sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Temer: "roubo, mas faço!"

Michel Temer ganhou a votação contra a autorização para o STF dar prosseguimento à denúncia formulada pela Procuradoria Geral da República por crime de corrupção ativa.  A vitória foi dada pelos 268 deputados que disseram "sim" ao relatório do deputado Paulo Abi Ackel, PSDB/MG, que produziu relatório favorável à não autorização da Câmara para ser investigado pelo STF, pelo menos, até 31 de dezembro de 2018. Foi vitória do Michel Temer.
À grande imprensa, o presidente Temer afirmou que ganhou o "estado democrático de direito". Sem dúvida que prevaleceu a "democracia", mas dizer que venceu o "estado democrático de direito" é um tanto exagerado. Sem menor dúvida de que ganhou o "toma lá, dá cá". O "estado democrático de direito" não esteve ameaçada, desta feita. O Palácio do Planalto movimentou nestes últimos dias para atender as "emendas parlamentares" e os pleitos das bancadas ruralista, evangélica e de bala. Foi um verdadeiro festival de "toma lá, dá cá", amplamente divulgado pela grande imprensa, sem menor pudor.
O mercado financeiro já esperava o resultado, a vitória do presidente Temer, na Câmara dos Deputados. O mercado financeiro operou durante o dia com o dólar em queda e bolsa em alta. A percepção do mercado é que o País não aguenta mais o prolongamento da "crise política". O mercado financeiro espera ansiosamente a reforma da previdência, após a aprovação da reforma trabalhista, essencial para crescimento sustentável do País.
Certamente, nos próximos dias vão ser feito avaliação de quem perdeu e quem ganhou com o episódio político.  O presidente da Câmara dos Deputados é quem mais ganhou neste episódio, creio. Deputado Rodrigo Maia conduziu a votação em linha auxiliar ao governo Temer desta feita. Rodrigo Maia saiu fortalecido entre os seus pares da Câmara dos Deputados. 
Infelizmente, prevaleceu o ditado: "roubo mas faço!"

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...