quinta-feira, 13 de abril de 2017

Bebê de 2 meses morre após passar por 3 hospitais em São Paulo

"Não tiravam nem a roupinha para examinar", diz avó
A família de um bebê de 2 meses que morreu de parada cardíaca em Santa Bárbara d'Oeste (SP), após passar por três unidades de saúde públicas registrou boletim de ocorrência e afirmou que os hospitais negaram atendimento à criança. De acordo com Teresinha Calisto, avó do menino Brayan, ele não foi examinado corretamente. "Não tiravam nem a roupinha dele para examinar", disse.
A Prefeitura informou que verificou o caso e que não encontrou relação entre os procedimentos hospitalares e a morte do bebê.
Durante duas semanas, a família levou Brayan ao posto do bairro Vista Alegre, ao pronto-socorro Afonso Ramos e a outro pronto-socorro municipal. Em nenhuma das unidades, conforme os familiares, o bebê recebeu atendimento adequado.
A avó da criança disse ao G1 que o garoto estava com sintomas fortes de gripe e problemas para respirar, mas ainda assim não foi examinado.
“Não fizeram exame, não fizeram Raio-X, falavam que era uma gripe e era só fazer inalação com soro em casa que estava bom”, afirmou a avó. "A gente pedia exames, mas o médico falava que não ia dar, que o bebê não tinha nada e que não precisava", disse.
O garoto morreu na manhã do último sábado (8) de parada respiratória. A família relatou que foi orientada por uma enfermeira a fazer o boletim de ocorrência na Polícia Civil. O caso foi registrado como morte suspeita.
Prefeitura
A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d'Oeste, em nota enviada ao G1, disse que analisou os prontuários de atendimento da criança e que "não foi detectada uma conexão entre o atendimento realizado no dia 3 de abril e o óbito, dia 8 de abril".
A pasta também informou que a Comissão de Ética dos prontos-socorros vai avaliar o caso e está disponível para prestar esclarecimentos à família e autoridades.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...