segunda-feira, 26 de março de 2018

Por que o Supremo optou por salvar um corruPTo?

Conhecendo a qualidade de um povo passivo, omisso e festeiro e, considerando ainda a superioridade que lhe é dispensada pela péssima Constituição brasileira, o Supremo Tribunal Federal, representado por 11(onze) ministros indicados e aprovados por um bando de políticos corruptos, com certeza, não poderia obrar diferente.
Segundo a imprensa, o Congresso Nacional está contaminado por tudo que não presta, mas é lá que se elabora e se promulgam as leis. Creiam! No bloco dos politiqueiros, existem até parlamentares cumprindo pena em regime semiaberto e que, durante o dia, dão expediente na Câmara ou no Senado votando e decidindo sobre a vida da população brasileira mas, à noite, são recolhidos as penitenciaria para cumprir penas, normalmente, por roubo ou lavagem de dinheiro. Claro! São esses sujeitos e mais um resto não muito bom, que processam as leis, portanto, nelas, põem um manto de malandragem e safadeza, a fim de que as mesmas sejam vulneráveis e permitam que a cachorrada e a pouca vergonha sejam comuns a Justiça.
Por sua vez, os ministros da Suprema Corte, vaidosos e, possivelmente, com um rei na barriga, por gratidão, agem de acordo com o interesse do freguês que o indicou. 
A semana passada, mostrando que, tirando a toga preta, não são diferentes das outras pessoas, dois ministros do STF, em um espetáculo digno de lavadeiras agachadas à beira de um rio, acusaram-se, mutualmente, “lavaram a roupa suja em público”, confirmando assim, a falta de credibilidade que hoje, essa bichada Corte passa ao Brasil e ao mundo.
Acreditem! Não foi em vão que na posse da atual Presidente, Cármem Lúcia, a maioria dos convidados de honra eram políticos envolvidos em uma série de crimes listados na Operação Lava Jato. E, entre eles, lá estava o suposto chefe da corrupção no país. Ora senhores! Depois dos cumprimentos, regados a abraços e conversa de pé de ouvido, a República prosseguiu na sua trajetória descendente, certa de que, o Capo Dom Lulone e o resto do bando, todos seriam salvos sem escrúpulos nem cerimônia. Vejam:
No dia 5 de outubro de 2013 a Constituição brasileira completou 25 anos de vigência e a data foi celebrada em várias entidades e movimentos sociais, entre os quais: foi o ato do Conselho Federal da OAB, em Brasília, que reuniu juristas, lideranças de movimentos organizados e políticos que participaram da Assembleia Constituintena qual a Constituição foi elaborada, entre eles, os ex-presidentes Lula e José Sarney.
Precisa dizer mais alguma coisa?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...