quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Presença de militares no RJ já tem números animadores

Enquanto as atenções estavam voltadas para a Câmara dos Deputados onde foi votado o pedido de investigação sobre a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer, acusado de cometer crime de corrupção passiva, alguma coisa positiva de iniciativa do Governo Federal deve ser destacada. Trata-se do cumprimento da promessa de avançar no combate à criminalidade no Rio de Janeiro. 
Na manhã de ontem, equipes do 8º Grupo de Artilharia de Campanha Paraquedista e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PMERJ) realizaram operações em quatro favelas da Zona Norte para reprimir o roubo de cargas. Mesmo havendo o registro de roubo da carga de dois caminhões durante a noite, quando os militares não estavam nas ruas, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou que é impossível tudo ao mesmo tempo, mas que há a possibilidade de que o contingente também realize operações durante a noite e a madrugada. 
Ontem, cerca de 50 integrantes do 8º Grupo de Artilharia fizeram uma operação na Fazenda Botafogo para reprimir o roubo de cargas, enquanto policiais da 39ª DP, na Pavuna, com apoio em três favelas do Jardim América (Furquim Mendes, Ficap e Dique), onde equipes do Departamento Geral de Polícia da Capital, 90 agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), 140 policiais rodoviários, além de cães farejadores e um helicóptero foram cumprir 15 mandados de prisão. No Jardim América foram detidas 15 pessoas e apreendidos 28 veículos – foram 10 motos, dois caminhões e 16 carros –, além de rádios comunicadores e drogas.

Um comentário:

Anônimo disse...

A bandidagem no Rio se estruturou de tal maneira que não respeitam mais nada e as forças armadas que aqui estão em muito pouco adiantarão se não tomarem atitudes calcadas em identificar e buscar alternativas de soluções preventivas que aniquilem de vez o crime organizado, sem disparar sequer um tiro, o que hoje é impraticável.
O Jornal “O Globo de hoje” na página 15 tem uma matéria intitulada “ o jogo pesado”, onde há uma “foto de homens com vários fuzis e roupas da PM, que são investigados”, é triste acreditar, mas este é o retrato da verdadeira ilha da fantasia no país hoje.
Queria acreditar que há uma solução, mas a cada dia fico mais cético.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...