quarta-feira, 8 de março de 2017

Veterinária ✰ Artigo de Eduardo de Almeida Reis

Nada mais importante numa fazenda que a assistência de um bom médico-veterinário. Pelo andar da carruagem, está ficando difícil encontrar bons profissionais num país recordista em faculdades de Veterinária. Somam 250, geralmente arapucas despejando milhares de veterinários no mercado. E a tendência é piorar com o anúncio das primeiras escolas de ensino a distância.
A Rússia tem 17,10 milhões de km², o Canadá 9,98, a China 9,59, os EUA 9,37, o Brasil 8,51, a Austrália 7,69. Pois muito bem: a Rússia tem 41 faculdades de Veterinária, o Canadá 5, a China 23, os USA 27, o Brasil 250, a Austrália 7. Rússia, Canadá, China, USA e Austrália somam 103 escolas, contra 250 do Brasil.
A Índia, com 1.260 bilhão de habitantes, o maior rebanho bovino e bubalino do mundo somando 329 milhões de cabeças, tem 40 escolas de Veterinária, a Grã-Bretanha 7, a Alemanha 5, a França 4.
Numa escola a distância, o aluno pode aprender a distinguir um cachorro de um gato, uma zebra de um cavalo, um elefante de um rinoceronte. Fora daí, o ensino fica meio difícil, mas vai enriquecer dezenas de “educadores” e despejar no mercado milhares de “veterinários”. O país é pouco sério, mas estava dispensado de exagerar. Veterinária a distância é caso de polícia.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...