terça-feira, 23 de maio de 2017

Filho adotivo de Renato Russo decide expulsar a avó de casa

Essa não foi a primeira vez que Giuliano Manfredini retirou um parente de casa.
Ele está administrando os imóveis do pai no Rio, São Paulo e Brasília.

Faz três semanas que Dona Carmem Manfredini, mãe de Renato Russo, foi expulsa de casa, em Brasília, pelo filho adotivo do músico, Giuliano Manfredini. Agora ela mora com a filha também no Distrito Federal. A atitude abalou toda a família.
Quando Renato Russo morreu, ele deixou alguns imóveis no Rio de Janeiro, em São Paulo e na capital do país. Todos passaram a ser administrados por Giuliano. Mas esta não foi a primeira vez que ele retirou um parente de casa. Carmem Tereza, irmã de Renato, foi convidada a sair de um apartamento e para evitar conflitos, se mudou para Brasília em uma casa comprada por ela com recursos próprios - Carmem é cantora e há quem diga que ela foi a inspiração para que Renato Russo se dedicasse à música.
O último gesto de Giuliano foi trocar todas as fechaduras de um imóvel localizado na Rua Nascimento Silva, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, para que a avó e a tia não tivessem acesso ao apartamento. O local está intacto desde a morte de Renato Russo e agora é cuidado apenas por uma faxineira que limpa a casa semanalmente. 
A coluna procurou a assessoria de impresa que de maneira extraoficial disse que Dona Carmem se mudou em julho de 2016 e desde então não mora mais no apartamento em Brasília. Foi uma decisão em comum acordo com a família inteira. Os advogados de Giuliano admitem que o filho de Renato Russo não possui uma boa relação com a avó e a tia e dizem ainda que a fechadura do apartamento de Ipanema foi trocada por causa da faxineira. O local está praticamente vazio já que grande parte dos pertences seguiram para uma exposição que vai acontecer em breve, em São Paulo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Agora não adianta se revirar no túmulo querido Renato Russo autor da música (PAIS E FILHOS...)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...