sábado, 13 de maio de 2017

Suzane Von Richthofen deixa prisão por indulto do Dia das Mães. Isso faz sentido?

Como já foi divulgado por diversos veículos, Suzane Von Richthofen recebeu o indulto do Dia das Mães, pelo qual a pessoa tem direito de, temporariamente, sair da cadeia em função da data comemorativa. O dado curioso, para quem eventualmente não conheça a história, é que ela foi condenada justamente por planejar a morte dos pais, que perderam a vida vitimados por pauladas na própria cama, durante a noite.
Quanto ao tema, vamos por partes.
Primeiro, por mais que soe ilógico, tal benefício DE FATO pode abranger qualquer detento, inclusive o matricida. Não é uma compensação pelo amor aos pais nem nada do tipo, mas sim pelo bom comportamento e outros requisitos (tanto que há indultos em diversas outras datas). A explicação ‘lógica’ é que, com esse tipo de contrapartida, os presos tendem a evitar comportamentos violentos, uma forma “estratégica” de fomentar a tranquilidade nos presídios.
É uma meia verdade. Pois claro que, oferecendo benefícios, alguns buscarão merecê-los. Mas não todos, e, mais ainda, também é possível evitar a violência generalizada por meio de ações disciplinares, para além da barganha de um “feriado”. O grande problema é que não há resultados práticos palpáveis. Tais indultos existem há anos e tudo que se noticia são presídios cada vez mais violentos, sem contar os que simplesmente não voltam.
Por fim, há outro dado, e este AINDA mais curioso: para os esquerdistas, o Dia das Mães deve ser abolido das escolas, mas não nas cadeias, para efeito do benefício da saída por conta da data. Faz sentido? Não precisa fazer. Ideologia é assim mesmo, puro fanatismo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...