terça-feira, 6 de junho de 2017

Desviam dinheiro de estatais e os sindicalistas não defendem os trabalhadores

O fato de entidades sindicais como a CUT, braço sindical do PT, saírem às ruas gritando “Fora, Temer!” é compreensível como direito a uma forra depois de ouvirem milhões de pessoas gritando “Fora, Dilma!” no ano passado e vê-la ser cassada após aprovação de seu impeachment. 
Esqueçamos que foram os petistas que elegeram Michel Temer como vice-presidente da República ao votarem em Dilma Rousseff para dois mandatos, colocando-o na condição de seu substituto e sucessor. O que se apresenta como bastante estranho é o silêncio dos sindicalistas ante os desvios ocorridos em fundos de pensão e até mesmo do FGTS. Por que não gritaram a favor dos funcionários da Petrobras, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica quando os dirigentes petistas de seus fundos de pensão fizeram negócios escusos levantando recursos para financiar campanhas de Lula e Dilma e seus aliados, além de comprar apoios no Congresso Nacional? 
unte-se a isso tudo o fato de nenhuma entidade sindical reclamar sobre o crescimento patrimonial de seu líder maior, como o tríplex de Guarujá, o sítio de Atibaia, a residência em apartamento de luxo em São Bernardo, além de mesadas pagas a familiares, viagens em jatinhos de luxo e outras benesses. 
Por fim, qual a crítica que os dirigentes sindicais fizeram em defesa dos trabalhadores da Petrobras quando sob a complacência de Lula e Dilma assaltaram a maior estatal brasileira? Será que podemos esperar alguma reação? Milagres às vezes acontecem.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...