidos pela hipoteca do prédio, do qual o tríplex faz parte. Mas isso não impediria a comercialização dos imóveis.
A qualquer momento, o juiz Sérgio Moro poderá divulgar a sentença que condenará ou absolverá Lula. Nem Lula nem os que o cercam mais de perto apostam na absolvição. Se ela acontecesse, segundo alguns, seria como se Moro assinasse o atestado de morte da Lava Jato.
Da mesma forma, Lula e os seus não imaginam que Moro possa decretar a prisão do ex-presidente. Se Lula permaneceu solto até aqui, não haveria razão para prendê-lo antes de a segunda instância da Justiça confirmar ou rever a sentença de Moro.
Uma vez que seja condenado, Lula cumprirá uma extensa agenda pelo país a fora para receber a solidariedade da militância do PT. Haverá também eventos no exterior, alguns já acertados com partidos e entidades sindicais.
O PT torce para que o Supremo Tribunal Federal não decrete a prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Se Aécio continuar solto e não for cassado pelo Senado, Lula só terá a ganhar, apresentando-se como a única vítima de fato da Lava Jato.
Ricardo Noblat - Jornalista

Bispo Edir Macedo falando "educadamente" com fiel que esqueceu de desligar o celular

video
Aí você sai naquela correria para o culto...
Chegando lá, você esquece o celular ligado e ele toca no meio do culto...
Aí o Bispo Edir Macedo educadamente fala... 

Uma trama para Aécio Neves escapar do Conselho de Ética

José Sarney e o senador João Alberto, amigos e aliados de muitos anos

Não se surpreendam se o pedido de cassação de Aécio Neves que o PSOL e a Rede protocolaram no Conselho de Ética do Senado não for sequer analisado. 
Há uma trama capitaneada pelo ex-senador José Sarney e outros peemedebistas junto com os tucanos para matar o mal pela raiz. O plano é o presidente do Conselho de Ética, senador João Alberto (PMDB-MA) arquivar o pedido sem consultar ninguém. 
Nesse caso seriam necessárias cinco assinaturas (são 15 integrantes no conselho) em dois dias úteis para o colegiado apreciar a decisão do presidente. João Alberto arquivaria o pedido depois de amanhã (sexta) e como muitos senadores estão viajando pelas festas juninas do nordeste não se conseguiria as assinaturas até terça. E o caso seria abafado sem sequer ser analisado pelo conselho. Será um escândalo, mas não duvidem.

Coisa de retardado

Uma contradição essencial ✰ Artigo de Astor Wartchow

Os Correios (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) completaram cinco anos de prejuízos seguidos, expressivamente influenciados pelos custos do seu plano de saúde. Plano que não contempla apenas seus funcionários e dependentes, mas também os próprios pais dos funcionários. Os pais!
Então, é você, leitor - que paga caríssimo pelo seu próprio plano de saúde familiar, que está pagando a conta da estatal.
Aventuras econômico-financeiras estatais/governamentais são um campo prodigioso de patrimonialismo, desperdício e corrupção. Regra geral, são empresas ineficazes e mal gerenciadas. Habitualmente, todas respondem milionários processos trabalhistas.
Tanto no estado quanto nacionalmente, vários são os exemplos de órgãos públicos que se pretendem populares e democráticos, mas que, em resumo, servem a uma elite burocrática e de elevadíssimos salários, intocáveis privilégios e direitos.
São instituições concentradoras de renda, oportunidades e poder político-econômico. Quase sempre aparelhos político-ideológicos dominados por "panelinhas" sindicais e partidárias.
Então, como é possível que pessoas e partidos, especialmente os (autodenominados!) de esquerda, defendam estas estatais e pretendam concomitantemente estabelecer a hierarquia orçamentária da educação, da saúde e da segurança pública?
É óbvio que os recursos públicos desperdiçados com serviços de qualidade duvidosa, déficits gigantescos e corrupção disseminada, são os mesmos recursos que fazem falta à educação, saúde e segurança pública.
A pretexto de defender interesses essenciais e estratégicos (retórica de 1950!), na verdade acabam por defender o corporativismo e as "panelinhas" em detrimento das necessidades básicas do povo.
O famoso livro “Why Nations Fail” (Porque Nações Fracassam-2012) observa que países que não progridem mantêm instituições que não incluem a maioria da população e que existem para preservar o poder econômico e político nas mãos de uma elite.
A manutenção (e a defesa) das idéias estatizantes deve-se muito ao fato de que a maioria do povo não lê jornal, nem balanços contábeis, nem listagem de ações trabalhistas. De boa fé, o povo acredita na retórica ultrapassada do bairrismo e do nacionalismo. 
Repito a pergunta: como é possível que pessoas e partidos defendam estas estatais e pretendam concomitantemente estabelecer a hierarquia orçamentária da educação, da saúde e da segurança pública?
Astor Wartchow - Advogado

Petista mira em Temer, mas sobra para Dilma ✰ Comentário de Madeleine Lacsko - TV Antagonista

video

Pelo menos o ‘Distritão’ pode vigorar no ano que vem

Ontem saiu na mídia uma boa notícia no meio de tanta coisa ruim que vem ocorrendo na política nacional. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou que está mantendo entendimentos com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Reforma Política até setembro, para que as regras das eleições de 2018 possam ser utilizadas, uma vez que a Constituição Federal determina que tudo deva estar vigorando antes de um ano da data do pleito – no ano que vem as eleições acontecerão no dia 3 de outubro. A pressa dos presidentes das duas Casas Legislativas é para que seja aprovado o "Distritão", que é a eleição majoritária de deputados federais e estaduais e vereadores, quando os mais votados serão eleitos, acabando com a eleição dos famigerados suplentes sem votos. Não teríamos mais casos como, por exemplo, o do deputado federal Tiririca (PR-SP), que com 1 milhão e meio de votos elegeu, através da legenda partidária, deputados com pequena quantidade de sufrágios. 
Anteontem, o deputado Rodrigo Maia, que está provisoriamente ocupando a Presidência de República, reuniu-se, além de Eunício Oliveira, com parlamentares até do PT, para garantir a aprovação pela Câmara da PEC de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) até o dia 17 de julho, antes do recesso do Congresso Nacional, e até o final de setembro. As regras para futuras eleições serão discutidas nos três anos seguintes.

Fuja da crise. Tenha seu próprio negócio...

Forças Armadas são exemplo para o Brasil, diz Gilmar Mendes

Ministro do STF elogia conduta dos militares na "crise aguda" nacional

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse que as Forças Armadas são exemplo ao país pela conduta na "crise aguda" nacional. Nesta terça-feira, em seminário no Instituto Brasiliense de Direito Público, do qual é sócio, Mendes afirmou que, no combate ao crime, não se deve cometer um crime, e criticou o Ministério Público por "abusos" em todo o Brasil.
— No momento de crise aguda por que passamos, nós temos visto certas algaravias (confusões), certas desinteligências em vários setores das nossas instituições. Nenhum tumulto na área das Forças Armadas, nenhuma celeuma no âmbito do Exército. É como se eles estivessem nos ensinando como proceder em respeito às instituições — declarou Mendes, que condecorou o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, com o título de doutor honoris causa no evento que debateu segurança pública.
— O combate ao crime tem que se fazer sem cometer crimes. O agente público não pode se igualar ao bandido que ele pretende combater. Do contrário, nós caminhamos para um ambiente de selvageria — disse, sem especificar a que categoria de agentes públicos se referia. Quando mencionou o quadro penitenciário, afirmou que, para ficar ruim, o sistema teria que melhorar muitíssimo.
Nas críticas a instituições, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) só citou o Ministério Público, quando falava de "festival de abusos" investigatórios no Mato Grosso, estado em que nasceu. Contudo, logo depois, emendou que esses excessos são cometidos em todo o país.
— Ainda neste final de semana, estive no Mato Grosso, e de lá dei-me com notícias de que há um festival de abusos feitos no âmbito de investigação, e essa notícia infelizmente se repete Brasil afora, feita pelo Ministério Público. A chamada barriga de aluguel, uso de interceptação telefônica para atingir adversários políticos ou até pessoas nas relações privadas — discursou Gilmar, completando que isso se deve à "falta de controle" do modelo de investigações, e defendeu aprofundamento do tema.
Nesta segunda-feira, Gilmar Mendes disse que investigações no Brasil estão se "expandido demais" e teriam objetivo de "colocar medo".

Alexandre Garcia comenta decisão covarde de Fachin que tirou Lula das mãos de Sérgio Moro

video

Guga Noblat fez este ataque a Ana Paula do vôlei, mas a resposta foi certeira e elegante

Na era das redes sociais, os debates acontecem em tempo real e muitas vezes alguns diálogos de bate-pronto recebem a qualificação de “ao vivo” ou mesmo “ao vivaço” pelos os presenciam na exata hora em que acontecem. Foi o que houve no caso a seguir.
Acompanhem.
Guga Noblat, ex-CQC, falou o seguinte sobre a ex-jogadora de vôlei Ana Paula:
E ela, logo em seguida, respondeu:
Pois é. Convenhamos, foi um insulto gratuito, mas ela soube rebater de forma elegante, lembrando que há uma diferença abissal entre decadência e aposentadoria após uma carreira de triunfos incontestáveis – alguém chama Pelé e Michael Jordan de “decadentes”?
Segue o jogo.

Quando morre a vizinha que não devolvia a bola

Ministro da Justiça encrenca com jornalistas da Rádio Gaúcha e abandona entrevista.

Torquato Jardim esteve em Porto Alegre nesta quarta (21) 
para participar do 7º Fórum Nacional de Tecnologia e Inovação na Segurança Pública. 

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, encrencou com os apresentadores da Rádio Gaúcha na manhã de ontem.
Kelly Matos usou o Twitter para contar a reação do ministro:
- Ele ficou 'um pouco' bravo, tirou os fones e foi embora.
Por que Torquato ficou furioso e foi embora:
Apresentador: O senhor foi nomeado para barrar a Lava Jato ?
Torquato (irritado, tirando os fones dos ouvidos): Isto é uma teoria esquizofrênica.
E se foi.

Por que não fazer Parada Gay no sambódromo? ✰ Comentário de Marco Antonio Villa

video

Parada Gay perdeu o foco e abraçou a promiscuidade.

Homossexualismo; vítima histórica do preconceito. Questão polêmica. Envolve emaranhado de conceitos culturais, morais e religiosos, com milhares de desencontros no Universo da Ciência.
Questões Jurídicas se tornam secundárias. Garantem direitos civis; não civilidade.
Modificar princípios seculares demanda tempo, abnegação e coragem. Força pra enfrentar estrutura existente, mostrando que opção sexual nada tem com caráter e/ou dignidade.
Movimento LGBT tem conquistado grande avanço; um marco na história humana. Infelizmente vem se perdendo nos últimos anos. Parada Gay, o exemplo maior. 
Manifestação deixou de ser demonstração de igualdade, luta por reconhecimento e liberdade de optar com quem quer se relacionar. Invadida por promíscuos, vem se transformando em fonte de afronta à Sociedade. Espécie de vingança, por anos de discriminação, apoiada por pervertidos, fantasiados de políticos, jornalistas e/ou artistas.
Demonstração explícita do vulgar. Introduzir objetos no ânus publicamente. Desrespeitar símbolos religiosos. Fazer sexo em público. Protagonizar cenas pornográficas não é homossexualismo; resume desvio de conduta em nível de camisa de força.
Excessos trazem efeitos colaterais, com sequelas irreversíveis ao Universo Gay.
Assustados e enojados com a inversão de valores, expectadores se antipatiza com movimento; atalho para a generalização, mãe de todas as injustiças.
Aconselhável pisar no freio e voltar ao Laboratório. Sem entrar no mérito, discussão saiu do campo da opção e invadiu o terreno da conduta e/ou insanidade.
Se já é complicado pra maioria da minha geração, criada na Ditadura do Pecado, aceitar diferenças, o que esperar depois dessa explosão de uma absurda falta de bom senso, emoldurada por total distorção da realidade?
Corpo humano não é dividido em sexo, tara e tesão.

7º Encontro de Carros Antigos da 1ª Divisão de Exército - Rio de Janeiro RJ

Como na Cracolândia, a esquerda adotou postura patética também no caso das escolas de samba

Quando a PM de São Paulo promoveu ação na Cracolândia contra o tráfico de drogas, acompanhada de ação emergencial da Prefeitura, a esquerda tomou uma postura inacreditável: ficou em favor…. DA CRACOLÂNDIA. Se não fosse fato notório, todos pensariam que se tratasse de piada.
Na verdade, o esquerdismo é em si uma anedota.
E agora, mais uma vez, a rapaziada canhota adotou postura patética em questão de obviedade flagrante. Trata-se da corte em 50% da verba destinada ao desfile das escolas de samba no Rio de Janeiro, por conta da crise e para que sobre dinheiro para creches e escolas.
Qualquer pessoa entenderia a necessidade da medida, exceto talvez os diretamente envolvidos nos desfiles que, gostemos ou não, também precisarão passar cortes que atingem todas as áreas. Eis que a esquerda, sobretudo online, resolve CONDENAR também isso.
Por quê? Por pura arrogância e picuinha, aquela coisa de SEMPRE ir contra qualquer ação de um adversário político, mesmo que seja algo obviamente correto. Mas e se for o combate ao crack? Também são contra. E se for cortar verba de escola de samba para haver dinheiro para creches e escolas? Idem.
Na sanha de sempre “marcar posição”, o esquerdismo simplesmente não se dá conta de que afunda cada vez mais. Bem patético, mas no fim positivo. Quanto mais ficar claro o método da esquerda, mais e mais o povo se afastará dessa ideologia.

Golpe de caneta derruba Joesley e Lula ✰ Um Minuto com Augusto Nunes

video
A carta manuscrita de Eduardo Cunha obriga o dono da JBS a voltar a depor. É hora de abrir o bico sobre a organização criminosa que, nas palavras do próprio Joesley, institucionalizou a corrupção no Brasil.

Projeto inclui na Lei Maria da Penha pessoas transgêneras e transexuais

Projeto do senador Jorge Viana (PT-AC) quer incluir entre as pessoas protegidas pela Lei Maria da Penha as mulheres transgêneras e transexuais, ou seja, pessoas que não nasceram biologicamente do sexo feminino, mas que sentem-se ou optam por ser mulheres. 
O senador explica que o texto do PLS 191/2017 reconhece como justo que pessoas que se identificam como integrantes do gênero feminino tenham o direito à proteção, principalmente, por causa do alto número de agressões identificadas no ambiente doméstico e também nas ruas.

22 de Junho - Dia Provincial das Escolas da Família Agrícola

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Ajude a combater mais um boato mentiroso espalhado contra o juiz Sergio Moro, da Lava Jato

Há alguns anos, e sem sucesso, a máquina de reputações da esquerda concentra forças contra o juiz Sergio Moro. A última deles é o “Caso Banestado”, escândalo envolvendo o referido banco do Paraná em remessas de dólares para o exterior.
Primeiro, a boataria mentirosa, depois voltamos com os fatos:
Pois bem, não é nada disso. Sergio Moro condenou QUATORZE envolvidos no caso. Sua atuação foi considerada “excessiva”, curiosamente, pelo mesmo Gilmar Mendes, do STF, que hoje é crítico da primeira instância da Lava Jato. Anos depois, o STJ anulou a condenação de sete dos quatorze sentenciados por Moro.
Foi isso que houve, bastaria checar as fontes reais.
Ah, mas e o Alberto Yousseff? O doleiro fechou acordo de delação premiada, que permitiu a condenação daqueles quatorze réus. Depois de novamente se envolver em práticas delituosas, o acordo foi revogado e e ele recebeu condenação TAMBÉM no caso Banestado, em 2014.
Desse modo, para conseguir atenuar a própria situação, ele precisou REALMENTE fazer uma delação bem caprichada, para que a justiça conseguisse alcançar pessoas até então “inalcançáveis” – e é esse o espírito do instituto da delação.
Foi o que houve e, graças ao procedimento, a Lava Jato chegou aonde está.
É preciso, portanto – e mais do que nunca -, combater as boatarias da esquerda. Eles não estão nada felizes com isso de pessoas “inalcalçáveis” terem sido alcançadas.

Novo desafio depois da 'baleia azul'

Bolsonaro já lidera em nova pesquisa para presidente no Distrito Federal e Lula cai para terceiro

Se a eleição do presidente fosse hoje, Jair Bolsonaro (PSC) seria o mais votado no Distrito Federal com 19,9%, seguido do ministro aposentado do STF Joaquim Barbosa (14,1%) e Lula, que aparece em terceiro com 13,2%. É a primeira vez que Bolsonaro aparece liderando para presidente, e é a primeira vez que Lula fica atrás, e em terceiro lugar. O levantamento do instituto Paraná Pesquisa para o portal Diário do Poder entrevistou 1.516 eleitores do DF, entre 14 e 18 de junho.
Na simulação com Geraldo Alckmin candidato do PSDB a presidente, Bolsonaro sobe para 21,4%. O governador paulista soma 4,0% no DF.
Marina (Rede), que já foi a mais votada para presidente do DF, está em 4º com 9,7%, em empate técnico com o tucano João Doria (8,4%).
Ciro Gomes (PDT) tem 5,7%, Roberto Justus 2,7%; Alvaro Dias (PV) 2,0%; Michel Temer (PMDB), 1,5%; e Ronaldo Caiado (DEM), 0,8%.
Bolsonaro cai para 4º na pesquisa para presidente, com 11,8%, quando só mulheres são entrevistadas. Perde para Lula, Joaquim e Marina..

Até a polícia americana sabe o que é melhor para o Brasil

video

Defesa de Lula vira piada: até a CEF desmente o tiranete.

Alto funcionário rebate tese de que o apartamento seria do fundo FI-FGTS

Um alto funcionário da Caixa Econômica Federal, perguntado sobre a tese da defesa de Lula, afirmou que não há hipótese do banco ser dono do tríplex do Guarujá.
Segundo ele, a Caixa comprou debêntures da OAS Empreendimentos em 2009. A transação, entretanto, nada tem a ver com o fundo FI-FGTS e a debênture já foi quase toda amortizada.
O funcionário afirma que o edifício Solarias era uma das garantias nessa transação. Mas, como a dívida não foi executada, ele nunca pertenceu à Caixa.
Nas alegações finais entregues ao juiz Sergio Moro nesta terça (20), a defesa do ex-presidente Lula disse que o apartamento 164 A, do edifício Solaris, está em nome da OAS Empreendimentos S/A.
Os advogados dizem que, desde 2010, o fundo FI-FGTS detém 100% dos direitos econômicos-financeiros sobre o apartamento.

Inversão de valores ✰ Nossa insanidade é tão grande...

Mesmo com parecer contrário da PGR, Fachin retira de Sergio Moro três processos contra Lula

O Ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, retirou de Sergio Moro, que julga o caso na primeira instância, três processos envolvendo o ex-presidente Lula. A Procuradoria-Geral da República, nos três casos, foi contra a mudança.
Um caso, envolvendo Angola e Odebrecht, o ministro acatou argumento da defesa e transferiu o processo para o Distrito Federal. E também foi remetido ao DF um outro caso, envolvendo Lula e Dilma na construção das usinas de Jirau e Santo Antonio. O terceiro foi encaminhado a São Paulo, e trata de suposta mesada da Odebrecht a “Frei Chico”, irmão de Lula.
Polêmica à vista, portanto.

Por que Edson Fachin tirou Lula das mãos de Sérgio Moro? ✰ Pronunciamento da Senadora Ana Amélia Lemos

video
Ana Amélia Lemos. Na tribuna, nesta tarde, questionei os motivos que levaram o ministro do STF, Luiz Edson Fachin, a retirar da competência do juiz Sérgio Moro investigações relacionadas às delações de executivos da Odebrecht envolvendo o ex-presidente Lula!

OAS reafirmou ontem a tarde que triplex era mesmo de Lula

Os advogados do ex-presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, afirmaram ao juiz Sérgio Moro que o apartamento triplex 164-A, do Condomínio Solaris, pertencia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a defesa do empresário, foi por esse motivo que o imóvel no Guarujá não foi vendido pela construtora. "[Léo Pinheiro] confirmou que o triplex nunca foi posto à venda porque já tinha um dono e que as reformas foram executadas seguindo orientações dos reais proprietários do imóvel, o ex-presidente Lula e sua esposa. O projeto de reforma foi aprovada na residência do ex-presidente em São Bernardo do Campo", dizem os advogados.
As declarações constam nas alegações finais da defesa de Leo Pinheiro no processo que apura um suposto pagamento de propina a Lula, por meio da entrega do apartamento e também pelo pagamento da guarda de bens do ex-presidente, em um depósito da transportadora Granero. O documento foi entregue à Justiça na tarde desta terça-feira .
Segundo os advogados, o apartamento não foi um presente para Lula. "Os valores gastos pela OAS eram contabilizados e descontados da propina devida pela empresa ao Partido dos Trabalhadores em obras da Petrobras, tudo com a anuência do seu maior líder partidário", afirmam.

Não se esqueça de quem é o chefe!!!

Lula pede a cabeça de procuradores da Lava Jato: "Bando de mentirosos"

O ex-presidente Lula defendeu nesta terça-feira a exoneração dos procuradores da Lava Jato que o acusam de receber propina da empreiteira OAS por meio da posse de um apartamento tríplex em Guarujá (SP).
A defesa do ex-presidente apresentou nesta terça as alegações finais na ação penal, que já está pronta para julgamento do juiz Sergio Moro.
Em entrevista de cerca de dez minutos à rádio "Tupi AM", do Rio, Lula, visivelmente alterado, disse que a acusação é uma "piada" e que agora os procuradores não sabem sair da "grande mentira" que contaram. "No meu caso, os procuradores da Lava Jato que estão fazendo essa denúncia contra mim deveriam no fundo, no fundo, ser exonerados a bem do serviço público, porque eles inventaram uma grande mentira, junto com os meios de comunicação, sobretudo com a Globo, e agora eles não sabem como sair da mentira que contaram", afirmou.

Temer, o desonesto no País mais honesto do mundo - Uma visita contraditória ✰ Comentário de Alexandre Garcia

video

Michel Temer e Joesley Batista têm toda razão

O empresário Joesley Batista disse em entrevista à revista "Época" e em depoimento na Operação Lava-Jato que Michel Temer é o "chefe da quadrilha mais perigosa do país". O presidente Temer declarou que Joesley Batista é o "bandido notório de maior sucesso na história brasileira", e resolveu abrir processo contra ele pedindo indenização por danos morais. 
Como Temer recebeu Joesley no porão de sua residência oficial na calada da noite, com nome falso, para tratar de assuntos nada republicanos, conforme gravação amplamente divulgada, uma coisa pudemos constatar: os dois não estão mentindo.

Nunca desista de seus sonhos

Partidos no Brasil nadam em grana

O Fundo Partidário já distribuiu mais de R$ 2,1 bilhões aos 35 partidos brasileiros desde que os eleitos no pleito de 2014 tomaram posse. Em 2015, o valor distribuído aos partidos chegou a R$ 8,45 por voto obtido nas urnas ou 60% mais que os € 1,42 (R$5,26) pagos na França, berço da democracia moderna.
A principal diferença, porém, não é o valor, mas os requisitos de desempenho eleitoral para pôr a mão na grana. Na França, os partidos precisam ter 1% dos votos em 50 circunscrições para receberem dinheiro e mais € 37 mil/ano (R$137 mil) por deputado.
Por aqui, antes mesmo de disputar uma eleição os partidos já recebem, mas a divisão é de acordo com a bancada na Câmara dos Deputados.
Campeões nas urnas, em 2014, PT, PSDB e PMDB embolsaram mais de R$ 636 milhões do Fundo, quase o orçamento do STF para 2017.
Criados depois de 2014 e, portanto, sem eleger sequer um deputado, Rede, PMB e Novo receberam R$ 10,6 milhões desde a fundação.

Gilmar Mendes não perde uma oportunidade de falar bobagem ✰ Comentário de Augusto Nunes

video

Atenção! Honestos, vale a pena roubar milhões no Brasil

Não roube pouco! Roube muito! Porque você será respeitado e venerado por essa Justiça quase inexistente

Todos os corruptos e/ou ladrões do dinheiro público que roubaram milhões neste pais, foram respeitados e soltos pela “mãe Justiça”. Os únicos que ainda estão presos, brevemente, também irão para casa. Empresários corruptores, basta entregar seus cúmplices e, logo, saem da prisão para desfrutar do aconchego do lar e gastar o dinheiro roubado. E político? Politico, vergonhosamente, nem vai preso. 
O acordão entre PMDB, PT e PSDB, para salvar Temer, Aécio e LULA já começa a mostrar a cara em pleno festejos juninos. Ontem Temer viajou para a Rússia, a fim de deixar Rodrigo Maia na função de Presidente de Republica. Com isso, ele garante: pedidos de Impeachment engavetados; afasta, temporariamente, o perigo do Procurador Geral; impressiona o STF à distância e, trôpego, como um bêbado sobre uma ponte estreita, vai tentando se equilibrar e manter o poder até 2018, como já foi acordado pela Máfia.
O Senador Aécio Neves, que parecia quase no xadrez por ter sido delatado por outros bandidos, foi poupado e ainda teve o prazer de ganhar o prêmio de ver o retorno da sua irmã e seu primo ao aconchego do lar.
Quanto a Lula, um sujeito que quase 80% do Brasil deseja vê-lo na prisão, esse já tem certeza que não será preso. Hoje o Ministro Fachin tirou do juiz Sérgio Moro, alguns processos que envolvem o “artista”. Isso, sem dúvida alguma, parece um sinal de fumaça para que a Máfia fique tranquila e dê continuidade ao plano de salvamento dos três, cancelando a prisão dos bandidos a partir da 2ª Instancia. Esses são apenas os três que, junto com Renan Calheiros Eduardo Cunha e Zé Dirceu, formam a comissão de frente da bandidagem brasileira. Salvando esse pessoal, o resto será posto em liberdade e a roubalheira vai continuar forte e desvairada nesse pais de corruptos.
Hoje, li na imprensa, que os ministros da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) acabam de adiar a decisão sobre pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Aécio e o PSDB ganham tempo, na tentativa de evitar uma possível cassação do parlamentar. A decisão foi tomada pelo relator do processo, ministro Marco Aurélio de Mello depois da informação de que foi protocolado horas antes, pelo advogado de defesa de Aécio, Alberto Zacarias Toron, novo requerimento com a solicitação para que o caso seja julgado no plenário do tribunal por todos os ministros. Claro! O julgamento não terá data para ser retomado. ACREDITE! ISSO NÃO E PIADA. E a pura verdade!
A expectativa levantada no início da manhã era de que havia maioria por parte dos ministros da turma no sentido de não votar pela cassação. Alguns magistrados deram a entender que mudaram de posição nos últimos dias em relação à situação do senador afastado e, nos bastidores, ministros que não integram a turma criticaram o fato de um provável resultado pró-Aécio ter sido amplamente propagado no início da manhã.
A turma acolheu ainda pedidos das defesas da irmã de Aécio, Andréa Neves, de seu primo Frederico Medeiros e do ex-assessor parlamentar Mendherson Souza Lima, que terão a prisão preventiva revertida em domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica.

2º Encontro de Carros Antigos do Vale do Aço - Ipatinga MG

Elefantinho desastrado quase se afoga em piscina de zoológico

O vídeo de um resgate está fazendo o maior sucesso na internet: um elefantinho desastrado acaba caindo em uma piscina funda enquanto estava bebendo água, no Jardim Zoológico Gran Park, em Seul, na Coreia do Sul, quando dois elefantes adultos se aproximam para tentar retirar o pequenino da água. Confira:
video
Como o resgate inicial não funciona, os dois elefantes correm para entrar na piscina pelo outro lado e conseguem retirar o filhote da água antes que ele se afogue. Outro elefante aparece ao fundo, aparentemente agitado com a movimentação em torno do resgate, mas como está em uma área separada, ele não pode ajudar seus companheiros.
A cena dramática e emocionante foi capturada pelo circuito de câmeras de segurança do zoo e rapidamente se espalharam. Na natureza, os elefantes mais novos são protegidos por todo o rebanho, tendo a “guarda” dividida entre sua mãe, suas tias e suas irmãs. A forte ligação parental desses animais é um dos maiores exemplos que podemos ter, não acham?

Sem futuro no Brasil ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Quanto pior, pior.

O Superior Tribunal Eleitoral, aparentemente, marcou um gol contra, tão disparatada foi a defesa de Gilmar Mendes e de seus três mosqueteiros à continuidade do governo de Michel Temer. Chocou a todos, até aos que torciam a favor do governo como eu, já que não posso nem imaginar uma interrupção na leve reação econômica conseguida a duras penas neste ano que passou. 
Pequenos empresários sabem o que significaram esses três últimos anos, aliás, os quase 15 milhões de desempregados e seus familiares, que perfazem um número perto de 60 milhões de pessoas, não aguentariam mais um revés. Então, ainda que saibamos que a luta contra a corrupção é prioritária, pesa mais na balança agora a comida em cima da mesa, e tanto é verdade que a campanha FORA TEMER não conseguiu levar o povo às ruas, nem mesmo os tais 30% de eleitores com os quais o PT sempre contou. Concluo que há momentos em que agir como manda a ética seria batalhar pela causa do adversário. 
E este era o caso em questão. Sem ingenuidade, com a decisão insólita neste julgamento acabamos por marcar um ponto contra o PT e seus correlatos, ainda que Lula, para disfarçar a raiva acabe declarando que gostou deste resultado, pois quer ver Temer no cargo sangrando até 2018. É? Como FHC disse que Lula iria sangrar, poupando-o de ataques no mensalão? Sangrou tanto que acabou reeleito. Portanto, Lula, não cuspa prá cima que pode tomar na cara! E não torça contra a recuperação econômica do Brasil, pois neste momento, quanto pior, pior mesmo!
Mara Montezuma Assaf

21 de Junho - Dia Nacional de Controle da Asma

terça-feira, 20 de junho de 2017

Aldo Rebelo: ex-ministro comunista da Defesa tem fã-clube na caserna

Ex-ministro da Defesa, o militante do PC do B Aldo Rebelo cercado por admiradores

Aldo Rebelo saiu do Ministério da Defesa, ao final do governo Dilma, mas deixou muitos admiradores nas Forças Armadas. Seu fã-clube impressiona porque o seu Partido Comunista do Brasil (PCdoB) protagonizou a Guerrilha do Araguaia, um dos principais conflitos armados nos tempos de chumbo do regime militar. A filiação partidária foi usada para mantê-lo longe do cargo para o qual parecia destinado. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Aldo Rebelo ampliou o número de admiradores nas Forças Armas ao se revelar grande conhecedor História Militar do Brasil.
Alagoano de Viçosa como Teotônio Viela, jeito de mineiro, o jornalista Aldo foi eleito cinco vezes deputado federal pelo PCdoB de São Paulo.
No Comando do Exército são frequentes os elogios a Aldo Rebelo, do comandante aos oficiais que conviveram com ele quando ministro.
Já sem motivação para disputar mandatos, Aldo Rebelo deverá deixar o PCdoB, que ajudou a tornar relevante em décadas de militância.

Quando os pais são #Bolsonaro

Cunha: “Joesley fala que só encontrou Lula duas vezes. Mentira!”

A nota de Eduardo Cunha sobre a JBS é realmente intrigante.
Por que Lula precisou dele para marcar um encontro com Joesley Batista? Qual era o papel da JBS na discussão sobre o impeachment? Pagar parlamentares para impedir o impeachment? Ou pagar o PT para proteger Eduardo Cunha?
Preso, Eduardo Cunha escreveu mais uma carta. Dessa vez para comentar a entrevista de Joesley Batista à Época.
A Folha publicou alguns trechos:
"Ele (Joesley) fala que só encontrou o ex-presidente Lula por duas vezes, em 2006 e 2013. Mentira! Ele apenas se esqueceu que promoveu um encontro que durou horas, no dia 26 de março de 2016, Sábado de Aleluia, na sua residência (...) entre eu, ele e Lula, a pedido de Lula, a fim de discutir o processo de impeachment (....) onde pude constatar a relação entre eles e os constantes encontros que eles mantinham."
"Lamento ter exposto a minha família à convivência com esse perigoso marginal, na minha casa e na dele."
"É estranho que, mesmo atacando o governo, ele ainda seja o maior beneficiário de medidas (...) tais como a MP 783 do Refis."
"Ele também é o grande beneficiário da MP 784, da leniência com o Banco Central e com a CVM, onde as suas falcatruas no mercado de capitais, as atuais e as passadas, poderão obter o perdão e ficarem impunes."
"A pergunta que não quer calar é de onde vem o poder dele, que mente, ataca o governo e ainda se beneficia dos atos do governo que o deixam mais rico e impune?"
"(Joesley) mente para obter benefícios para os seus crimes, ficando livre da cadeia, obtendo uma leniência fiada, mas desfrutando dos seus bilionários bens a vista, tais como jatos, iate, cobertura em NY, mansão em St. Barts, além de bilhões de dólares no exterior, dentre outros."
"Espero que o STF reveja esse absurdo e bilionário acordo desse delinquente."
video

Ataques à Lava Jato: Deltan Dallagnol é a bola da vez. #JornalDaJoice

video
Além dos ataques à operação, os corruptos e seus asseclas atacam os integrantes da Lava Jato. 
Agora até as palestras que Deltan Dallagnol dá de graça viraram ataques nas redes sociais. 
Vamos apoiar Deltan. Entenda comigo, Joice Hasselmann

Suspeita solta no ar ✰ Artigo de Gerson Nogueira

Quando a CBF sai de seu mutismo habitual para revelar que árbitros estão sendo procurados com intenções comprometedoras por "células criminosas" é sinal de que o futebol brasileiro está sob a ameaça do esquema de manipulação de resultados, supostamente inativo desde o escândalo envolvendo o ex-árbitro Edilson Pereira de Carvalho e a nefasta Máfia do Apito, em 2005.
A cabeça do monstro foi cortada naquela ocasião, mas o alerta oficial da CBF aos árbitros faz crer que o perigo é real e imediato. Aliás, é de estranhar que o corregedor de Arbitragem, Edson Rezende, ex-delegado da Polícia Federal, não tenha feito logo a denúncia aos órgãos competentes.
Pelo teor da circular, a CBF parece estar se precavendo contra possíveis denúncias de aliciamento de juízes, que têm sido “procurados por terceiros, inclusive ex-árbitros”, com “possíveis intenções comprometedoras”.
Os contatos, segundo Rezende, são feitos por “pessoas que já foram objeto de investigações e até punições por parte de órgãos competentes e com estas atribuições”, tentando firmar amizades e relacionamentos que permitam o “manuseio de resultados”.
Ao se antecipar, jogando a suspeita no ar, a CBF deu um passo arriscado, pois alimenta um indesejável clima de desconfiança em torno da arbitragem. Por outro lado, ao esperar por um fato concreto para acionar a Polícia, acaba por alertar os criminosos. O mais aconselhável seria agir em silêncio e flagrar os atos ilícitos.
Nesse caso, o ofício endereçado aos árbitros pode contribuir para que os esquemas se sofistiquem, dificultando ainda mais a descoberta dos crimes. Obviamente, ninguém pode responsabilizar a CBF por eventuais arranjos de resultados, mas a entidade abre um flanco perigoso ao explicitar um aviso que devia ficar restrito ao próprio quadro de árbitros.
Depois desse comunicado, as suspeitas – sempre presentes – sobre as arbitragens ganharão ainda mais força. Qualquer erro em marcação de pênaltis, impedimentos ou lances duvidosos passará a ser visto como peça de acusação aos árbitros.
A pergunta que se impõe é: a quem interessa esse estado de desconfiança generalizada, sem que haja uma investigação séria a respeito? Dona CBF com a palavra.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...