terça-feira, 20 de junho de 2017

Cunha: “Joesley fala que só encontrou Lula duas vezes. Mentira!”

A nota de Eduardo Cunha sobre a JBS é realmente intrigante.
Por que Lula precisou dele para marcar um encontro com Joesley Batista? Qual era o papel da JBS na discussão sobre o impeachment? Pagar parlamentares para impedir o impeachment? Ou pagar o PT para proteger Eduardo Cunha?
Preso, Eduardo Cunha escreveu mais uma carta. Dessa vez para comentar a entrevista de Joesley Batista à Época.
A Folha publicou alguns trechos:
"Ele (Joesley) fala que só encontrou o ex-presidente Lula por duas vezes, em 2006 e 2013. Mentira! Ele apenas se esqueceu que promoveu um encontro que durou horas, no dia 26 de março de 2016, Sábado de Aleluia, na sua residência (...) entre eu, ele e Lula, a pedido de Lula, a fim de discutir o processo de impeachment (....) onde pude constatar a relação entre eles e os constantes encontros que eles mantinham."
"Lamento ter exposto a minha família à convivência com esse perigoso marginal, na minha casa e na dele."
"É estranho que, mesmo atacando o governo, ele ainda seja o maior beneficiário de medidas (...) tais como a MP 783 do Refis."
"Ele também é o grande beneficiário da MP 784, da leniência com o Banco Central e com a CVM, onde as suas falcatruas no mercado de capitais, as atuais e as passadas, poderão obter o perdão e ficarem impunes."
"A pergunta que não quer calar é de onde vem o poder dele, que mente, ataca o governo e ainda se beneficia dos atos do governo que o deixam mais rico e impune?"
"(Joesley) mente para obter benefícios para os seus crimes, ficando livre da cadeia, obtendo uma leniência fiada, mas desfrutando dos seus bilionários bens a vista, tais como jatos, iate, cobertura em NY, mansão em St. Barts, além de bilhões de dólares no exterior, dentre outros."
"Espero que o STF reveja esse absurdo e bilionário acordo desse delinquente."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...