quinta-feira, 18 de maio de 2017

Anvisa proíbe venda de sete lotes de paçoca da marca Dicel com alto teor de substância cancerígena

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nesta quarta-feira, a distribuição e venda de sete lotes de paçoca após encontrar um alto teor de aflatoxinas, uma substância tóxica e cancerígenas. A interdição cautelar vale para todo o país e se aplica aos lotes 0042, 0029, 0040, 0026, 0023, 0092 e 0024 do produto Paçoca rolha, da marca Dicel.
A interdição foi feita considerando o comunicado de recolhimento voluntário encaminhado pela WK Produtos Alimentícios Ltda, empresa que distribui a mercadoria, após uma auditoria interna detectar a presença das toxinas. A firma fica responsável pelo recolhimento dos lotes com problema que estão em estoque no mercado.
Não é a primeira vez que a WK Produtos Alimentícios Ltda tem produtos retirados do mercado por causa da presença de substância cancerígena. Em março, a venda do lote 0027 da paçoca também foi suspensa em todo o país porque o produto excedeu o limite do teor da substância, espécie de micotoxinas encontradas em alimentos.
De acordo com relatório do Laboratório de Análise Micotoxicológicas, foi detectado teores acima do limite máximo tolerado permitidos para amendoim com casca, descascado, cru ou tostado, pasta de amendoim ou manteiga de amendoim.
Aflatoxinas são substâncias tóxicas e carcinogênicas, e, por isso, produtos fora da especificação não podem ser consumidos pela população.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...