terça-feira, 26 de junho de 2018

Enquanto os brasileiros estão distraídos com a Copa do Mundo, Gilmar Mendes solta mais um doleiro

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, mandou soltar ontem (25) mais um investigado preso pela Polícia Federal na Operação Câmbio, Desligo. 
Na operação, a Polícia Federal investiga esquema de corrupção que atuava, por meio de doleiros, no Rio de Janeiro. Com a decisão, Marcelo Rzezinski será libertado mediante o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão, como proibição de deixar o País e de manter contato com outros investigados. 
A Operação Câmbio, Desligo desarticulou um esquema de movimentação de ilícitos no Brasil e no Exterior. As operações eram do tipo dólar-cabo, uma forma de movimentação paralela, sem passar pelo sistema bancário, de entrega de dinheiro em espécie, pagamento de boletos e compra e venda de cheques de comércio. 
De acordo com o Ministério Público Federal, a prisão de doleiros foi necessária para operacionalizar recursos desviados durante a gestão do ladrão peemedebista Sérgio Cabral no governo do Rio de Janeiro. Doleiros presos são um problema, como atesta o caso de Alberto Yousseff, que detonou toda a Operação Lava Jato. Um dos doleiros presos, há cerca de uma década, delatou que o ex-ministro da Justiça, o falecido petista Marcio Thomaz Bastos, depois advogado de réu no processo do Mensalão do PT, tinha conta secreta na Suíça. 
Imaginem o que esses doleiros, se pressionados, podem contar! As solturas de doleiros presos servem para dar segurança ao doleiro dos doleiros, Dario Messer, que está foragido, e que poderia entregar quase meio mundo da alta nomenklatura das elites brasileiras.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...