sábado, 18 de março de 2017

Repercussões da Carne Fraca vão bem além das fronteiras. É uma paulada nas exportações.

A imprensa internacional deu destaque ao escândalo da Operação Carne Fraca, que envolve grandes produtores e exportadores. O agronegócio, maior exportador do Brasil, levou uma pancada que, certamente, levará ao fechamento de muitos frigoríficos. Bem feito:
O esquema que adulterava carnes ganhou repercussão internacional e pode ter efeitos graves no comércio internacional do país. Jornais estrangeiros dão destaque à “Operação Carne Fraca”, que descobriu irregularidades na produção de alimentos e apontou o pagamento de propina a fiscais e partidos políticos.
No americano “The Wall Street Journal”, a notícia está na primeira página. O jornal dá destaque ao tamanho da operação anticorrupção. O “The New York Times” nota a participação das maiores companhias no esquema, JBS e BRF. No argentino “Clarín”, a chamada na primeira página trata o caso como “escândalo”, com uma rede que adulterava carnes e pagava suborno ao “partido de Michel Temer”.
A PF descobriu que as irregularidades também atingiram os produtos exportados. As consequências da fraude podem de fato ser internacionais, com efeitos econômicos profundos. O agronegócio é o setor mais dinâmico da economia brasileira; portas podem se fechar com as evidências do crime. No ano passado, dos dez itens mais exportados pelo país, sete tinham origem agrícola. 
O Globo

Um comentário:

Anônimo disse...

O SIF 385 É DE ANDRADINA/SP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...