quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Na feira, no shopping ou nas ruas, o nome Bolsonaro esta na boca do povo

Os brasileiros começam a aceitar Jair Bolsonaro como a solução para afastar o Crime Organizado do poder. Em visita a São Paulo, o Blog constatou que Bolsonaro começa a ser a escolha do povo. Nas feiras, nos shoppings, aniversários, batizados e casamentos, só se fala no ex-capitão do Exército brasileiro. Parece até que o homem virou mania nacional! E o refrão, normalmente, que se ouve é: “É melhor já ir se acostumando”.
Também, pudera! Diante de: uma corrupção desenfreada; uma carga de impostos insuportável; uma Justiça “acovardada”; ministros da corte, soltando bandidos e falando que “o rabo não abana o cachorro e, sim, o cachorro que abana o rabo”; Lula, mesmo condenado, fazendo campanha e fingindo que está tudo bem. Aí os políticos se aproveitam e como na sua maioria, é quase tudo corrupto, inventam lei na calada da noite a fim escapar da Lava Jato e se perpetuarem no poder. Por isso, e por outras coisas impublicáveis, Bolsonaro parece ser o último recurso, para esse país sofrido e conhecido no mundo como: a "casa da mãe joana". Pelo menos, foi o que o Blog comprovou em suas andanças pelo interior de SP.

100 Policiais mortos no Rio de Janeiro, mas segue forte á apologia do crime organizado e ao tráfico de drogas promovido a bandidos pelas novelas.

Bolsonaro quer militarizar ensino no país e pôr general no MEC

Não dobrar short ou camiseta da educação física "para diminuir seu tamanho" nem usar óculos com "lentes ou armações de cores esdrúxulas".
Meninos: nada de "barba ou bigode por fazer e costeleta fora do padrão". Meninas: esqueçam o penteado "com mechas caídas". Tingir o cabelo de "forma extravagante" é proibido para todos.
"Contato físico que denote envolvimento de cunho amoroso (namoro, beijos etc.)" é infração até fora da escola, se o aluno estiver de uniforme.
As normas de uma escola dirigida pela Polícia Militar goiana seguem o rígido padrão disciplinar de instituições de ensino militarizadas. E, se depender do pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro, podem virar praxe no sistema escolar nacional.
Das 147 mil unidades públicas de ensino básico, cerca de 0,1% estão sob batuta militar. São 13 comandadas pelo Exército (há um projeto para implantar uma em São Paulo) e dezenas nas mãos de PMs estaduais –não há um órgão que centralize esse total, e alguns Estados não possuem o dado consolidado, mas sabe-se que Goiás lidera o ranking, com 36 colégios sob guarda da polícia e mais 18 previstos para 2018.
Bolsonaro diz que, se eleito presidente, multiplicará o modelo, fechando parcerias com as redes municipal e estadual. Reconhece ser impossível cobrir 100% da malha escolar, mesmo porque "faltariam recursos".
Mas as escolas militares "passariam a ser exemplares", pois nelas há "educação moral e cívica, cultua-se o respeito às autoridades, no intervalo não tem maconha, o pessoal corta o cabelo, cobra-se o dever de casa...".
À frente do MEC (Ministério da Educação), em eventual gestão sua, colocaria um general –alguém "que represente autoridade, amor à pátria e respeito à família", ao contrário de titulares recentes da pasta, diz.
Cita dois petistas: "[Fernando] Haddad? Pai do 'kit gay' [projeto para discutir homofobia e sexualidades nas salas de aula]. Aloizio Mercadante manteve a mesma política".
No começo de agosto, o deputado do PSC-RJ (que deve trocar de legenda para disputar o Palácio do Planalto) distribuiu em suas redes sociais vídeo de "um exemplo de ensino que deveria ser adotado em todas as escolas públicas do Brasil".
A visita, diz o parlamentar, foi um desagravo aos estudantes, alvos do programa "CQC", que naquele 2015 fez reportagem crítica sobre a escola onde "no corredor não tem bedel, tem policial, alguns com arma na cintura".
Antes de passar para o controle da PM, num acordo estabelecido em 2012 com a Secretária de Educação amazonense, a unidade tinha alunos receosos de deixar a mochila na sala para ir ao recreio –colegas poderiam roubá-la. Coibir a violência no ambiente escolar não é a única vantagem que Bolsonaro vê na militarização da educação.
Os índices de aprovação tendem a disparar nesses colégios, que costumam ficar entre os primeiros lugares do Enem.
Tudo isso é verdade, diz Renato Janine Ribeiro, que chefiou o MEC por seis meses na administração Dilma Rousseff. De fato, "existe uma preocupação muito grande" com "uma parcela da juventude muito sem limites", sobretudo após o caso da professora de Santa Catarina espancada por um aluno. E as escolas militares têm, sim, desempenho melhor no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).
Elas já ganharam simpatia até do senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Ao defender a federalização do ensino básico, o também ex-ministro da Educação, no governo Lula, elogiou os colégios militares.
O problema é comparar maçãs e laranjas, afirma Ribeiro. Essas instituições "têm mais recursos", então é natural que se saiam melhor.
Para o filósofo, "é um erro, numa sociedade democrática, tentar colocar a formação militar –hierárquica e obediente– como ideal para todos os jovens", inquietos por natureza.
São eles, afinal, o futuro de um "país que sempre cultivou uma certa autoimagem de uma coisa mais alegre, mais solta nos costumes".
O pelotão de crianças e jovens fardados, diz, "deveria ser exceção, não regra".
Anna Virginia Balloussier

Impeachment de Dilma completa 1 ano ✰ Comentário de Cláudio Tognolli

Ex-presidente Dilma Rousseff pede socorro a Chico Buarque 

para fazer ato “O Brasil um ano depois do golpe” nesta quinta (31) no Rio de Janeiro.

Propaganda PDT com Lupi e Ciro Gomes; chora Brizola.

Gostando ou não de Brizola, não há como negar; ele tinha vergonha na Cara, virtude que passou longe de Lupi e Ciro Gomes.
Flagrante, do fotógrafo Orlando Brito, imortalizou uma das cenas mais vexatórias da Política Brasileira.
Carlos Lupi, Presidente do PDT, na época Ministro do Trabalho do Governo Dilma, pego em atos de corrupção, viu seu cargo em risco e protagonizou ápice de falta de caráter e dignidade.
Igual à uma prostituta de cabaré barato prestes a levar bofete do gigolô, causou náuseas e incredulidade, ao babar mão de Dilma, enquanto ela demonstrava nojo e indiferença.
Ciro Gomes na Eleição de 2002, ano em que Lula chegou à Presidência, após várias tentativas frustradas, Ciro Gomes largou na frente, como grande favorito.
Pessoas acreditaram e investiram em Ciro Gomes; a exemplo de Nelson Marquezeli.
Embalado pela promessa de Ciro, investiu fortunas, certo que seria Ministro da Agricultura.
O "Coroné Cearense" não tardou a mostrar real intenção. Deu uma de Coelho e, no auge da Corrida, abandonou e se vendeu ao PT, em troca de vantagens.
Em dois mandatos do "Grande Czar Petista" e posteriormente no periodo Dilma, o "Playba da Praia do Futuro" se notabilizou na peçonhenta posição de "Amigo", pulando de cargo em cargo e mamando nas Tetas.
Assistindo programa político do PDT, com esses dois senhores se rasgando em críticas ao Governo atual, condenando malfeitos e pousando como paladinos da moralidade, senti pena de Brizola.
Pobre Leonel; deve estar arrebentado, diante da contaminação no seu Partido.
Sendo PDT parceiro histórico dos devaneios de Lula, sua putrefação se torna mais uma prova da Virada de Página; Esquerda rumo ao passado, em viagem sem volta.
Ao Eleitor restam 3 opções:
01 - Acreditar em Ciro, eleger o sujeito e ter Lupi como Ministro da Casa Civil; segundo homem mais poderoso do País.
02 - Acreditar em Ciro e se deparar com mais uma venda de apoio, pra quem melhor pagar.
03 - Vomitar.

Perceba a diferença

Para Moro, condenado rico em casa e o pobre na prisão é uma farsa

Pelo que temos assistido nos últimos dias, está claramente configurado que há uma grande diferença entre pobres e ricos quando o assunto é decisão da Justiça. Quando um pobre é condenado, ele vai cumprir sua pena, esteja certa ou não a decisão, uma vez que ele não tem a quem recorrer. Cai por terra o dispositivo constitucional que quase todos os cidadãos sabem de cor: “Todos são iguais perante a Lei”. Entretanto, quando o réu e rico e é condenado mesmo de forma correta, há advogados que cobram muito bem por seus honorários que conhecem as brechas das leis e em pouco tempo seu cliente na pior das hipóteses sai do xadrez e vai cumprir sua pena em prisão domiciliar ou em regime semiaberto. Quando o assunto envolve dinheiro, aí é que os advogados deitam e rolam. Recentemente o juiz Sérgio Moro afirmou: “O processo funciona quando o inocente vai para casa e o culpado vai para a prisão. Se isso não ocorre, é uma farsa”. Para o comandante da Operação Lava-Jato, basta que se diminuam as brechas do sistema e os recursos que têm por objetivo protelar aq tramitação dos processos que muitas vezes alcançam a prescrição dos crimes cometidos. Infelizmente, quem possui o poder de tomar tais decisões tem interesses diretos e não tomarão qualquer iniciativa neste sentido. E ainda aparece em cena o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes fazendo de tudo para que o Supremo derrube sua própria decisão estabelecendo a prisão de condenados após confirmação em segunda instância, daí a série de liminares determinando a soltura de criminosos condenados, mas que têm com ele algum tipo de ligação. Já passou da hora de a presidente do STF, ministra Cármem Lúcia, ou determinar o afastamento de Gilmar Mendes dos processos com os quais tenha ligações com os réus, conforme solicitou a procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ou levar o assunto para uma decisão imediata do plenário da Corte. O povo exige uma decisão rápida, deixando bem claro do “Soltador-geral da República” que chegou o momento de que não pode continuar desmoralizando a Justiça da qual ele deveria ser um dos primeiros a respeitar e preservar.

Lula revelou a causa da morte de Marisa Letícia: Lava Jato ✰ Comentário de Augusto Nunes

TRF4, Porto Alegre, decidirá dia 13 se Zé Dirceu volta ou não volta para a cadeia de Curitiba

Se os desembargadores do TRF4, Porto Alegre, confirmarem a condenação do petista Zé Dirceu a 20 anos de cadeia pelo juiz Sérgio Moro, Dirceu voltará para a prisão, de onde saiu em maio após decisão da Segunda Turma do STF.
O recurso do petista serás julgado dia 13. 
Leia nota abaixo do editor que trata dos cuidados que a Corte tomou para a sessão de julgamento do petista corrupto mais conhecido depois de Lula.
Votaram para libertar Zé Dirceu os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

TRF4 dita regras p/ julgamento de recursos da Lava Jato dia 13/09

Este é um dos corruptos do PT que recorrem ao TRF4.

No dia 13 de setembro, a partir das 13h30, acontecrá a sessão de julgamento da 8ª Turma, que julga os recursos da Operação Lava Jato.
Entre os processos agendados, estarão em pauta duas apelações criminais:
- A apelação de número 5023135312015404700 tem como apelantes o Ministério Público Federal (MPF), Pedro Correa, Ivan Vernon Gomes Torres Júnior e Rafael Ângulo Lopez. 
- No processo número 50452418420154047000, os apelantes são Fernando Antonio Guimarães Hourneaux de Moura, José Dirceu de Oliveira e Silva, Gerson de Mello Almada, João Vaccari Neto, Júlio Cesar dos Santos, Luis Eduardo de Oliveira e Silva, Renato Souza Duque, Roberto Marques, Petrobrás e MPF.
Frente ao interesse da imprensa na cobertura jornalística do julgamento envolvendo agentes políticos, informamos que:
Aos jornalistas será reservada uma Sala de Imprensa no auditório do TRF4 (andar térreo), com credenciamento prévio e lugares limitados.

Não deixe sua filha estudar em Universidade Federal

Gilmar Mendes precisa ser expurgado do STF

Gilmar Mendes foi padrinho de casamento da filha de Barata

Apesar da pressão popular para que o assunto seja analisado, o Senado Federal não deu andamento aos pedidos de impeachment contra o ministro Gilmar Mendes e, enquanto os políticos corruptos ali permanecerem, dificilmente dará.
O pedido de Impeachment foi processado pelo ex-procurador-geral da República Cláudio F. e pelo professor de Direito da Universidade de Brasília (UnB) Marcelo Neves. Junto com outros juristas, eles afirmam que há pelo menos três motivos para Gilmar perder o cargo de ministro do STF.
Gilmar Mendes não tem mais condições de vestir a Toga de ministro da Suprema Corte, além disso, o ministro “laxante”, como vem sendo chamado nas redes sociais, é acusado de receber flores dos bandidos beneficiados pela roubalheira de Sérgio Cabral. Isso, sem falar no seu voto de minerva que, de forma suspeita, salvou Michel Temer de perder o mandato.
A sua condição de presidente do TSE, se tornou suspeitissima e as acusações aumentam a cada dia. Na justificativa dos procuradores para o impeachment de Gilmar, estão os inúmeros habeas corpus concedidos por ele a poderosos, que demonstrariam assim, que o ministro julga processos com parcialidade.
Porém existem inúmeros casos que demonstram o comportamento suspeito do Ministro Gilmar Mendes. O último deles ou o mais polêmico envolvendo o magistrado, foi o da soltura por duas vezes do réu e empresário Jacob Barata Filho, com quem Gilmar Mendes tem relação pessoal. O ministro foi padrinho de casamento da filha de Barata, recebeu, junto com a esposa, flores enviadas pelo empresário corrupto, no entanto, mesmo assim, não se considerou impedido para julgar um habeas corpus a favor do larápio, que segundo a imprensa, faz parte do bando do ex-governador Sérgio Cabral.

Alexandre Garcia analisa a viagem de Temer a China

TRF4 confirma condenação de segunda instância e autoriza Moro a prender petista Renato Duque por 43 anos

Aguardando os chefes que o nomearam, mantiveram, protegeram e se beneficiaram com suas roubalheiras. 

A decisão do TRF4 sobre a prisão do líder do PT, cumpre jurisprudência afirmada no anopassado pelo STF, mas que agora é questionada por ministros como Gilmar Mendes.
O TRF4 acolheu hoje, parcialmente, embargos de declaração, mas que não alteram as penas confirmadas para Renato Duque, ex-diretor da Petrobrás, líder do PT, e Adir Assad.
Mantidas as condenações e passado o prazo de embargos de declaração, o Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba poderá iniciar a execução das penas.
No julgamento desta apelação criminal, Duque, que também responde a outros processos criminais, foi condenado a 43 anos e 9 meses de prisão e Assad a 9 anos e 10 meses.

Brasil, único país no mundo em que bandido proíbe roubo

Reunião na pocilga

Observem na foto os grupelhos reunidos

Plenário da Câmara discute reforma política, uma verdadeira piada. Que moral tem essa pocilga para fazer reforma política? Esses corruptos quando se juntam é para deliberar sobre seus interesses e meter a mão no bolso do contribuinte. Um bando de canalhas que ganham o que querem, não trabalham, roubam, desmoralizam o país e ainda tem imunidade e apoio jurídico de uma magistratura, que manda bilhetinhos quando quer aumento de salário e obtém. Agora vou parar, se não, vou baixar o nível.

Onde está a sua sorte? ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

Brasil registra 28 mil homicídios no 1º semestre. Média é de 155 por dia.

O Brasil já ultrapassou a marca dos 28 mil assassinatos cometidos neste ano. De acordo com dados fornecidos pelas secretarias estaduais de segurança pública, no 1.º semestre o País chegou a 28,2 mil homicídios dolosos, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios (roubos seguidos de morte).
São 155 assassinatos por dia, cerca de seis por hora nos Estados brasileiros, onde as características das mortes se repetem: ligada ao tráfico de drogas e tendo como vítimas jovens negros pobres da periferia executados com armas de fogo. O número é 6,79% maior do que no mesmo período do ano passado e indica que o País pode retornar à casa dos 60 mil casos anuais. 
O aumento acontece em um ano marcado pelos massacres em presídios, pelo acirramento de uma briga de duas facções do crime organizado (Primeiro Comando da Capital e Comando Vermelho), dificuldades de investimento dos Estados na área e um plano federal de apoio que avança menos que o prometido.
Em âmbito local, o aumento é puxado pelas elevações em Estados nordestinos, como Pernambuco. Se o País teve 1,7 mil homicídios a mais neste semestre, boa parte, 913, se deve à derrocada do Pacto Pela Vida, programa pernambucano que vinha conseguindo reduzir assassinatos na última década, enquanto a região mantinha tendência de alta. A onda de violência tomou as cidades pernambucanas, assim como foi intensificada no Ceará e no Rio Grande do Norte. Quatro dos 11 Estados que tiveram aumento estão no Nordeste.
Se as disputas relacionadas ao tráfico de drogas explicam parte da alta, é necessário, em outra medida, alertam especialistas, entender como essa dinâmica funciona. Professor da PUC-Minas e ex-secretário adjunto de Defesa Social do Estado, Luis Flávio Sapori se debruçou sobre inquéritos de homicídios de Belo Horizonte e Maceió. Em estudo divulgado neste mês, chegou a conclusões importantes. “Os dados empíricos apresentados até o momento confirmam que a principal motivação dos homicídios nas capitais estudadas deriva de conflitos no mercado das drogas ilícitas. Entretanto, os patamares do fenômeno são bastante inferiores ao que é geralmente propagado por autoridades políticas e de segurança pública.” 
Ele explica que o tráfico e os traficantes acabam por gerar “difusão da violência”. “Nas relações afetivas, familiares, nas relações de vizinhança e na sociabilidade cotidiana, comerciantes das drogas ilícitas tendem a usar o mesmo padrão violento de resolução de conflitos vivenciado nas relações estritamente econômicas com parceiros, concorrentes, fornecedores e clientes”, diz. “E a posse da arma de fogo é elemento decisivo nesse fenômeno.” 
Ele destaca que as conclusões podem ser usadas na análise do País. “Isso explica boa parte do que acontece nas cidades brasileiras, onde o tráfico se consolidou como matriz dos homicídios. Mas é necessário fomentar estudos locais para entender singularidades e levá-las em consideração ao elaborar políticas públicas.”
A antropóloga da Universidade do Estado do Rio (UERJ) Alba Zaluar atribui o aumento da violência ao “fim do investimento nos projetos e nas polícias estaduais comprometidas” com a prevenção. Ela lembra os exemplos do Pacto pela Vida, em Pernambuco e o das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio. “Os efeitos benéficos começaram a ser revertidos, agora ainda mais evidentes pela ausência de investimento público neles. Em diferentes porcentuais, as taxas de homicídio voltaram ao padrão de 2009, antes da implementação desses projetos”, disse ao Estado. 
“Se os projetos queriam ganhar os jovens atraídos pelos comandos de crime organizado que atuam hoje em todo o território nacional, seria também crucial fazer com que a atração exercida por este importante ator nas trevas das atividades empresariais diminuísse. Infelizmente não diminuiu”, diz. “Nada foi feito para mudar essa atração pelo negócio ilegal altamente lucrativo”
União. Questionado sobre a alta de assassinatos, o Ministério da Justiça não comentou. Sobre o Plano Nacional de Segurança, destacou que “os investimentos inicialmente previstos foram revisados e adequados com a realidade financeira da União e perfeitamente absorvidos pelos Estados, que adaptaram as ações propostas de modo a atingir os resultados. Paralelo a isso, ações de capacitação e doação de equipamentos estão sendo realizadas.” 
Pelo Plano, inicialmente foram enviados agentes da Força Nacional, equipamentos e R$ 31,94 milhões para as capitais de Rio Grande do Norte, Sergipe e Rio Grande do Sul. No caso do Rio de Janeiro, foram enviados agentes da Força Nacional e das Forças Armadas. A pasta não informou se e quando agentes federais serão enviados aos outros Estados. A previsão é de que todas as capitais tivessem agentes da Força Nacional ainda neste ano.

7º Encontro de Fuscas e Carros Antigos em João Neiva ES

Lobos solitários ✰ Artigo de Astor Wartchow

Os ataques terroristas realizados em importantes cidades têm tido em comum o fato de que suas autorias foram de iniciativa individual (salvo dois ou tres atentados).
Estas surpreendentes ações também têm revelado a inovadora e repetida utilização de veículos como meio (arma) de destruição de vidas.
O Estado Islâmico tem assumido a autoria intelectual dos atentados. O que nem sempre resta verdadeiro e confirmado. Desconfia-se desta dita responsabilidade pela simplicidade dos meios adotados.
O pensador norte-americano Samuel Huntington (1927-2008) é autor de um importante livro que - de algum modo e parcialmente - explica o que estamos vivenciando, qual seja: a hegemonia mundial de fatores religiosos e culturais.
Sua obra denominada "Choque de Civilizações"(1996) reafirma um pensamento anterior - do filósofo polones Feliks Koneczny (1862-1949) - que apregoava que os próximos movimentos e conflitos políticos (pós guerra-fria) seriam culturais e nao ideológico-nacionalistas.
Sem prejuízo desta tese, que parece confirmada, creio que também há de se considerar, para a compreensão dos fatos, a questão da hegemonia ocidental.
Quer por motivações geopolíticas e econômicas, o ocidente impõe, periodicamente, conceitos culturais, práticas civilizatórias e regimes políticos aos demais povos. Regra geral através de ações prepotentes e arbitrárias, militares quase sempre.
Relembremos o conceito de imperialismo: é o estabelecimento da soberania política de uma nação sobre povos e territórios estrangeiros. Suas motivações podem ser econômicas, estratégicas e de manutenção de poder e preservação de áreas de influência.
Entretanto, alguns historiadores julgam superado o debate em torno do imperialismo e sua significação dado o moderno caráter da globalização e seus efeitos gerais e periféricos.
Vistas estas hipóteses como motivadoras dos atentados, admitamos outra. Não poderia, por exemplo, ser também reflexo dos efeitos globais e instantâneos da moderna comunicação e interação (internet e redes sociais)?
E que de algum modo demonstram a futilidade comportamental humana, os estados de pobreza insuperáveis e carências de esperança e sobrevivência coletiva e essencial?
Consequentemente, os lobos solitários seriam jovens sem esperança, socialmente desintegrados, sem futuro imediato e contaminados por algum tipo de raiva (e inveja?) tocante ao modelo de vida ocidental.
E, obviamente, recrutados por apóstolos messiânicos!
Astor Wartchow - Advogado

Cotas ✰ Comentário de Cris Bernart

Qual a opinião de vocês sobre as COTAS? Vocês acham que as cotas são uma compensação histórica ou uma forma de segregar a população? Deixe o seu comentário (sem xingamentos, please! hahaha)!

Passageiro solta pum e leva avião a ser evacuado nos Estados Unidos

Os passageiros teriam sentido náuseas e dores de cabeça causadas pelo odor estranho

Um caso inusitado causou mal-estar entre os passageiros de um avião da American Airlines, nos Estados Unidos. Um porta-voz do aeroporto Raleigh-Durham, na Carolina do Norte, revelou que a aeronave precisou realizar um pouso de emergência e ser evacuada após um dos viajantes soltar um pum.
Os passageiros começaram a sentir náuseas e dores de cabeça e a aeronave foi forçada a pousar. O caso ocorreu na tarde do dia 16 de julho. A ocorrência foi considerada um “chamado médico” pelas autoridades.
A companhia aérea, entretanto, negou o incidente e afirmou que, após um odor diferente ter sido detectado na cabine, uma equipe foi chamada para atender problemas técnicos na aeronave. A American Airlines ressaltou ainda que a flatulência de um passageiro não motivou o pouso de emergência.
O voo ia de Charlotte para o aeroporto de Raleigh-Durham, de acordo com a empresa.

31 de agosto - Dia da Independência da Malásia

sábado, 26 de agosto de 2017

As privatizações voltam com fúria ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

A privatização “FAKE” da Eletrobrás 

Após o período de 8 anos que vai de 1º de janeiro de 1995 a igual dia e mês de 2003, correspondente ao Governo FHC, onde as privatizações de empresas paraestatais foi a mola mestra da corrupção, infelizmente as privatizações desonestas voltam agora. E voltam com toda a fúria. Tudo festejado pelos intermediários que ganharão muito com essas operações, e até com pleno apoio da mesma população idiotizada que tem sido responsável pela escolha desse lixo político que comanda o Brasil desde a Nova República de 1985, chegando a níveis extremos na EraPT/BMDB, que começou em 2003, iniciando com Lula da Silva e durando até hoje, com Temer.
É difícil compreender que apesar de toda a roubalheira havida com as privatizações mais antigas, ninguém tenha sido condenado por esses ilícitos. Tem gente desse núcleo que roubou tanto que hoje é dono de imóvel avaliado em vários milhões de euros na zona mais nobre de Paris.
Como o Brasil possui uma classe política equiparada às mais espertas e ladravazesdo mundo, essa tchiurmase notabilizou em ALTERNAR as formas de corrupção no tempo, de modo a usufruir ao máximo, e até a última gota, das vantagens próprias a cada período. No Governo FHC, do PSDB, por exemplo, foi predominantemente com as privatizações. Na Era PT/PMDB, com os mensalões, os petrolões, os escândalos da JBS, BNDES, e tantos outros.
Praticamente fechadas as portas da corrupção nas modalidades descobertas pela Polícia Federal, na Era PT/PMDB, onde a Operação Lava Jato tem especial destaque, é evidente que os delinquentes com assento no Poder Político teriam que fazer um enorme esforço para criar novas fontes de corrupção para não serem apanhados. Foi exatamente aí que resolveram retornar à política das privatizações, aproveitando o know-howdo PSDB, adquirido no passado recente, evidentemente contando com a sua participação e apoio na reintrodução desse projeto, dessa nova fonte de corrupção. Mas seria necessária uma intensa campanha com muita mídia comprada para obter aprovação da população. E assim foi feito. Tiveram pleno êxito. Os idiotas estão aí aplaudindo, nem se preocupando em saber as verdadeiras razões que estão por trás dessa medida. Apesar de um discurso diferente, enganador, fake, o objetivo é um só: MAIS CORRUPÇÃO.
Mas o PT também não quis ficar para trás dos outros. Ele também privatizou, e muito, contrariando o seu antigo discurso. É evidente que aí também houve muita maracutaia. Mas inexplicavelmente nenhuma autoridade se dispôs a investigá-las.
Conveniente seria recordar que a ideia inicial do Poder Público investir em setores da economia que seriam necessários ao desenvolvimento, mas que não interessavam à iniciativa privada, por um motivo ou outro, principalmente devido à baixa rentabilidade, realmente merece todos os louvores.
Os idealizadores da reforma administrativa, objeto do Decreto-lei Nº 200, de 1967, conseguiram dar uma estrutura às empresas integrantes da Administração Indireta do Estado, algumas de direito privado (empresas públicas, fundações públicas e sociedades de economia mista), que deveriam funcionar exatamente nos moldes das demais empresas da iniciativa privada. Mas devido à nefasta interferência dos Chefes de Poder Executivo (Presidente da República, Governadores e Prefeitos), o maior contingente de empresas vinculadas ao Estado jamais conseguiu o desempenho desejável para o qual fora programado. Essa realidade se deve ao fato da nomeação dos dirigentes e conselheiros não se dar como deveria ser, ou seja, pela competência profissional, como se procede na iniciativa privada, e sim como mera acomodação política e mesmo paga por apoios políticos em campanhas eleitorais. Com essa medida encheram a direção e o quadro funcional dessas empresas com nepotismo, empreguismo, incapacitados e ladrões. Jamais essas empresas poderiam dar certo, tanto quanto deveriam. Então criaram as condições para privatizá-las com pleno apoio e aplausos da opinião pública, que mais erra que acerta. 
Hoje mesmo estamos lendo nos jornais que o GRUPO GERDAU resolveu afastar do seu comando executivo todos os membros da própria família Gerdau, substituindo-os por competentes executivos selecionados no mercado. Ora, se uma família dessa estirpe, que conseguiu erguer um dos maiores conglomerados empresariais do Brasil, sentiu-se com deficiências para prosseguir no comando do grupo, o que não dizer desses borra-bostas que para serem eleitos para qualquer coisa basta ter um título de eleitor, mas que paradoxalmente têm ilimitados poderes para preencher os cargos diretivos das empresas do Estado, algumas delas com o porte de uma Petrobrás, Eletrobrás, com patrimônios superiores ao Grupo Gerdau??  De quem é a culpa da caótica situação das empresas do Estado, cujo desgaste até justificaria as suas privatizações, apesar de muita gente amiga do Governo estar na fila para faturar alto?
Resta acrescentar que muita grana de origem ilícita deve ser aplicada nas privatizações que se avizinham. E certamente muitos desses investimentos vão configurar uma segunda legalização dos ativos desonestos que estavam lá fora e que foram alvo daquela tal de repatriação do dinheiro roubado, mas onde tudo foi perdoado em troca do pagamento de imposto. Com essa política os ladrões estarão sendo premiados e passarão a ser donos do patrimônio que antes era do povo, e que acabarão comprando muito barato em virtude da subavaliação que serviu de base para a venda, como na época de FHC já foi.
Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo

Lula abusa da campanha eleitoral antecipada ✰ Comentário de Felipe Moura Brasil

Enquanto o Itamaraty se cala, Trump impõe novas sanções contra ‘ditadura da Venezuela’

O decreto de Trump é o maior pacote de sanções já adotado por Washington contra o ditador chavista Nicolás Maduro. 
Quanto ao silêncio brasileiro, até parece que o PT continua no poder:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto presidencial que proíbe transações com novos títulos de dívida do governo da Venezuela ou de sua petroleira estatal na tentativa de interromper o financiamento que alimenta a “ditadura de Nicolás Maduro“, anunciou a Casa Branca nesta sexta-feira.
O decreto é o maior pacote de sanções adotado por Washington contra Maduro até hoje e tem por meta punir o governo de esquerda pelo que Trump classificou como uma erosão da democracia no país rico em petróleo, já sofrendo com uma crise econômica.
Proibir negociações com títulos novos tornará difícil para a combalida petroleira PDVSA refinanciar o pesado fardo de sua dívida. Investidores esperavam que a empresa tentasse reduzir pagamentos iminentes por meio de uma operação como essa, que geralmente exige a emissão de novos papéis.
A medida pode deixar a estatal, já carente de dinheiro, ainda mais perto de um possível calote, ou intensificar sua dependência da China e da Rússia, parceiros essenciais que já emprestaram bilhões de dólares a Caracas. Mas o decreto protege os portadores da maioria dos títulos existentes do governo e da PDVSA, que ficaram aliviados pelo fato de as sanções não terem ido mais longe.
Até aqui, o governo de Trump só tinham imposto sanções financeiras e jurídicas contra Maduro e 20 funcionários e colaboradores, acusando-os de ferir a democracia, corrupção ou violação dos direitos humanos.
Crise humanitária?
O governo de Maduro criticou as novas sanções americanas contra o país e questionou se o objetivo dos Estados Unidos era o de criar uma “crise humanitária” em seu país. “Esta é a pior das agressões”, afirmou o chanceler Jorge Arreaza à imprensa depois da reunião com o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres. “A Venezuela é uma democracia”, enfatizou.
“O que querem fazer? Fazer o povo venezuelano passar fome? É isso que querem fazer?”, questionou. Arreaza disse também que, para compensar o impacto, Caracas vai se aproximar mais da Rússia e da China.
Sem operação militar em breve
Em coletiva de imprensa, a Casa Branca descartou uma eventual operação militar contra a Venezuela no futuro próximo, uma possibilidade evocada há duas semanas por Trump, mas rechaçada pelos países da América Latina, incluindo os mais críticos a Maduro.
“Avaliamos uma ampla gama de opções. Qualquer decisão será tomada em acordo com nossos parceiros na região. Nenhuma ação militar está proposta no futuro próximo”, declarou o general HR McMaster, assessor de segurança nacional do presidente Donald Trump. 
Veja 

Vítimas - Desarmada & Armada

Em Maceió, povo grita: Lula envergonha o nordeste, enquanto seguranças batem.

Caravana de Lula atinge níveis trágicos. A história jamais registrou tamanho tiro no pé. Desinteresse da população pela presença do ex Czar Poderoso, surpreende as mais pessimistas previsões Petistas; fracasso total.
Número médio de participantes por evento não chega a 2 mil, exigindo ginástica do Marketing, na dura missão de criar imagens positivas. Alguns sites militantes veiculam fotos e vídeos de anos atrás; Cômico não fosse trágico. Não respeitam os sinais do Tempo e vendem um Lula mais jovem.
Em Maceió situação chegou em níveis perigosos. Opositores gritavam ser Lula a vergonha do Nordeste, quando Seguranças de Renan chegaram distribuindo porrada e imagens foram proibidas de serem veiculadas na mídia.
Grito mais ouvido: Lula...Envergonha o Nordeste. Você não é e nunca foi Cabra da Peste.
Clara também rejeição a Renan, da maioria esmagadora dos Alagoanos.
Consenso entre os presentes: Se Renan apóia, não presta.
Sem dúvida Lula tem de repensar. Devaneio de criar ambiente de Revolução e impor Regime, igual fez Maduro, passou limites de insanidade. Nitidamente transtornado, troca números em discursos, passa informações totalmente fora da realidade, sendo a verdade de conhecimento público, chegando ao absurdo de frases desastrosas, a exemplo de 'O Brasil é uma merda".
Noticias dão conta de Líderes da CUT terem abandonado a Caravana. Aliados saindo de fininho.
Suas aparições públicas relegadas `notas de rodapé. Militantes falam ser boicote da mídia burguesa, negando-se a enxergar.
Imprensa vive de manchetes que vendam. Lula deixou de ser Notícia. O Povo cansou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...