quarta-feira, 10 de maio de 2017

Rodrigo Janot quer Gilmar Mendes fora do caso Eike Batista

E o que fazer com Toffoli e Lewandowski?

Se existe a incompatibilidade do Ministro Gilmar Mendes com relação a Eike Batista, essa incompatibilidade, também deve ser estendida aos ministros Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski. O primeiro por ter sido advogado do PT e o segundo, conforme li na imprensa, por ter sido indicado por pessoas amigas da falecida Marisa Leticia, mulher de Lula. Nenhum dos três deveriam estar julgando casos da Lava Jato. E Dirceu deveria voltar para a prisão.
Nesta segunda-feira, o procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que afaste o ministro Gilmar Mendes da relatoria do habeas corpus do empresário Eike Batista e que anule todos as decisões tomadas por ele no processo, inclusive a que determinou a sua soltura em abril.
Janot questiona a isenção de Mendes pelo fato de a sua esposa, Guiomar Feitosa Lima Mendes, ser sócia do escritório de advocacia Sérgio Bermudes, que presta serviços a Eike Batista em processos no âmbito cível. O empresário teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio, na Operação Eficiência, desdobramento da Lava Jato no Estado, em janeiro. Ele foi solto por decisão monocrática de Mendes em abril.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...