terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Caso Whatsapp: entenda por que a tentativa de atingir Bolsonaro o fortaleceu duplamente

Poucos dias atrás, falamos sobre algo parecido: a esquerda tinha cometido um erro grave ao tratar como “derrota” a baixa votação de Bolsonaro para Presidente da Câmara. Como esse povo vive na bolha ideológica em que todos pensam igual, esse tipo de erro tende a ser repetido o tempo todo.
E foi o que houve. Desta vez, porém, de uma forma ainda menos sutil.
Parecia, em princípio, um ataque infalível: uma troca de mensagens polêmicas e enigmáticas entre Jair Bolsonaro e seu filho Eduardo. Mas a coisa durou pouco, já que tudo foi explicado e não passou de algo até meio bobo.
Mas é óbvio que nada para por aí. Ao contrário, esse é o exato ponto de partida para a análise dos fatos e suas consequências. A tentativa de atingir negativamente o deputado se transformou em algo pra lá de positivo para ele. E é simples compreender o porquê. Ou melhor, os porquês.
Primeiro, seus apoiadores na web, antes mesmo do esclarecimento, já pontuaram como algo positivo. Afinal, NEM MESMO O PRÓPRIO FILHO ganharia cafuné se fizesse algo errado. Sim, isso pegou bem demais mesmo entre os que não o defendem.
E o episódio também serviu para aumentar o fosso entre os que estão ao lado de Bolsonaro e a grande imprensa. E é bem razoável supor que, depois disso, ele ganhou mais simpatizantes do que antipatizantes. Por outra: quantos votos ele perdeu? Certamente, nenhum. Ganhou alguns? Certamente, sim.
Enquanto a esquerda não acordar para a realidade do mundo existente fora da bolha, esse tipo de coisa continuará acontecendo. E que depois não aleguem surpresa em 2018.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...