terça-feira, 18 de julho de 2017

Temer faz "surubas" com o nosso dinheiro!

Para garantir a sua permanência no posto de presidente da República, alçada com o impeachment do seu titular, a Dilma Rousseff, presidente Michel Temer pratica explicitamente o "toma lá, dá cá", com liberação de emendas parlamentares aos seus aliados de "interesse", do momento. Isto é uma prática comum de todos os presidentes, quando se encontra na posição de "saia justa". Temer se encontra nela com o processo de crime de corrupção. 
Na prática, isto é igual dito pelo senador Romero Jucá, do mesmo partido do presidente Temer, o PMDB: "Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada". Parece que o Michel Temer não segue as regras do seu colega do PMDB, Romero Jucá. Suruba do Temer é "selecionada". Só participa do suruba os que votam a favor dele, especialmente os que fazem parte da Comissão de Constituição de Justiça da Câmara dos Deputados. Suruba do Temer é para público restrito dos parlamentares do "centrão" e "infiéis" de outros partidos. 
Ao que parece, "suruba" é especialidade do partido do presidente Temer, o PMDB. A suruba é praticada desde o primeiro presidente civil, após o Regime militar de 1964, o José Sarney. Sarney fez escola para os atuais membros do PMDB, o Romero Jucá e Michel Temer, entre eles. O PMDB de hoje não lembra nem um pouco a figura do Ulysses Guimarães, que "abriu mão" para que Tancredo Neves pudesse ser o candidato de consenso na saída do Regime militar. 
Michel Temer não lembra nada do Ulysses Guimarães, símbolo do PMDB. Presidente Temer é retrato da decadência de um partido que se aliou ao PT para, de forma obtusa, chegar ao posto de presidente da República. Pelo contrário, o Michel Temer é acusado pela Procuradoria Geral da República de "corrupção passiva". Temer não quer que a Câmara dos Deputados autorize o prosseguimento do inquérito pelo STF. Temer tem culpa no cartório. Temer tem marca do batão das "surubas" que andou praticando, no pleno exercício da presidência da República. 
Enquanto isto, o povo brasileiro anda "pagando o pato" ou melhor "pagando a conta" das "surubas" promovidas pelo Michel Temer, com o nosso dinheiro!

Um comentário:

Anônimo disse...

Quando temer diz "caríssimos deputados", é isso mesmo que ele quer dizer.
мλя₸ҢịդҢạ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...