quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Carta de Otacílio M. Guimarães à deputada Maria do Rosário

Cara Deputada Maria do Rosário,    
Li sua declaração no twiter sobre o anúncio pelo presidente Trump da construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. A senhora twitou: “Minha geração comemorou a queda do muro de Berlim. Ela não pode aceitar erguer-se o muro Trump da intolerância na fronteira com o México”.  
Gostaria de esclarecer, já que me parece que a sua geração não acompanhou os acontecimentos que antecederam e deram motivo a derrubada do muro de Berlim, conhecido pela minha geração como o Muro da Vergonha, que aquele muro que dividia Berlim em duas cidades, uma democrática e capitalista, a outra comunista totalitária, visava impedir que os moradores do lado comunista fugissem para o lado ocidental capitalista a fim de se livrar da opressão do regime que a senhora tanto admira.   
O muro de Trump, como o senhora o chamou, tem outro objetivo completamente diferente, qual seja, o de evitar que os Estados Unidos continue sendo invadido pela ralé mexicana composta de indivíduos sem qualificação nenhuma para o trabalho, pois caso contrário estariam empregados em seu próprio país, sendo que uma grande parte é de criminosos fugindo da justiça mexicana.
Para sua informação, já que a sua geração me parece ter sido muito mal informada, o muro de Berlim, ou muro da infâmia, foi derrubado pelo próprio povo da Alemanha Oriental quando o regime comunista da extinta União Soviética dava sinais de falência múltipla dos órgãos, como acontece sempre com esse tipo de regime. À derrubada do muro seguiu-se a queda da União Soviética, e tudo aconteceu graças aos esforços do presidente à época dos Estados Unidos, Ronald Reagan, da primeira ministra da Inglaterra, Margareth Tatcher, ambos democratas e defensores do capitalismo, cujos países estão entre os mais avançados do planeta em todos os aspectos que se analise enquanto a atual Rússia ainda se debate com as sequelas deixadas pelo regime comunista.
Estude um pouco mais, deputada, afinal a senhora não está tão velha assim, para aprender mais sobre a história. Nunca é tarde para aprender e mudar de opinião. Tarde é quando se chega á velhice sendo uma idiota defensora dos direitos humanos de quem não respeita os direitos dos outros, como o estuprador e assassino 'Champinha' que a senhora tanto defendeu.    Espero ter colaborado com a sua educação.   Atenciosamente, 
Otacílio M. Guimarães

Entre as inúmeras deformações da esquerda mundial, a hipocrisia é sua marca registrada. Costumam criticar nos outros aquilo que vivem praticando e a sua maldade só é maldade quando praticada pelos outros. Entenda-se outros aqui como seus adversários.      
Muito se critica a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de erguer um muro na fronteira com o México para impedir a invasão da ralé mexicana que vem aumentando, ano a ano, os índices de criminalidade nos Estados Unidos. Esquecem, ou pensam que os outros são idiotas, que quem começou a construção do muro foi nada mais nada menos que Bill Clinton quando era presidente. Construiu 325 milhas de cerca separando a Califórnia do México em 1993 e só não prosseguiu porque o seu mandato acabou. 
Vejam aqui a história:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...