sexta-feira, 26 de maio de 2017

Guerrilheiro que decepou a própria mão com bomba caseira continua internado em Brasília.

Entre os feridos, há oito policiais militares que também sofreram ferimentos e agressões durante o protesto. De acordo com a corporação, eles ficaram feridos na cabeça e nas pernas, após levarem pedradas, golpes com madeiras e barras de ferro. A PM e a Secretaria de Saúde não informaram se há policiais internados.
O guerrilheiro comunista urbano que levou um tiro no rosto durante as ações armadas contra o governo federal na Esplanada dos Ministérios, nesta quarta, está internado em estado grave e respira com a ajuda de aparelhos. A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal na tarde desta quinta . Além dele, outras 48 pessoas ficaram feridas.
Dos 49 feridos, cinco pacientes seguiam internados no Hospital de Base até esse mesmo horário. O número inclui o manifestante que teve a mão dilacerada após tentar atirar uma bomba de fabricação caseira na direção dos policiais. Segundo testemunhas, a bomba explodiu antes de ser lançada.
A Secretaria de Saúde informou que foram amputados três dedos da mão do criminoso durante o procedimento cirúrgico. Ele permanece internado, com quadro estável e respirando por conta própria. Até o momento da divulgação, não havia previsão de alta médica para esses dois pacientes.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...