sexta-feira, 17 de março de 2017

Basta checar a “cor” do ato para confirmar que não era o Brasil, eram os partidos vermelhos

Ao contrário do que propagou a imprensa, não houve “greve geral”, houve protesto esquerdista

O Brasil amanheceu o 15 de março de 2017 com a imprensa fazendo uma “cobertura de guerra”. Em qualquer canal que ligasse, em qualquer jornal que abrisse, o brasileiro veria repórteres narrando o que seria um acontecimento político histórico, uma – nas palavras deles – “greve geral”. Mas as próprias imagens os desmentiam: apenas um punhado de militantes tumultuavam o trânsito e tentavam causar algum transtorno ao cotidiano do cidadão.
Ao final do dia, ficou mais claro o que estava acontecendo. Para tanto, basta conferir a imagem mais acima. Estavam lá as mesmas camisas, bonés e balões vermelhos de sempre. E um palanque montado para receber Lula. Não era greve geral, era só um protesto esquerdista tentando salvar Lula dos problemas que vem enfrentando com a Justiça. Tudo com a devida conivência de uma imprensa aparelhada por militantes esquerdistas.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...