sexta-feira, 28 de julho de 2017

A senadora Gleisi Hoffmann mandou um recado "curto e grosso"

Ao defender Nicolás Maduro, afirmar que Dom Lulone e o Partido dos Trabalhadores (PT) são vítimas e perseguidos pela Justiça brasileira, a referida senadora mandou um recado corajoso e grosseiro, avisando que ela quer brigar e, por conseguinte, sua turma de comunistas não vai desistir fácil de um dia transformar o Brasil em uma grande Venezuela. 
A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, fez um forte discurso de esquerda com críticas ao juiz Sergio Moro pela condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante abertura do 23º Foro de São Paulo, na Nicarágua. Ela também enalteceu Che Guevara e Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, além de celebrar o centenário da Revolução Russa.
No domingo na Nicarágua, a senadora disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o seu partido são vítimas de perseguição judicial no Brasil, manifestou o apoio petista ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e ao regime cubano e saudou as vitórias nas disputas presidenciais dos esquerdistas aniel Ortega, na própria Nicarágua, e de Lenin Moreno, no Equador.
Essas declarações estapafúrdias foram proferidas durante o 23º Encontro do Foro de São Paulo, que congrega diversos partidos de esquerda da América Latina e do Caribe, que estão reunidos em Manágua, capital do país, até a próxima quarta-feira.
Alfo Cunha 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...