sexta-feira, 28 de junho de 2019

Neste domingo, ou o Brasil vai às ruas ou o Congresso nos põe no olho da rua

O card acima foi produzido para este blog pela carioca bY Surface3D e chama para as manifestações previstas para deste domingo, convocadas para defender a Lava Jato e Sérgio Moro.
Olhe os detalhes com muita atenção. O general Villas Bôas não está ali por acaso.
"Ou o Brasil vai ás ruas ou o Congresso nos põe no olho da rua", é a chamada da convocatória.
O Congresso revela-se o maior inimigo do povo e tumultua a estabilização da economia, impedindo as reformas estruturais e os ajustes das contas públicas, com isto impedindo a retomada do crescimento da economia, dos empregos e da renda, além de desestabilizar politicamente o governo Bolsonaro.

Além de mito, é o azar dos bandidos

O Brasil não precisa de humoristas ✰ Artigo de Humberto de Luna Freire Filho

Um senador ladrão de nome Acir Gurgacz (sim… ele ainda é senador!!!), condenado a mais de quatro anos de cadeia e hoje cumprindo prisão domiciliar, aproveitou o recesso parlamentar para solicitar férias. Sim, férias que gozaria em um resort no mar do Caribe. Gostaram da piada? então riam. Só que não é piada, é a realidade desse Brasil corrupto.
País com um Congresso podre, onde 50% de seus membros não valem m – – – – , e uma Suprema Corte também podre onde parte de seus membros foram, em passado recente, meros advogados de porta de cadeia, escolhidos para o cargo de ministro por presidentes corruptos, com a finalidade de advogarem em seu benefício e de bandidos tornados milionários após assaltarem os cofres públicos.
Ontem alguns jornais de grande circulação dão enfase, com viés negativo, a um pronunciamento do ministro da Economia, Paulo Guedes, que teria chamado o congresso de “máquina de corrupção” em reunião com o picareta comunista que governa o estado do Ceará. Ora, em sendo verdadeira a notícia quero parabenizar o ministro pela grande verdade, e se não foi dito sinto muito pela grande oportunidade perdida.
Uma outra notícia que tomou conta das publicidades do dia, e tenta complicar o governo, foi a prisão do militar que transportava 39 quilos de cocaína em um avião do Força Aérea Brasileira (FAB), aeronave essa que fazia parte do apoio logístico à comitiva do presidente Jair Bolsonaro em visita que faz ao Japão.
Eu gostei muito do fato. Analise comigo: o militar traficante já havia feito anteriormente 29 viagens, provavelmente transportando drogas ilícitas pelo Brasil e pelo mundo, servindo a dois governos, o da anta mineira Dilma Rousseff e o do mordomo da Transilvânia, Michel Temer e nunca foi preso, agora no governo de Bolsonaro foi preso kkk, não é um bom governo? Concorda comigo?
Humberto de Luna Freire Filho - Médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos.

Dia 30 de junho. Brasil contra o "centrão"

 

Tem algum “brasileiro” comemorando a traição do sargento?

Para quem achou bacana o ocorrido no avião da FAB, para atacar o Presidente, Jair Bolsonaro, mostra mais do seu próprio caráter, que sobre a situação em si.
O Militar, um Sargento Comissário de Bordo, traiu a pátria, traiu toda a Força Aérea Brasileira, expôs todos os Militares que trabalham sério, em sua grande maioria nas missões humanitárias, nos traiu a todos, traiu um país que deseja avançar e tirar o maior número de pais de família da fila do desemprego.
A FAB atende indígenas, imigrantes, transporta órgãos, caça e abate aviões do narcotráfico. Protocolos serão revistos.
Comemorar uma coisa assim é DOENTIO, é tipo "Dinossauro aplaudir o Meteoro". O Brasil está se autodestruindo, e parece que, infelizmente, a maioria não nota o atraso, as pessoas com fome, os pais sem emprego... eles só querem o "BANDIDO LIVRE" para voltar a roubar o povo, e fod@-se todo o resto.
Acreditem! Comemorar isso, é coisa de comunista FDP e, além de tudo, DOENTIO!

Rodrigo "botafogo" Maia em 4 tempos

A vaidade de Rodrigo Maia pode ser o seu fim político ✰ Artigo de Pedro Augusto

Alguns políticos ainda não entenderam o momento da política brasileira, um deles é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Quem acompanha as notícias sobre a política brasileira já deve ter visto Maia querendo ser o herói da Previdência, posto que ele deseja roubar, com o apoio de parte da imprensa, do ministro da Economia, Paulo Guedes.
Todos sabemos que, após a volta dos investimentos e do crescimento da economia no país, Guedes e o presidente Jair Bolsonaro serão creditados. Porém, Maia não quer ficar de fora. Ele quer passar uma imagem positiva dele e de um Parlamento em descrédito por causa dos anos e anos de cumplicidade com a corrupção. Querem mostrar que as reformas passaram graças a eles.
No entanto, algumas informações mostram mais uma vez que o Legislativo brasileiro quer agir na cara de pau que lhe é típica. Ao passo de quererem ser os heróis da Previdência, também desejam salvar as suas aposentadorias e os privilégios de outros grupos. Querem desidratar a reforma de Paulo Guedes porque sabem que se passar intacta, eles não receberão os créditos e que o crescimento da economia favorece a Bolsonaro, o qual já mostrou que não distribuirá cargos para partidos e políticos x ou y.
Maia ainda não entendeu que se a reforma de Guedes não passar intacta, ele e o impopular Congresso perderão ainda mais força política nas próximas eleições. Estamos na era da internet, nas próximas eleições, com certeza, Maia e todo o Centrão serão lembrados como os políticos que atrapalharam o crescimento do país. Eles correrão o sério risco de não voltar mais a política.
Aliás, é bom o Maia lembrar que seu pai, caso queira continuar como vereador do Rio de Janeiro em 2020, dependerá muito do papel do filho como presidente da Câmara dos Deputados. As dificuldades criadas por ele serão lembradas ao povo da capital fluminense para não elegerem César Maia.
Cuidado, Rodrigo Maia! A sua vaidade e as aberturas para o centrão podem ser o seu fim político e o do seu pai. A população não é mais a mesma. Os seus vacilos serão lembrados. Passe a reforma intacta. É isso que os milhões de eleitores que colocaram Bolsonaro na presidência desejam. Aliás, ele entendeu os anseios de muitos dos brasileiros, já você…

A manobra contra o fim do imposto sindical ✰ Os Pingos nos Is

 

Sem chances: Advogada que agrediu Bolsonaro em 2016, fica em 1º na lista tríplice para o TSE

 
A advogada Daniela Teixeira agrediu violentamente o então deputado Jair Bolsonaro em setembro 2016.
Para tanto, utilizou o episódio do embate entre Bolsonaro e Maria do Rosário, para insultar o atual Presidente da República.
Os fatos se deram durante a realização de uma sessão na Câmara Federal, quando se discutia o ‘combate a cultura do estupro’.
Em nome da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Daniela Teixeira afirmou na sessão que de nada adiantava a castração química e que enquanto os agressores não forem punidos, a violência não vai diminuir. Em seguida, disse que a punição deve ser aplicada "seja quem for" o agressor. Nesse instante, citou "um deputado que é réu, sim, numa ação já recebida no STF".
À época deputado federal, Bolsonaro se dirigiu a ela fora dos microfones e esbravejou: "Aponta o nome dele!".
"É o senhor, Jair Bolsonaro, réu no inquérito já admitido pelo STF", respondeu Daniela Teixeira.
A sessão era presidida pela deputada Maria do Rosário.
Ou seja, a advogada que hoje quer ser ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), naquele momento condenou Bolsonaro, sem lhe dar a chance de defesa.
Daniela só não imaginava que Bolsonaro seria eleito presidente e caberia a ele hoje avaliar o seu nome, como candidata a ministra da corte eleitoral.
Sem chances...

Qual foi a conversa?

Jornalista faz denúncia gravíssima contra ministro do STF: “Sabia dos vazamentos e fez parte da trama”

 
José Nêumanne Pinto, jornalista com décadas de carreira e um Prêmio Esso no currículo, publicou um vídeo bombástico em seu canal no YouTube.
Para Nêumanne, o ministro Gilmar Mendes tinha prévio conhecimento prévio sobre os vazamentos criminosos do site The IntercePT.
O jornalista também destaca que a tática fracassada dos vazamentos faz parte de um “estratagema de defesa do senhor Cristiano Zanin, que passou a ser uma espécie de ‘patrão’ de Gilmar Mendes”.
Acima o vídeo com a denúncia:

Sem estados e municípios na Previdência, nós é que vamos pagar a conta

 

Jornalista que criticou Sérgio Moro é afastado do Jornal Nacional

 
Após a saída de Alexandre Garcia, a Rede Globo fez mais uma mudança em sua grade de programação.
Chico Pinheiro, apresentador do ‘Bom Dia Brasil’, não fará mais parte do quadro de profissionais que apresentam o ‘Jornal Nacional’ durante as folgas de Willian Bonner.
O rodízio do telejornal de maior audiência da emissora será feito pelos profissionais Heraldo Pereira, Rodrigo Bocardi e Cesar Tralli.
No lugar de Chico Pinheiro (que apresentava o JN nas folgas de Bonner), foram escalados Dony de Nuccio (‘Jornal Hoje’) e Flávio Fachel (‘Bom Dia, Rio’).
Máscara de Chico Pinheiro caiu …
Em abril de 2018, logo após a prisão de Lula, uma gravação de Chico veio a público.
No áudio, Chico dizia que eles (a oposição ao PT) “realizaram o fetiche deles, o Lula na cadeia” e que “a direita não tem o que fazer, os coxinhas estão perdidos”.
O jornalista também criticou o Ministro da Justiça, Sérgio Moro:
“Quando o Moro separa, uma ponte une”.

A frase bizarra da semana

O Brasil sob ataque ✰ Artigo de Percival Puggina

Ou as instituições fazem o que devem e o Brasil nasce diferente e melhor em 2020, ou será um lugar muito ruim de viver! 
A aposta no quanto pior melhor beira à delinquência. Ou à sociopatia.

Vários meios de comunicação evidenciam engajamento num trabalho que visa a alterar a percepção e afetar o discernimento do leitor. No Estadão do dia 24/06, um artigo bem típico, indaga: “Há uma luz promissora no horizonte? Claro que não. Sejamos realistas porque o contexto atual é kafkiano. Não se trata de uma fábrica de crises, mas de uma usina de desvarios”... E, mais adiante conclui que nada de bom pode acontecer, restando-nos a longa espera pelo “fim da atual administração”. Mas como? Aos seis meses de mandato? “Usina de desvarios” ante um governo consciente de suas responsabilidades, após sucessivas gestões de Lula e Dilma?
Claro que há um estresse muito grande e incômodo na política nacional. Não esqueçamos, porém, que ele entrou na cena pelas mãos, pés e voz do Partido dos Trabalhadores, seguido de seus anexos e movimentos sociais, numa prática política centrada na desqualificação moral dos adversários. Sou testemunha viva e atenta disso. Durante décadas, em mais de uma centena de debates, denunciei tal conduta, justificada como parte da “luta política”. Em nome dela, aliás, a agressividade não ficava apenas na retórica. Incluía invasão de propriedades, destruição de lavouras e de estações experimentais, bloqueio de transporte, queima de pneus, leniência e justificação ideológica da criminalidade e, ainda, esse gravíssimo subproduto do aparelhamento da Educação brasileira: professores militantes levando alunos a rejeitar a atividade empresarial de seus pais, criando terríveis animosidades nas relações familiares. Isso é violência, que o digam as vítimas.
Pois há, então, quem sinta saudade disso, da corrupção, das “articulações” de Lula e das “habilidades” de Dilma. Há gosto para tudo, mas querer nunca mais conviver com isso é justa e meritória aspiração de uma sociedade que busca recuperar os valores perdidos, e que, quando se mobiliza, o faz de modo ordenado e civilizado. É a autodefesa de uma parcela majoritária da nação que passou a se posicionar politicamente, venceu a eleição de 2018 e sabe o que rejeitar porque convive com as consequências daquilo que rejeita.
Parte da imprensa brasileira ainda não percebeu: quanto mais atacar a Lava Jato e o juiz Sérgio Moro, quanto maior relevo der à atividade criminosa dos hackers a serviço dos corruptos (bandidos sob ordens de bandidos), quanto mais ansiar pelo silêncio das redes sociais, quanto mais desestimular e minimizar as manifestações de rua, mais estará reforçando, aos olhos de muitos, a obrigação cívica de proteger aqueles por quem se mobiliza. É tiro no pé. Principalmente quando salta aos olhos que, na perspectiva de tais veículos, membros do STF podem criticar o Legislativo e o Executivo; membros do Legislativo podem criticar o Executivo e o STF; o Chefe do Executivo a ninguém pode criticar; e os cidadãos têm que cuidar de suas vidas e deixar de incomodar as instituições.
Não há fundamento para o rigor com que o Presidente e o governo vêm sendo tratados. Não há um só ato que tenha causado prejuízo ao país. Bem ao contrário, todos os movimentos e iniciativas visam a diminuir o prejuízo herdado e a fazer as necessárias reformas. Bolsonaro já deixou evidenciado a todos que, se não é o príncipe perfeito com que pretendem aferi-lo alguns formadores de opinião, também não é o ogro que a fantasia destes, de modo maldoso, quis criar e exibir ao mundo.
Por fim, a sociedade entendeu que condutas voltadas a derrotar o governo, desacreditar o governo, derrubar o governo, são funestas ao país e àqueles que mais precisam que tudo dê certo. Não há parto sem dor. Ou as instituições fazem o que devem e o Brasil nasce diferente e melhor em 2020, ou será um lugar muito ruim de viver! A aposta no quanto pior melhor beira à delinquência. Ou à sociopatia.
Percival Puggina - Membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor

Bolsonaro e Trump se encontram no Japão. No Brasil, Justiça bloqueia R$ 78 Milhões do pinguço.

 

Carros elétricos terão isenção de IPVA até 2022 no Paraná

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Paraná, na segunda-feira (17), o projeto de lei do Governo do Estado que zera o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA) na compra de veículos elétricos. Hoje, a alíquota cobrada é de 3,5%. A isenção irá vigorar até 31 de dezembro de 2022. “A ideia é diminuir cada vez mais o preço dos veículos elétricos e torná-los mais acessíveis à população”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “A busca de soluções sustentáveis é uma realidade com o uso de carros que poluem menos”, acrescenta. O projeto enviado à Assembleia Legislativa altera e acrescenta dispositivos na Lei 14.260, de 2003, que estabelece normas sobre o tratamento tributário do IPVA. No novo texto, os carros elétricos passam a integrar uma lista de isentos que inclui veículos de propriedade da União, Estados, Distrito Federal e municípios, autarquias e fundações mantidas pelo poder público, instituições de educação e de assistência social, partido político, entidade sindical de trabalhador e de templos de qualquer culto.
Outra alteração diz respeito aos veículos que utilizam Gás Natural Veicular (GNV). Para garantir isonomia, o benefício de alíquota 1%, que já era oferecido ao GNV, também irá vigorar até o final de 2022. Na mensagem que acompanha o projeto de lei, o governador informa aos deputados que o objetivo das alterações é incentivar o uso de automóveis movidos à energia elétrica, “conferindo maior eficiência e menor consumo em comparação àqueles movidos à combustão”, e destaca a contribuição com o meio ambiente, já que os veículos elétricos não são poluentes. 
O uso de veículos elétricos vem crescendo, ancorado por políticas de desenvolvimento sustentável. No Brasil, o Paraná é o Estado mais preparado para viabilizar esse mercado, com políticas de incentivo, a ampliação do programa Smart Energy (vinculado ao Tecpar), parcerias com o setor privado e o fortalecimento da eletrovia da Copel, a maior do País, que corta o Estado de Leste a Oeste via BR-277. A Copel garante que a energia não será um gargalo para o desenvolvimento. A empresa se prepara para atender um incremento de até 700% no consumo. Hoje, a eletrovia possui 730 quilômetros de extensão, ligando o Porto de Paranaguá às Cataratas do Iguaçu. As estações existentes são todas de recarga rápida, entre meia hora e uma hora, e a cada carga os veículos elétricos ganham autonomia para rodar de 150 a 300 quilômetros. Da mesma forma, o Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) estabeleceu diversas parcerias e acordos de cooperação, entre elas, com a Renault, que vai disponibilizar ao instituto a plataforma do Twizy, o veículo elétrico produzido pela montadora. O Tecpar também atua na certificação da cadeia de eletropostos e no dimensionamento e otimização da distribuição.

Coréias ✰ A liberdade econômica vista do espaço

Carro de líder do Mais Brasil é vandalizado por desconhecidos que escrevem “Lula” na lataria

Os petistas estão enlouquecidos e cada vez mais agressivos com a perspectiva de ver seu cacique, Lula, libertado. O carro de Rafaela Pilagallo, liderança do “Mais Brasil Eu Acredito”, movimento cívico que foi fundamental para mobilizar a população pelo impeachment de Dilma e em defesa da Lava Jato, foi alvo de vândalos que escreveram “Lula” no capô e riscaram a lataria. 
O carro portava um adesivo em defesa da Lava Jato, o que parece ter causado a fúria dos vândalos.

28 de Junho - Dia Nacional da Logística

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Por que o Supremo não soltou Lula? ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Festejando, e até “soltando foguetes”, com a manutenção de Lula preso, por decisão da 2ª Turma do STF, em Seção de 25.06.19, que negou a sua soltura em mais um dos diversos “habeas corpus” que já promoveu, os adversários e opositores do ex-Presidente demonstram com clareza que caíram como “patinhos” na armadilha montada pelos “amigos do Lula”, e pela “sua Justiça Particular”, para enganar a todos, ”fazendo de conta” que seria rigorosa também no “caso Lula”.
Não consigo responder se o maior peso para essa decisão “suprema”, de não libertar Lula nesse momento, teria ou não partido de um certo “temor” de  alguma “reação” mais forte, inclusive “fardada”, ou se decorreu do bom senso dos julgadores, no sentido de que não valeria a pena que assumissem tamanho risco pela simples razão de que Lula já está praticamente solto, faltando poucos meses para deixar a sua prisão de “marajá” em Curitiba, cujas regalias  seriam de causar inveja a qualquer outro presidiário do mundo.
É que na verdade a soltura de Lula praticamente JÁ FOI DECIDIDA pelo Superior Tribunal de Justiça - STJ, que reduziu a pena de prisão que havia sido determinada pelo Juiz Sérgio Moro, e que foi aumentada para pouco mais de 12 anos, pelo TRF-4, mas que foi reduzida, em grau de recurso, para pouco mais de 8 anos, pelo Superior Tribunal de Justiça-STJ.
Essa decisão do STJ foi exatamente na “medida” para não causar maiores transtornos no momento, inclusive para “acalmar” os ânimos (talvez) militares, e a própria opinião pública, tanto favorável, quanto contrária à prisão de Lula. Foi, realmente, um “golpe de mestre” do STJ, que fixou uma pena de “amigo” para o réu, e que acabou “ficando por isso mesmo”.
Uns afirmam que “o diabo mora nos detalhes”. E o “detalhe” dessa redução da pena de Lula é que ele poderá ser beneficiado com a chamada “progressão de regime”, passando para o regime semiaberto, ou até ser favorecido com “prisão domiciliar”, em algum dos seus imóveis, tão logo cumprido 1/6 (um sexto) da sua pena, o que ocorrerá logo, logo.
Lamentavelmente tenho a desagradável sensação de sentir-me como se estivesse sendo tratado como um verdadeiro idiota para “engolir” toda essa “armação” que estão fazendo em nome da Justiça, que usa sem limites todo o seu “poder”, “bondade” e “esperteza” para favorecer o criminoso responsável pela quase destruição de um país, sob todos os aspectos: políticos, morais, econômicos e sociais.
Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo

Realidade distorcida

Me engana que eu gosto ✰ Artigo de Leda Nagle

Qual é a embalagem do açúcar que você compra? Saco plástico. Onde vem o sal que você compra? Em saco plástico. E a farinha de trigo, de mandioca, o fubá, o feijão, o arroz nosso de cada dia? Todos embalados em sacos plásticos. Onde é que você coloca as frutas e os legumes que você compra no supermercado? Em sacos plásticos. Onde vem os remédios que você compra nas farmácias? Em sacolas plásticas. E, por acaso, esta profusão de sacos plásticos que fazem parte do seu dia a dia não poluem o ambiente? Não destroem o planeta? O único saco plástico que polui é a sacola plástica que você recebe dos supermercados?
Aquelas mesma que você recicla colocando seu lixo de casa. Aquelas que, se for civilizado, você usa para apanhar e descartar as cacas do seu cachorro. Aquelas mesmo que as grandes redes de supermercado querem parar de fornecer a você na hora das compras. E o que eles dizem? Que elas são as responsáveis pela poluição do nosso planeta. Por que só elas? Só o plástico com que elas são feitas poluem rios, destroem as matas, tornam nosso mundo menos habitável? Mas porque só elas? Quem disse? As grandes redes de supermercado. E quem ganha com isto? O planeta? Me engana que eu gosto. Além dos fabricantes de rolos de sacos de lixo, que também são feitos de plástico, quem mais ganha com a proibição das sacolas de plástico são as grandes redes de supermercado que, a partir de agora, em cidades como São Paulo e Belo Horizonte, por exemplo, não terão mais despesa alguma com o consumidor. Depois que ele pagar — e muito bem — os produtos que comprar o problema de levar os produtos para casa passa a ser só do consumidor.
Como você vai levar seus produtos para sua casa? Problema seu. Até porque não são eles que vão entrar nos ônibus cheios, nos trens lotados, no metrô entupido, nas barcas sobrecarregadas, levando uma caixa de papelão. Uma mala sem alça. E ainda querem convencer você, pessoa de boa fé, que está ajudando na reconstrução do planeta. Não é meigo? Não. Acho cínico. E a parte deles? Bom, eles vendem a você sacolas retornáveis. E sabe o que acontece dentro delas? Se você não limpá-las, adequadamente, lavando com água e sabão, bactérias e fungos crescem dentro delas. Sabia também que o correto seria usar uma sacola para carnes, outra para vegetais e outra para produtos de limpeza? Sabia que elas não podem ser feitas de produto muito resistente, com muitas tramas? Porque as bactérias se entranham nos tecidos mais fortes com mais facilidade. E então? Mais tranquilos? Vai dar trabalho, ficará mais caro e você ainda acha mesmo que vai ajudar a salvar o planeta?
Leda Nagle - Jornalista

Manter Lula preso foi melhor solução para o momento ✰ Comentário de Vera Magalhães

 

Força Aérea Brasileira ✰ Nota à imprensa

O militar detido no aeroporto de Sevilha, na Espanha, nessa terça-feira (25), por suposto envolvimento no transporte de entorpecentes, é Sargento da Aeronáutica que exerce a função de comissário de bordo em uma aeronave militar VC-2 Embraer 190.
Esclarecemos que o sargento partiu do Brasil em missão de apoio à viagem presidencial, fazendo parte apenas da tripulação que ficaria em Sevilha. Assim, o militar em questão não integraria, em nenhum momento, a tripulação da aeronave presidencial, uma vez que o retorno da aeronave que transporta o Presidente da República não passará por Sevilha, mas por Seattle, Estados Unidos.
O militar encontra-se preso à disposição das autoridades espanholas. O Comando da Aeronáutica instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar todas as circunstâncias do caso.
Medidas de prevenção a esse tipo de ilícito são adotadas regularmente. Em vista do ocorrido, essas medidas serão reforçadas.
O Comando da Aeronáutica reitera que repudia atos dessa natureza, que dá prioridade para a elucidação do caso e aplicação dos regulamentos cabíveis, bem como colabora com as autoridades.
CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA AERONÁUTICA

Imagem de avião da FAB transportando 'drogas'

Saiba quem foi o militar preso com 39 kg de cocaína em avião da FAB

O militar preso na Espanha com 39 quilos de cocaína transportados em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) é o segundo-sargento Silva Rodrigues. Com 38 anos de idade, ele atuava no Grupo de Transportes Especiais da FAB como comissário de bordo, de acordo com fontes ouvidas pela revista Veja.
O segundo-sargento não tinha cargo na Presidência da República nem estava ligado diretamente com a equipe presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), que viajou para o Japão na noite dessa terça-feira (25/06/2019). Em caso de emergência, Silva Rodrigues poderia ser requisitado.
Assessores do Planalto já identificaram, a pedido de Bolsonaro, a falha na segurança que permitiu o embarque da droga. O presidente demonstra estar profundamente irritado com o episódio.
O militar Silva Rodrigues não passou pelo aparelho de raio-X, de uso obrigatório, da Base Aérea da FAB.
Segundo sargento Silva Rodrigues, 38 anos, casado e atuava como comissário de voo da Forca Aérea Brasileira
O segundo-sargento não tinha cargo na Presidência da República nem estava ligado diretamente com a equipe presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), que viajou para o Japão na noite dessa terça-feira (25/06/2019). Em caso de emergência, Silva Rodrigues poderia ser requisitado.

O chororô continua. Lula já tinha feito até as malas para sair da colonia de férias, ops, prisão

 

A Suprema Corte trabalhando em função de "Dom Lulone" ✰ Artigo de Alfo Cunha

Quase todo mês, o STF tem um Habeas Corpus de Lula para votar. Será que esses ministros não têm outra coisa para fazer?

Ao que parece, o Brasil está vivendo a maior palhaçada que se possa imaginar. Aqui, um único bandido faz o que quer com a Justiça e nada acontece com essa figura grotesca, indesejada e odiada pelo povo brasileiro.
Acreditem! É um, tira toga e bota toga a fim de analisar as merdas que Lula manda quase diariamente, para o Tribunal. Dizem, que agora, a máfia quer transformar o Juiz Sérgio Moro e os procuradores da Lava Jato em bandidos e, por tabela, inocentar o ladrão.
Pqp! Será que ninguém se manca? Será que esse nosso povo é tão passivo, que em uma parada Gay se coloca mais de 3 milhões de pessoas nas ruas de São Paulo e, quando é para defender os direitos da população esse mesmo povo, por medo ou covardia, fica com a bunda no sofá olhando a televisão e de lá, não sai para lutar pelo que é necessário.
Lula roubou o país e, agora quer transformar as instituições em um amontoado de coisas incompetentes e a justiça, em um bando de idiotas. Creiam! Lula está preso, e precisa ficar preso, para o bem do Brasil.
Pelo amor de Deus! Parem com isso, esqueçam esse cara e vamos tocar o país antes que seja tarde demais.

Isso não é uma bancada, é uma quadrilha desesperada para soltar o chefe e derrubar o sheriffe!!!

As 5 perguntas que o covarde jornalista americano não se atreveu a responder

 
Na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, os deputados da esquerda, principalmente do PT, PCdoB e PSOL, quase todos envolvidos nos esquemas de corrupção da era PT, prepararam uma encenação para paparicar o criminoso Glenn Greenwald.
Um bando de parlamentares implicados com denúncias de corrupção, afagando um gângster travestido de jornalista.
Um lamentável e deprimente espetáculo.
Até surgir Filipe Barros, do PSL.
Antes de iniciar a formular suas perguntas, o brilhante deputado ressaltou a importância da Lava Jato no combate a criminalidade e a corrupção e fez questão de ressaltar que ali, naquele plenário, estavam sentados alguns réus da operação, que justamente por isso, essas pessoas ignoravam os casos gravíssimos investigados.
Glenn não foi capaz de responder a nenhuma das perguntas de Filipe.
O gringo mostrou a sua fraqueza moral e a inconsistência do material hackeado.
Lívia Martins - Articulista e Repórter

Odebrecht cometeu crimes além do confessado ✰ Os Pingos nos Is

 
Debate sobre novas revelações de corrupção envolvendo a Odebrecht.

Folha reconhece honestidade de Moro e coloca jornalista americano pra escanteio

O jornal Folha/SP, que tentou fazer uma parceria ‘mafélica’ com o site The IntercePT ao receber, publicar e apoiar o ‘cumpanhero’ Glenn Greenwald, decidiu recuar em sua estratégia.
Percebendo que as mensagens hackeadas não passaram de sensacionalismo amador criado simplesmente para libertar Lua, o editorial do jornal promoveu uma espécie de mea-culpa e declarou o seguinte:.
“As conversas até aqui divulgadas não mostraram, de modo inquestionável, condutas ilícitas de Moro ou dos procuradores.
Considere-se ainda que o ex-presidente foi condenado por corrupção em três instâncias judiciais, que na essência só divergiram no tamanho das penas aplicadas.
Por fim, e não menos importante, ainda não se atestou a autenticidade das mensagens, que de resto talvez tenham sido obtidas de forma criminosa …” – diz a Folha.
Como diz o célebre jornalista Boris Casoy: “Isso é uma VER-GO-NHA”
Esse jornalista não merece ser preso e sim internado num hospital psiquiátrico … de preferência bem longe do Brasil.

Lula, a unica virgem do prostíbulo

Desempregados, atores Globais interpretam vida real

Caio Castro, Malvino Salvador, Kadu Moliterno, Priscila Fantini, Maite Proença, Carolina Ferraz, André Gonçalves, Pedro Cardoso, Malu Mader, Edson Celulari, José Mayer, entre outros.
Desculpem-me os nomes esquecidos. Texto se tornaria Bíblico.
Atores Globais demitidos à dúzias. Desemprego nas raias do saturado. Mercado sem potencial de absorver mão de obra. Oferta gigantesca, diante da fila de interessados.
Globo satura com lançamento de rostinhos bonitos, belas bandas e sem nenhum talento, rotulados de Atores.
Mundinho de Poliana, ilha de ostentação cercada de dura realidade por todos os lados, desmorona diante do Bilhete Azul.
Telinha generosa longe da audiência. Interesse de Patrocinadores em queda.
Fim da Lei Rouanet seca a fonte generosa de financiamento pra overdose de produções cinematográficas, maioria de qualidade duvidosa, verdadeiro cabide de emprego.
Teatros em número insuficiente, com lista de espera insensível e sem pressa de caminhar, impedem estreias de novas peças.
Atores diferenciados continuarão inatingiveis, ao preencherem às poucas vagas à disposição, mas o que será do futuro dos "meia boca"?
Sabedoria Oriental perpetuou.
Crise separa talento vencedor, do eterno figurante. Opções alternativas, questão de sobrevivência.
Sofá di Pobre, mesmo não consultado, se atreve a sugerir. "Público alvo está na Periferia".
Milhões de consumidores, esquecidos e negligenciados, esperam a oportunidade de assistir uma boa peça, realizando sonho de ver o "Famoso" de perto; Distante, por questões financeiras.
Solução está no pé na Estrada, em busca de novo nicho.
Peças livres de cenários de alto custo. Quem sabe faz ao vivo e sem Maquiagem.
Temporadas curtas em espaços improvisados, com capacidade de receber grande número de expectadores.
Ingressos Populares, somados a Patrocínios de Empresas Privadas, que certamente se interessarão pelo Produto, garantia de um futuro.
Talvez sem o glamour de uma vida que virou passado, mas com a dignidade de sair da Zona de Conforto, de esperar um telefonema Salvador.
Vida Real nada tem com Sinopse, de final decidido por autores e materializada em interpretações. Canais Abertos perdem força. Globo concentra energias no Combate a Bolsonaro barões, Carrasco do sagrado dinheirindo do Estado e não é segredo pra ninguém.
Na Guerra entre rochedo e oceano, grande derrotado é conhecido.
A Teta secou. Como diria o Velho Francês, no Feliz Natal em Agosto, quem quiser "Guajivu", sacuda o galho.
Plin Plin

STF - Juiza Ludmila Lins Grilo fala das aberrações do STF

 
Trechos de um vídeo da dra. Ludmila Lins Grilo, Juíza de Direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, onde ela escancara as aberrações jurídicas do STF e dá exemplos do ativismo judicial com provas incontestáveis.

“Toffoli e Rodrigo Maia são parceiros de propinoduto”

 
O jornalista e escritor José Nêumanne Pinto não poupou palavras ao criticar o Presidente da Câmara e o Presidente do Supremo Tribunal Federal.
Aparentemente irritado com o inquérito de Toffoli, que censurou a Revista Crusoé, Nêumanne jogou ‘gasolina na fogueira’ e disse que existe uma relação estreita entre Dias Toffoli e Rodrigo Maia.
Não vamos reproduzir as palavras de Nêumanne por escrito, pois corremos o risco de receber uma visita dos ‘capangas’ do Toffoli, mas segue abaixo o vídeo publicado pelo jornalista nas redes sociais.

O que é consumismo?

Jean Wyllys entrega o ouro e diz que Greenwald ‘compra candidaturas’

O portal Agência Caneta descobriu algo ‘interessantíssimo’
Em 2018, exatamente no dia 15/02/2018, o ex-BBB (e também ex-deputado) Jean Wyllys (PSOL-RJ) publicou que o extremista de esquerda (travestido de jornalista) Glenn Greenwald …
“… pratica arbitragem partidária com a força da grana que compra candidaturas. ”
Onze meses da postagem, em 24/01/2019, Wyllys abriu mão do mandato de deputado federal justificando “ameaças de morte e difamação”.
O mandato foi assumido pelo primeiro suplente David Miranda (PSOL-RJ), marido de Glenn Greenwald.
Há cerca de duas semanas, o deputado federal José Medeiros pediu à PF que investigue a possível venda do mandato de Jean para David.
É coincidência demais para ser um mero acaso do destino!
Será que Jean foi vítima de Greenwald ou será que houve uma trama entre eles?

27 de Junho - Dia Nacional do Progresso

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Os "crimes" de Moro e Dallagnol ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Fizeram um “baita” escândalo em cima de conversas telefônicas, gravadas clandestinamente por algum “hacker”, a serviço do jornalista americano, Glenn Greenwald, do site “The Intercept”, e de questionável autenticidade, entre o atual Ministro da Justiça, Sérgio Moro, que à época era Juiz Federal em Curitiba, e o Coordenador da Operação Lava Jato, Procurador Deltan Dallagnol.
Mas seria errôneo supor que o mesmo também não acontece sempre, não só nas conversas entre TODOS os operadores do direito do MUNDO, como também nas conversas entre todas as pessoas, no uso dos seus direitos constitucionais à individualidade, privacidade e intimidade.
Um dos maiores críticos dessas conversas entre Moro e Dallagnol, gravadas ilegal e clandestinamente, tem sido o Ministro Gilmar Mendes, do STF. Então faço uma só indagação para desmanchar a “tese” desse “Supremo” Ministro: será que ele manteria as mesmas conversações que teve com todas as pessoas do seu relacionamento, dentro ou fora do seu gabinete, inclusive com os advogados do ex-Presidente Lula da Silva - o criminoso mais “queridinho” do Brasil - se soubesse que essas conversas estariam sendo gravadas?
Que “moral” teria então o Ministro Gilmar Mendes, ou qualquer outra pessoa, para censurar o juiz e o procurador, pelas conversas privadas que mantiveram? Esse tipo de procedimento não estaria caracterizando pura hipocrisia? Quem faz esse tipo de crítica não seria um hipócrita? O que a Deputada Gleisi Hoffmann, que faz o mesmo, teria a dizer sobre isso?
Prevalecendo a tese dos acusadores de Moro e Dallagnol, a quantos “milhões” de anos de cadeia estariam sujeitos Gilmar Mendes e Gleisi Hoffmann, se TODAS as suas conversas tivessem sido gravadas clandestinamente, e estivessem ao alcance dos seus adversários?
Em prevalecendo a tese ridícula de “parcialidade”, “criminalização”, “imoralidade”, ou “ausência de ética” funcional nas conversas entre os “acusados”, mesmo que eventualmente autênticas, e não forjadas, falsificadas, como tudo leva a crer tenham sido, NENHUMA PESSOA NO MUNDO poderia garantir, sem que faltasse  com a verdade, que NÃO FAZ O MESMO, nas suas conversas privadas, onde a liberdade sempre é absoluta, ilimitada, protegida pela liberdade do pensamento e sua expressão.
As conversas privadas entre as pessoas, por qualquer meio de comunicação, só poderiam   ser criminalizadas se nelas houvesse alguma ofensa contra a honra, de uma dessas pessoas em relação à outra. No mais, a liberdade sempre é plena.
Relativamente às acusações que estão sendo feitas contra os “réus”, seria muita hipocrisia, ou idiotice, desconhecer que esses eventuais “ilícitos” também não estariam ocorrendo, simultaneamente, em TODA A HUMANIDADE, em qualquer tempo ou lugar.
Se porventura condenarem Moro e Dallagnol, pelas conversas que tiveram entre si, que tratem de construir ao mesmo tempo celas para prender outras 7,53 bilhões de pessoas.
Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo

Lula perde em mais dois julgamentos


Projeto de lei prevê incentivo para empresa que contratar beneficiário do Bolsa Família

Diante de tanta confusão e desinformação, vamos perdendo algumas mudanças e projetos importantes que podem significar muito para milhares de famílias brasileiras; uma pena que os escândalos, as invasões de contas pessoais e as cartas de um condenado ocupem mais linhas do que as boas notícias, mas farei minha parte enquanto escritora de política e por não ser jornalista de carreira, não cabe a mim os "furos de reportagem", minha função é analisar e traduzir os atos políticos que interferem em nossa sociedade e hoje, vou contar sobre uma notícia que encontrei escondida lá no site do Senado, data de 12 de junho deste ano de 2019:
"Empresa que contratar beneficiário do Bolsa Família terá incentivo".
É um projeto de lei chamado (PL 578/2019) de autoria do Senador Álvaro Dias; ele determina que o empregador que contratar um beneficiário do Bolsa Família terá o mesmo valor do benefício descontado da contribuição previdenciária, ou seja, se o empregado recebe R$ 150,00 de Bolsa Família e seus encargos trabalhistas custam R$100,00 o patrão não precisará pagar esse valor de imposto e ainda, poderá usar o saldo para abater do imposto de outro funcionário, caso o valor do benefício seja maior do que o valor do imposto previdenciário (assim como no exemplo que usei acima).
Detalhe: Enquanto houver contrato de trabalho o benefício do BOLSA FAMÍLIA fica suspenso para o funcionário que está empregado. No site, a explicação do senador é resumida assim:
"O senador aponta que haveria vantagem para o beneficiário, na medida em que deixaria de receber um benefício pequeno para assegurar, na pior das hipóteses, um salário mínimo, com toda a cobertura previdenciária e inserção no mercado de trabalho.
Para o empregador, acrescenta o autor, haveria a diminuição do valor gasto em contribuições sociais."
O Governo deixa de ganhar R$ 150,00 de impostos, mas também deixa de pagar R$ 150,00 de Bolsa Família. É uma forma de incentivar a contratação das pessoas mais pobres do país.
A matéria já foi aprovada na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e agora segue para a análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).
Em primeira análise eu achei a ideia incrível, ainda não considerei nenhum ponto negativo, qual a opinião de vocês meus amigos e leitores, empresários, trabalhadores e beneficiários do programa?
Raquel Brugnera - Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político  - Universidade Estácio de Sá RJ

XILINDRÓ NEWS - Lula continua preso e será condenado em outros processos

 
Apesar das tentativas das figurinhas carimbadas de sempre, propondo até o ridículo de uma "liminar de habeas corpus", 
coisa inexistente no mundo, o Pinguço continuará preso e vai apodrecer na cadeia.

Bolsonaro edita três novos decretos para substituir decreto das armas

O presidente Bolsonaro editou três novos decretos e concluiu um projeto-de-lei, que na prática revogam o decreto das armas anterior, que é questionado no Congresso e no STF.
Os decretos e o projeto eliminam pontos de maior questionamento legal.
Os três novos decretos:
• Decreto 9.844: regulamenta lei sobre sobre a aquisição, o cadastro, o registro, o porte e a comercialização de armas de fogo e de munição e sobre o Sistema Nacional de Armas e o Sistema de Gerenciamento Militar de Armas.
• Decreto 9.845: regulamenta lei sobre a aquisição, o cadastro, o registro e a posse de armas de fogo e de munição.
• Decreto 9.846: regulamenta lei sobre o registro, o cadastro e a aquisição de armas e de munições por caçadores, colecionadores e atiradores.

Os 3 motivos porque a economia do Brasil ainda está sangrando!!

Porque o ART. 142 da Constituição está sendo tão lembrado ✰ Artigo de Humberto de Luna Freire Filho

Hoje fala-se muito no artigo 142 da nossa constituição, artigo esse lembrado pelo então candidato Jair Bolsonaro em sua campanha eleitoral e que reza: As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.
Ora, por que o conteúdo desse artigo está sendo a cada dia mais lembrado, mais comentado e considerado por muitos como necessário e essencial sua aplicação nos dias de hoje? O Brasil é uma República Federativa e possui três poderes constitucionais, supostamente independentes: O Executivo, o Legislativo e o Judiciário, que deveriam ter um ação harmônica. Mas infelizmente isso não acontece, o que poderá levar o país à ingovernabilidade pelos seguintes motivos.
Temos um Congresso formado em sua maioria por ladrões e corruptos, onde 50% dos “nobres” que ocupam as duas Casas, eleitos por currais eleitorais formados por analfabetos e semianalfabetos, respondem a processo ou são denunciados por roubo e por outros crimes. A sociedade esclarecida não mais suporta ver os espetáculos em que se transformaram as suas sessões. Um verdadeiro circo mambembe, onde um cidadão que tenta moralizar o país é desrespeitado por dezenas de bandidos que deveriam estar na cadeia.
Temos um Judiciário onde a sua entidade máxima, o Supremo Tribunal Federal (STF), extrapola os seus poderes e legisla em causa própria, em defesa de bandidos, ou ainda, para atender a interesses de grupos minoritários, contrariando a constituição vigente. Um verdadeiro ativismo doutrinário onde até jargões são usados de maneira consciente e para isso vou citar apenas dois exemplos, suficientes para dar uma noção exata do que se transformou a suprema corte.
Primeiro, o voto favorável de um ministro da Suprema Corte sobre o direito de a mulher abortar até o terceiro mês da gestação, contrariando o código penal que considera crime o aborto provocado em qualquer fase da gestação, salvo em caso de estupro ou risco de vida da gestante. Escreveu o ministro: “Já que o homem não engravida, assim sendo, se dá uma equiparação plena de gênero”. “EQUIPARAÇÃO PLENA DE GÊNERO”. Progressismo?
Segundo exemplo: há 1 ano o STF decidiu que as pessoa “TRANS” podem mudar de nome em seu registro civil. Basta ir a um cartório e declarar sua nova identidade “AUTO PERCEBIDA”. Cria-se uma nova casta. Fato dessa natureza jamais seria possível a um cidadão sem antes gastar muto dinheiro com advogados e aguardar por anos a tramitação do processo por várias instâncias. – “NOVA IDENTIDADE AUTO PERCEBIDA” – mais uma da militância progressista. Gostando das inovações? kkk.
Humberto de Luna Freire Filho - Médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...