quinta-feira, 20 de abril de 2017

O que dizer de um país no qual corruptos elaboram, aprovam e promulgam leis?

Pois é, senhores! Esse país se chama Brasil. É nele que um bando de corrupto FDP, nas barbas de um povo passivo e omisso e de umas Forças Armadas sucateadas e, aparentemente, amedrontada, roubam, metem, elaboram leis e ainda de forma prepotente sapateiam sobre a Justiça.
Possivelmente, cumprindo ordens do chefe da Máfia brasileira, o senador Renan Calheiros elaborou um projeto para, segundo ele, coibir o abuso de autoridade. O problema é que o referido senador tem mais de 12 processos por corrupção, alguns engavetados na Suprema Corte e outros em andamento nas mãos do juiz Sérgio Moro e, provavelmente, pensando em se salvar, criou esse fatídico projeto que, na verdade, nada mais é do que uma forma de apear a Justiça e acabar com a Lava Jato.
Segundo a imprensa, esse senador Alagoano, que na última eleição, com a ajuda da Odebrecht, conseguiu eleger seu filho para governador daquele estado. E assim como “Lula Brahma”, apesar de estar envolvido em uma porção de crimes e com uma penca de processos por corrupção nas costas ainda continua solto e dando as ordens na podridão da Republica brasileira.
Renan e Lula são casos raros, mas num país onde um réu diz alto e em bom tom que a Justiça está acovardada, não é de se admirar que essas duas figuras consigam aprovar o projeto de abuso de autoridade e continuem soltos e mamando nos cofres públicos. Contudo, pelo que se propaga a respeito dos dois, há tempo que essa dupla já deveria estar dormindo no chão frio do cárcere da Policia Federal.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...