segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O irã vai retaliar a decisão de Donald Trump. Norte-americano também não entra lá

Para Trump, fora Israel, o resto é suspeito.

Segundo a imprensa, depois da decisão dos Estados Unidos de proibir o ingresso de cidadãos iranianos, o ministro dos Negócios Mohamad Javad Zarif disse na televisão que Irã também vai proibir a entrada de norte-americanos em seu território. E complementou: “um óbvio insulto para o mundo islâmico e em particular para a grande nação do Irã", considerou o ministro iraniano na comunicação feita sábado 28/01.
O governo americano já botou em prática a ordem do presidente Donald Trump de barrar a entrada de viajantes de sete países. O decreto atinge também os refugiados da guerra civil na Síria. A proibição está provocando protestos no Aeroporto JFK, em Nova York.
Neste sábado, seis iraquianos e um iemenita nem puderam embarcar no avião que vinha do Egito para os Estados Unidos. Eles não sabiam, mas horas antes o presidente Trump tinha promulgado um decreto, proibindo cidadãos de sete países de maioria muçulmana de entrar nos Estados Unidos.
O Iraque é um deles, o Iêmen outro. Também Irã, Síria, Líbia, Somália e Sudão. Além disso, Trump suspendeu por 120 dias o recebimento de qualquer refugiado. E se o refugiado for da Síria, está banido por tempo indeterminado. Uma família de refugiados da Síria, que ia viajar neste sábado para Atlanta, foi mandada em vez disso para o Líbano.

Um comentário:

Anônimo disse...

Agora danou-se. Como viveremos sem poder entrar no Irã?
мλя₸ҢịդҢạ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...