terça-feira, 7 de março de 2017

Instituto Lula encerrou atividades

Instituto Lula, não fechou as portas em definitivo, pra evitar investida ainda maior, da Polícia Federal, Ministério Público e Lava Jato. Nem o 'Cidadão', fonte de inspiração de sua criação, aparece mais.
No papel, O Instituto Lula foi criado para ampliar a cooperação entre Brasil, África e América Latina e dar continuidade ao trabalho político de Lula.
Esqueceram de esclarecer como, quando, onde e de que forma.
Investigações sobre envolvimento em falcatruas chegam ao fim. Defesa apresentada confusa e amadora, tentando justificar ter feito o mesmo que outros, só conseguiu evidenciar a falta de argumentos.
Confissão explícita, no estilo, "fiz mas não fui o único".
Processo segue em segredo e Justiça negou pedido da defesa de conhecer seu conteúdo.
Pescocinho à mostra. Guilhotina pronta. Carrasco no "Salão" fazendo as unhas.
Espaço lembra abandono. Salas vazias, funcionários e prestadores de serviços, antes numerosos, resumidos a quadro de meia dúzia de 'gatos pingados', encarregados de manter instalações e falsa impressão de atividade.
O entra e sai de "cumpanhêros", sempre interessados em sair na foto e com pires na mão, implorando pra serem atendidos por Okamoto ou, no caso de privilégio pra poucos, beijar e molhar "La Mano de Dios", acabou.
Okamoto, antes um japa de nariz empinado, hoje não passa de um silencioso detalhe da decoração deteriorada, sem utilidade nenhuma; o quadro da dor.
O mais intrigante, algo que cedo ou tarde terão de explicar, foi o sumiço de peças, verdadeiras obras de arte sob responsabilidade da Instituição, computadores e documentos.
O silêncio é Ordem do Dia. Se, no passado, tornava-se complicado entender a que exatamente o Elefante Branco se dedicava, hoje está claro.
Não há nenhum objetivo ou função que justifique sua existência.
Lula terá de explicar participação da "Casa", em algumas transações obscuras no exterior e origem de altos valores, recebido maquiados de doação, como também polpudas quantias pagas mensalmente, a determinadas pessoas.
Nebulosidade, contas que não fecham e questões mal explicadas, resumo do contexto.
Certeza, só uma.
Instituto morreu. Falta apenas oficializar e mau cheiro do corpo putrefato, deixa rastro do muito ainda a esclarecer.
O último a sair, apague as provas e fod*-** Paulinho Oka.
Em troca de segundos de fama, generoso salário e honra de desfilar ao lado do Todo Poderoso, assinava como Chefe. Em futuro próximo será fritado em praça Pública, enquanto o "Mais Honesto" continuará afirmando nada saber e nada ter visto.
VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa. E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...