quinta-feira, 20 de abril de 2017

Lula desafia Moro: Tá pra nascer o homem que me faça ir 87 vezes à Curitiba.

Ao saber da decisão de Moro, Lula achou tratar-se de uma brincadeira. Ao perceber a seriedade da situação externou sua onipotência:
- Tá pra nascer um homem que me faça ir 87 vezes à Curitiba. Se ele se acha poderoso por ser Juiz, eu sou Luiz Inácio Lula da Silva, não esses "bonecos", que ele costuma prender.
Desnecessário comentar sobre volume do destempero.
Aos berros ordenava advogados que dessem um jeito de acabar com a palhaçada ou procurar outro emprego.
Surtou legal. Conhecido por não medir palavras ou temer consequências, dessa vez se superou.
De nada adiantava pedir calma. Transtornado, deixava claro jamais ter sido afrontado dessa forma e que não aceitaria tamanha humilhação.
Perplexidade total. Ninguém de sua equipe, ou de qualquer outra, poderia imaginar tacada de Moro nesse nível. Genial, sob todos os aspectos e 100% de acordo com a Lei.
Réu tem a prerrogativa de se fazer representar por Advogados se assim o desejar, desde que tenha concordância do Juiz.
Manobra vista como decisão a fazer parte da "bibliografia" do Direito no Brasil.
Sem dúvida, não bastasse o conjunto da obra, Moro entrou definitivamente pra História.
Lula também ficará marcado. De Rei a Bobo da Corte.
Começa a quebra de braços jurídica. Seguem recursos e contestações. O esperado é a Defesa diminuir consideravelmente o legal, mas abominável sob todos os aspectos, número de testemunhas e Moro liberar Lula de comparecer.
A tapuia perfeita. Independente do desenrolar, Moro sai fortalecido e Lula desmoralizado, principalmente com relação à Truculência de macho que resolve tudo na "Pexeira".
Ficará quietinho e dançando conforme batuta do Magistrado.
O estrago está feito. Overdose de Malandragem, Moro efeito colateral.
Por um lado, constrangimento e humilhação de ter de recuar, colocarão Lula no seu devido lugar, mas ainda é insuficiente.
Passou da hora de curvar a Coluna desse Rei de Império imaginário, fazendo-o calar a boca, respeitando autoridades e Instituições.
Mais uma vez esse Cidadão desacatou a figura do Dr Sérgio Moro e essa atitude é crime previsto em Lei.
Resta tênue preocupação com o imponderável, mas não impossível, em se tratando do País da Inversão de Valores, onde verbos relativizar e criminalizar, se tornaram protagonistas, reduzindo Leis, ao "a quem interessar possa.
Se Lula não comparecer e os 87 se confirmarem, entregue o País aos Vermelhos e saia, antes que fechem as Fronteiras.
José Romario Oliveira Filho

2 comentários:

Custos no Setor Público disse...

Lula vai negociar a quantidade de testemunhas para não precisar ir à Curitiba. E sairá falando que venceu Moro...

Sérgio Alves de Oliveira disse...

Lula e os seus advogados contam com os mecanismos da infindável burocracia judicial que tem força para eternizar qualquer processo ,desde que haja dinheiro suficiente para pagar advogados ,que podem promover simultaneamente enxurradas de recursos e chicanas processual. Seria muito difícil que apesar de notificadas,todas as 87 testemunhas comparecerem à respectiva audiência designada. Então novas audiências teriam que ser marcadas para ouví-las,mesmo que conduzidas sob "vara". Quantos anos demoraria essa chicana? Será que o tempo de vida do Juiz e das partes dariam conta do "recado" ? O tempo não acabaria matando o processo?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...