segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Haddad não poderá ter o nome em pesquisas

A partir do dia 15, quando os candidatos à Presidência da República serão registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os institutos de pesquisas de opinião não poderão mais realizar levantamentos incluindo o nome do ex-prefeito Fernando Haddad. Para efeitos legais, o candidato do PT é Lula, mesmo com a possibilidade de a Lei da Ficha Limpa o impedir de se candidatar a cargos públicos. 
O comando do partido mantém Lula como candidato mesmo sub judice. O ex-prefeito Haddad foi escolhido vice de Lula pela coligação PT - PCdoB para representar o ex-presidente durante a campanha eleitoral, e será o substituto se o ex-presidente tiver seu registro impugnado e a legenda resolver trocar Lula. 
Ficou acertado que a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB) será a vice em qualquer uma das circunstâncias. Mesmo sub judice, Lula é o nome do PT, e Haddad, por enquanto, não entra nas pesquisas. 
A resolução do TSE sobre pesquisas diz que “a partir das publicações dos editais de registro de candidatos, os nomes de todos os candidatos cujo registro tenha sido requerido deverão constar da lista apresentada aos entrevistados durante a realização das pesquisas”. Por isso, especialistas apostam que os institutos só poderão testar um único cenário, o oficial. 
O Ministério Público, candidatos, partidos e coligações podem entrar com processo de impugnação da divulgação dos levantamentos. Segundo o TSE, qualquer manifestação sobre o assunto só eleitorais, acabará confirmando que o ex-presidente Lula é o candidato, ou seja, confirmando com a tese do PT.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...