quarta-feira, 6 de junho de 2018

PT virá com Gleisi "amante" Hoffmann como candidata a Presidente

Lula jamais escondeu ser "padrinho" de Gleisi e grande investidor na ascensão da "protegida".
Gleisi sempre presente, principalmente no Governo Dilma, ganhou notoriedade e força no Partido, mas jamais unanimidade.
Entre as várias rusgas de Dilma e Lula, uma se baseou no fato da Criatura que se voltou contra o Criador, ter negado Ministério de prestígio exigido por Lula à Gleisi.
Com a queda e prisão de Lula, Gleisi ficou resumida à Laika.
Latindo muito, cheia de gracinha e pose na cadeira de Presidente da Legenda, mas não passando de enfeite.
Na fila de pretendentes a substitutos de Lula na corrida presidencial, a Barbie decadente do Paraná foi pra ribeira.
O tempo passou e o esperado se confirmou.
Outros pretendentes tem nome a zelar, lutam por sobrevida política e não arriscarão o futuro numa aventura fora de propósito.
O PT acabou. Entrar em campanha, virar para-choque de 16 anos de corrupção e ter vida devassada, suicídio por nada.
Só uma sem noção em fim de carreira pra aceitar a missão.
Gleisi cresce na preferência pra ocupar uma posição, que ninguém mais quer.
Ambição desmedida, mitomania comprovada, ela vive euforia da certeza de ser a candidata e, pasmem, acredita na possibilidade de vitória.
Em meio à indefinição, partido busca no noticiário desmandos de Temer e números negativos da Economia, na cara dura de omitir responsabilidades do Lulismo e pousar de solução, ao mesmo tempo que investe em Campanhas de Nanicos de Esquerda, Boulos, Manuela e similares, pensando em unir fanáticos de Esquerda e contar com votos, num improvável segundo turno.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...