sábado, 1 de julho de 2017

Temer se curva a Lula e Sindicatos, pra não cair.

Temer se notabilizou como coadjuvante, figura decorativa e capacho do Governo PT.
Brasil sabia não ser a solução colocar o marido de Marcela no Poder, mas se viu diante da bifurcação; ele até 2018 ou Lulismo 1000 anos.
Panelas batidas com consciência; ordem era um estancar sangria, pra iniciar tratamento em 2018 e torcer que o nascido pra ser Vice, surpreendesse positivamente, igual fez Itamar Franco na década de 90.
Início animador; discurso firme, habilidade no negociar com Congresso e possibilidade de aprovar medidas necessárias, pra minimizar crise.
Sonho durou nada. Ninguém assume protagonismo por osmose. Rapidinho virou abóbora.
Ingenuidade absurda o colocou na arapuca PT/Globo/JBS. No lugar do Mandatário surgiu mais uma Rainha Elisabeth, padrão Dilma; reina, mas não governa.
Temer terminará mandato, por pagar o preço; entregou o País de Bandeja a Comunas, corruptos de todas as vertentes e Centrais Sindicais.
Reuniu-se com Lula, Renan, Gilmar e outros do mesmo nível, batendo martelo:
Definido:
- Escolha do novo Procurador seguiria o determinado por interesses, independente de ter sido ou não o mais votado.
Escolhido deveria vir com cordinhas curtas e com a missão de criar dificuldades a Sérgio Moro.
- Aécio Neves será deixado em paz, absolvido e podendo voltar ao Senado.
- Reformas autorizadas, só as que não mexam com interesses corporativos; exemplo maior é a obrigatoriedade de contribuição Sindical.
Morcego garante (***) que criarão fim gradativo, com diminuições à conta gotas.
Resumindo:
Moro condena, TRF4 absolve, STF garante retaguarda e Legislativo corrompido governa.
Fixa tudo como sempre esteve e tudo se decide em 2018.
Esgoto da Corrupção como um todo ganha fôlego com acordo, sendo Lula, Centrais Sindicais e PT os maiores beneficiários.
José Romario Oliveira Filho

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...